A noite de Villa

Bremen 4-4 Valencia CF (total: 5-5, Valência apurado)
Hugo Almeida ainda marcou, mas o ponta-de-lança espanhol David Villa assinou um "hat-trick" e decidiu.

Os autores dos golos do Valência, David Villa e Juan Mata, celebram o primeiro marcado ao Werder Bremen
Os autores dos golos do Valência, David Villa e Juan Mata, celebram o primeiro marcado ao Werder Bremen ©Getty Images

Um "hat-trick" de David Villa ajudou o Valencia CF a conseguir um extraordinário empate a quatro golos no terreno do Werder Bremen, resultado que apurou a equipa espanhola para os quartos-de-final da UEFA Europa League, graças aos golos obtidos fora de casa.

As duas equipas até pareceram contentes com o 1-1 registado na semana passada, em Espanha, mas a história da segunda mão, no Weserstadion, foi totalmente diferente. Villa marcou o seu regresso à competição, após uma lesão num ombro, com um golo logo aos três minutos e Juan Mata ampliou a vantagem do Valência à passagem do quarto-de-hora. Hugo Almeida saltou do banco para reduzir a desvantagem alemã, mas, ainda antes do intervalo, Villa fez o 3-1 e a história parecia estar decidida. No entanto, o capitão do Werder Bremen, Torsten Frings, e Marko Marin levaram o conjunto germânico ao empate, entre os 57 e os 62 minutos, e deixaram a eliminatória em aberto até que Villa assinou o seu "hat-trick". Claudio Pizarro, aos 84 minutos, ainda voltou a empatar o jogo, mas o Werder Bremen não conseguiu evitar o adeus às competições europeias.

O Valência não se deixou incomodar com uma série de ausências, devido a lesões e castigos, e dominou o jogo desde o início, com destaque para a acção de David Silva, que construiu as jogadas dos três golos espanhóis na primeira parte: Villa não desperdiçou, após um erro de Naldo, e Mata também não, concluindo após um soberbo passe de Silva por cima da baliza germânica. Hugo Almeida foi aposta imediata do técnico germânico e o internacional português só precisou de quatro minutos para fazer o 2-1, aproveitando um cruzamento de Pizarro. No entanto, Silva também voltou a brilhar, recuperando a bola e fazendo um passe perfeito para Villa que, com um remate rasteiro, fez o 3-1.

Sem tempo para perder na segunda parte, o Bremen partiu para o ataque e a tarefa germânica ficou mais facilitada quando Jordi Alba cometeu uma grande penalidade sobre Marko Marin. Frings, que também tinha marcado de grande penalidade na primeira mão, não desperdiçou o castigo máximo e Marin empatou o jogo com um remate dentro da área. A equipa germânica estava a um golo do apuramento, mas quem voltou a marcar foi Villa (4-3). No entanto, nem assim o Werder Bremen baixou os braços, sendo que Pizarro empatou de cabeça e lançou a emoção para os últimos minutos. Porém, o Valência segurou o empate e um apuramento emocionante.