Combata a COVID-19 seguindo as indicações da Organização Mundial de Saúde e os cinco passos da FIFA para travar a propagação da doença.

1. Lavar as mãos 2. Tossir para o antebraço 3. Não tocar no rosto 4. Manter a distância física 5. Ficar em casa.
Mais informação >
 

Nacional confirma apuramento apesar da derrota

BK Häcken 2-1 Nacional  (total: 2-4)
A formação madeirense foi derrotada pelo Häcken na Suécia, mas confirmou o apuramento para o "play-off" fruto da vitória em casa.

O Nacional já está no "play-off" da UEFA Europa League
O Nacional já está no "play-off" da UEFA Europa League ©CD Nacional

O Nacional da Madeira apurou-se para o "play-off" da UEFA Europa League, mesmo após uma derrota por 2-1 no terreno dos suecos do BK Häcken, depois de ter vencido na primeira mão da terceira pré-eliminatória, por 3-0.

A defender uma vantagem folgada obtida na Madeira, o Nacional encarou a viagem ao reduto do Häcken com toda a seriedade, tentando alcançar a primeira vitória fora em partidas das competições europeias.

Ainda assim, os homens da casa tentaram naturalmente chegar cedo ao golo, algo que poderia ter acontecido aos 16 minutos, após disparo de Kari Arkivuo, que só parou na trave da baliza à guarda de Elisson. Apesar do maior assédio dos suecos, os madeirenses ficaram perto do golo aos 22 minutos, após remate de Mateus, com o guarda-redes Christoffer Källkvist a negar o tento ao avançado angolano.

Aos 28 minutos, a formação da casa chegou mesmo à vantagem, por intermédio de René Makondele, após a transformação de um livre directo, numa fase em que o Häcken parecia ter ainda uma réstea de esperança no que concerne ao apuramento. Ainda assim, a formação insular respondeu da melhor forma e fez o 1-1 ainda no primeiro tempo (36 minutos), naquele que foi o primeiro golo de Mário Rondon ao serviço do Nacional.

Apesar de estar em situação bastante complicada na eliminatória o Häcken tentou chegar à vitória no segundo tempo, algo que viria a acontecer aos 87 minutos, novamente por Makondele. Apesar da derrota, o Nacional segue em frente, fruto da vitória expressiva na primeira mão.

Topo