Valência ameaça planos de Naldo

O atleta brasileiro garante que o "grande objectivo" do Werder Bremen é conquistar a UEFA Europa League, mas os finalistas da época passada terão de ultrapassar o Valência para darem mais um passo rumo à final.

Naldo num jogo pelo Werder Bremen
Naldo num jogo pelo Werder Bremen ©Getty Images

Naldo acredita que os adeptos que na quinta-feira se deslocarem ao Weserstadion vão ter a oportunidade de ver duas equipas dignas de disputar a final da UEFA Europa League. Mas, se os planos do defesa brasileiro do Werder Bremen se concretizarem, o Valencia CF nem alcançará os quartos-de-final.

A eliminatória está igualada a um golo e Naldo considera que o Bremen terá de voltar a mostrar, na segunda mão dos oitavos-de-final, a determinação exibida na semana passada no Estádio Mestalla. "O encontro entre o Bremen e o Valência é quase uma final antecipada, pois as duas equipas querem estar, em Maio, na final de Hamburgo ", explicou o brasileiro de 27 anos ao UEFA.com.

"Quando entrámos para o jogo da primeira mão, já sabíamos que tínhamos pela frente uma excelente equipa, que compete ao nível do Barcelona e do Real Madrid. Estivemos bem ao neutralizar os seus pontos fortes. O Bremen jogou bem e foi um excelente encontro".

"Eles desperdiçaram algumas oportunidades, mas fizemos uma boa exibição. Se conseguirmos voltar a controlar os seus jogadores mais influentes, considero que podemos ganhar", continuou.

"Não podemos conceder espaços quando temos pela frente adversários como o David Villa, David Silva e Juan Mata. O nosso grande objectivo é conquistar este troféu, pois foi uma grande desilusão perder a final da época passada. No entanto, no final do jogo de Valência, todos recordámos que ainda não estamos nos quartos-de-final. Precisamos manter a concentração".

A equipa onde alinha Hugo Almeida tem um historial de bons resultados na recepção a clubes espanhóis, com cinco vitórias e três empates em dez encontros. Na fase de grupos deste ano, o Bremen bateu o Athletic Club, por 3-1, mas as cautelas de Naldo são justificadas. O médio Tim Borowski concorda com o seu colega de equipa, tanto mais que os alemães podiam estar numa situação bem mais confortável.

"Tivemos três ou quatro oportunidades soberanas para marcar e não podemos estar totalmente satisfeitos com exibição na segunda parte do jogo em Espanha", afirmou. "Sabíamos que íamos criar situações de golo, pois o Valência estava com menos um jogador, devido a expulsão, e devíamos ter marcado mais golos, mas estou optimista".

"O Valência não vai poder contar com alguns jogadores [Éver Banega e Pablo Hernández estão suspensos], e a nossa equipa tem uma mistura perfeita entre juventude e experiência. Na primeira mão mostrámos que somos capazes de dar luta ao Valência, mesmo quando eles têm a equipa na máxima força. Estamos em boa posição".