Combata a COVID-19 seguindo as indicações da Organização Mundial de Saúde e os cinco passos da FIFA para travar a propagação da doença.

1. Lavar as mãos 2. Tossir para o antebraço 3. Não tocar no rosto 4. Manter a distância física 5. Ficar em casa.
Mais informação >
 

Stoke deseja regresso em força

O Stoke disputa o seu primeiro jogo nas competições europeias desde 1974, quando receber o Hajduk na quinta-feira, na esperança de que os adeptos mais barulhentos da Premier League o ajudem a ir longe.

Matthew Etherington (ao centro) festeja diante dos adeptos ingleses mais barulhentos
Matthew Etherington (ao centro) festeja diante dos adeptos ingleses mais barulhentos ©Getty Images

Da última vez que o Stoke City FC recebeu um jogo das competições europeias, em Setembro de 1974, a canção "Love Me For A Reason", dos Osmonds, estava na liderança do top britânico, os homens usavam sapatos de tacão alto e os adeptos do futebol atavam cachecóis no pulso.

Nesses 37 anos muitas coisas mudaram, mas quando o HNK Hajduk Split visitar o Britannia Stadium, talvez descubra uma que não mudou – a capacidade do Stoke em fazer a vida negra aos visitantes.

O clube disputou apenas dois jogos em casa, durante breves passagens pela Taça UEFA, nos anos 70, mas alcançou resultados meritórios no seu antigo recinto, o Victoria Ground.

Na primeira eliminatória da época 1972/73, o Stoke, acabado de conquistar o seu único título de relevo, a Taça da Liga, venceu o 1. FC Kaiserslautern por 3-1; dois anos depois, empatou 1-1 com o AFC Ajax.

Ambas as eliminatórias foram perdidas nos jogos fora, por isso o extremo Matthew Etherington afirmou: "Temos de vencer em casa se quisermos seguir em frente. O Hajduk é uma equipa muito boa e sei como vai ser difícil a deslocação da próxima semana. A última coisa que queremos é ir lá a precisar de vencer."

Um estudo realizado em 2008/09 revelou que os seus adeptos são os mais barulhentos da Premier League. E isso acaba por ter o seu peso nos resultados – dez das 13 vitórias no campeonato da época passada aconteceram no Britannia, e apenas cinco das 18 derrotas.

O capitão Ryan Shawcross antecipa uma noite para recordar. "Vai ser uma ocasião muito especial. É a primeira vez em quase 40 anos que o clube está nas competições europeias e vai ser o primeiro jogo oficial no Britannia Stadium nas provas da UEFA," disse. Os anos 70 já passaram, mas o Hajduk vai com certeza sentir o fervor inglês.

Topo