Valência contra a estatística em Alkmaar

A estatística vai estar do lado do AZ Alkmaar quando a equipa holandesa receber o Valência, na primeira mão dos quartos-de-final da UEFA Europa League.

Gertjan Verbeek, de colete laranja, fala com os jogadores durante o treino de quarta-feira
Gertjan Verbeek, de colete laranja, fala com os jogadores durante o treino de quarta-feira ©AFP/Getty Images

Se as estatísticas ganhassem jogos, o AZ Alkmaar podia encarar com muito optimismo o encontro desta quinta-feira, da primeira mão dos quartos-de-final da UEFA Europa League. Afinal, o Valencia CF só venceu um dos cinco encontros disputados fora de casa, esta época, nas competições europeias. 

E o panorama fica ainda melhor para a equipa de Gertjan Verbeek quando se recorda que os holandeses ainda não perderam qualquer uma das oito partidas europeias que disputaram em casa em 2011/12. Mas apesar do cenário, onde se inclui a impressionante vitória sobre a Udinese Calcio, na última ronda, o treinador do AZ sabe bem das dificuldades que vai ter pela frente. 

"A Liga espanhola é uma das mais fortes da Europa e o Valência está no terceiro lugar. Por isso, são muito bons", lembrou Verbeek. "A Udinese é uma verdadeira equipa italiana e o Valência é mais aberto, especialmente no contra-ataque. Isso dá-nos mais hipóteses, porque o estilo do jogo do Valência adequa-se mais ao nosso do que o da Udinese. Eles tentam imitar o Barcelona, com combinações curtas, rápidas e sempre com o objectivo de atacar."

A formação de Unai Emery já mostrou a sua força contra equipas holandesas esta época, eliminando o PSV Eindhoven com um resultado total de 5-3, nos 16 avos-de-final. Agora, os espanhóis querem desembaraçar-se do líder do campeonato holandês. "O PSV estava na frente do campeonato nessa altura, mas entretanto tudo mudou", destacou Emery. "Por isso, a situação é a mesma, mas tenho a sensação que o AZ é uma equipa mais estável e organizada de uma forma mais sólida."

Trata-se de uma opinião com a qual Verbeek concorda: "Sim, somos muito melhores [do que o PSV] e mostrámos isso ao longo da época", disse o treinador, de 49 anos, cuja equipa manteve um ponto de vantagem no topo da Eredivisie graças ao triunfo, por 1-0, sobre o RKC Waalwijk no passado fim-de-semana. "Mas é difícil comparar as duas equipas. O PSV tem de lidar com uma enorme pressão e nós não passamos por isso aqui no AZ."

As opções de Verbeek para o jogo estão condicionadas com o castigo de Nick Viergever e pelas lesões de Roy Beerens, Celso Ortiz e Etienne Reijnen. Mas Unai Emery também tem problemas para resolver, depois de o Valência sofrer a segunda derrota consecutiva no passado sábado, perdendo no terreno do Getafe CF, por 3-1, mas, agora, é tempo do sonho europeu. "O AZ tem a mesma ambição que nós na UEFA Europa League: fazer algo inesquecível." E uma vitória em Alkmaar seria um passo nessa direcção.