O UEFA.com funciona melhor noutros browsers
A partir de 25 de Janeiro, o UEFA.com já não vai suportar o Internet Explorer.
Para obter a melhor experiência possível, recomendamos que use Chrome, Firefox ou Microsoft Edge.

Basileia trava Sporting

Sporting Clube de Portugal 0-0 FC Basel 1893
O Basileia travou a série de nove vitórias europeias seguidas do Sporting em casa, num jogo em que este teve Xandão expulso aos 50 minutos.

Sporting e Basileia empataram em Lisboa
Sporting e Basileia empataram em Lisboa ©AFP/Getty Images

O Sporting Clube de Portugal, semifinalista da UEFA Europa League na época passada, iniciou a participação no Grupo G de 2012/13 com um empate 0-0 frente ao FC Basel 1893.

Apesar de ter aumentado a série sem perder no Estádio José Alvalade para 14 jogos nas competições da UEFA, os "leões" viram, ainda assim, quebrada a série de nove vitórias europeias seguidas em casa frente ao Basileia – derrotado nos quatro desafios anteriores no recinto do Sporting sem marcar golos –, num encontro em que actuaram com dez jogadores desde os 50 minutos, por expulsão de Xandão.

Elias acordou os adeptos do marasmo ao quarto-de-hora, num remate em plena área que saiu por cima da baliza de Yann Sommer, após assistência primorosa de Marat Izmailov. Quatro minutos volvidos, o médio russo libertou-se de toda a gente na esquerda e cruzou atrasado para o remate de primeira de Ricky van Wolfswinkel, mas o pontapé do ponta-de-lança holandês acertou em Aleksandar Dragovic.

Dragovic cabeceou defeituoso e ao lado numa falha de marcação do Sporting na área, aos 23 minutos, na sequência de um livre de Alexander Frei, antes de Van Wolfswinkel testar a atenção de Sommer quando o guarda-redes suíço desviou pela linha de fundo o pontapé do dianteiro dos “leões”.

Se a equipa de Ricardo Sá Pinto pretendia pressionar na entrada da segunda parte, a expulsão de Xandão refreou-lhe os ânimos. O central deixou escapar o esférico e fez falta sobre Marco Streller na meia-lua da grande área, numa altura em que este se isolava. O livre ficou pela barreira, mas Marcelo Díaz esteve quase a marcar num remate de muito longe que fez a bola bater ainda na trave.

Valentin Stocker bailou sobre Cédric Soares antes de oferecer o golo a Díaz, mas o desvio de cabeça deste errou o alvo, antes de Patrício defender o remate fraco de Frei. Sem nunca desistir, o Sporting, por Danijel Pranjić, obrigou novamente Sommer a aplicar-se para negar o golo ao croata aos 65 minutos e, aos 74, defendeu nova tentativa de Van Wolfswinkel. E o mesmo aconteceu depois com a de Daniel Carriço, entrado após a expulsão para reequilibrar o eixo defensivo dos anfitriões, pelo que a divisão de pontos persistiu até ao fim.