Combata a COVID-19 seguindo as indicações da Organização Mundial de Saúde e os cinco passos da FIFA para travar a propagação da doença.

1. Lavar as mãos 2. Tossir para o antebraço 3. Não tocar no rosto 4. Manter a distância física 5. Ficar em casa.
Mais informação >
 

Empenhado Valência afasta PSV

PSV Eindhoven 1-1 Valencia CF (total: 3-5)
Após ver-se em desvantagem graças ao golo de Adil Rami, aos 47 minutos, o PSV só conseguiu um tento, por Ola Toivonen.

O Valência festeja o seu golo no terreno do PSV
O Valência festeja o seu golo no terreno do PSV ©Getty Images

O Valencia CF sacudiu a irregular forma interna, mantendo um determinado PSV Eindhoven sob controlo, com um empate 1-1 que valeu o apuramento para os quartos-de-final da UEFA Europa League, com um resultado total de 5-3.

Dois golos bastante diferentes na segunda parte, de Adil Rami, mais tarde expulso, e de Ola Toivonen foi tudo quanto se conseguiu numa noite em que ambos os guarda-redes tiveram ocasião para mostrar a respectiva categoria. Apesar do excelente palmarés internacional do PSV, tem sido o Valência que mais recentemente se tem exibido em melhor plano nas provas da UEFA, algo que ficou patente nesta eliminatória.

Quando os comandados de Philip Cocu, apoiados por uma ruidosa massa adepta, tentou impor um ritmo frenético, os visitantes foram implacáveis. Apesar de não poderem contar com o seu melhor marcador, Roberto Soldado, os valencianos conseguiram uma exibição pausada e experiente.

A equipa espanhola também conseguiu exceder-se sempre nos momentos decisivos – em ambas as áreas. Com efeito, a batalha decisiva terá sido entre o guardião dos valencianos, Diego Alves, e o internacional sueco Ola Toivonen.

O capitão do PSV empatou a contenda – após um desvio de Tim Matavž quando estavam decorridos 63 minutos –, mas, muito antes de o Valência ter assumido a liderança no marcador, Toivonen quase marcou, não tivesse Diego Alves efectuado uma espectacular defesa a um cabeceamento seu, na sequência de um cruzamento de Stanislav Manolev quando estavam decorridos 24 minutos.

No entanto, Przemysław Tytoń terá pensado que tudo o que Diego Alves fizesse, ele conseguiria suplantar, pois efectuou uma defesa ainda mais espectacular, lançando-se para trás para sacudir com a ponta dos dedos uma tentativa de chapéu de Jordi Alba ainda antes do intervalo. Contudo, o reatamento não podia ter sido pior para os comandados de Cocu, uma vez que um mau alívio de Erik Pieters foi transformado num golo do Valência fora de casa.

Quando o defesa-lateral aliviou a bola, esta caiu na direcção de Sofiane Feghouli. Este rematou de longe e a bola embateu no ombro do companheiro Rami, traindo Tytoń. A cinco minutos do final, Diego Alves completou uma noite inesquecível com outra sensacional defesa, agora na resposta a um remate de pé esquerdo de Kevin Strootman. A segundos do final, Rami viu o cartão vermelho por um desentendimento com Toivonen, mas já era tarde demais para o PSV.

Topo