Bremen cauteloso ante o Valência

O empate (1-1) no Mestalla deixou o Bremen mais perto de um lugar nos quartos-de-final da UEFA Europa League, mas o Valência não irá certamente entrar derrotado na partida na segunda mão.

David Villa (Valência) e Torsten Frings (Bremen) em acção na primeira mão
David Villa (Valência) e Torsten Frings (Bremen) em acção na primeira mão ©Getty Images

O empate a um golo no Mestalla deixou o Werder Bremen mais perto de um lugar nos quartos-de-final da UEFA Europa League, mas o Valencia CF não irá certamente entrar derrotado na partida na segunda mão ante a equipa onde milita Hugo Almeida.

• O penalty de Torsten Frings (24) foi anulado pelo tento de Juan Mata (57), mas o Valência terá de jogar na Alemanha sem Éver Banega, expulso na primeira mão, nem com Pablo Hernández, que viu um cartão amarelo em Espanha e está também suspenso.

Jogos anteriores
• Valência e Bremen estiveram juntos no mesmo grupo da UEFA Champions League de 2004/05, onde a formação germânica – já então orientada por Thomas Schaaf – venceu a turma espanhola, na altura treinada por Claudio Ranieri, por 2-1 em casa e por 2-0 no Mestalla.

• As equipas que alinharam no primeiro encontro, em Bremen, a 29 de Setembro de 2004, foram as seguintes:
Bremen: Reinke, Fahrenhorst, Ernst, Stalteri, Micoud, Klose, Klasnić, Magnin, Borowski, Schulz (Charisteas, 61), Váldez.
Valencia: Cañizares, Marchena*, Albelda*, Baraja* (Sissoko, 74), Corradi, Angulo, Di Vaio (Pellegrino, 57), Rodríguez* (Moretti, 79), Carboni, Navarro*, Curro Torres.

* elegível para actuar neste encontro

Retrospectiva
• No total, o Valência disputou 20 jogos frente a adversários alemães e registou quatro vitórias, oito empates e oito derrotas (uma vitória, um empate e sete derrotas na Alemanha).

• O Valência defrontou o Bayern na final da UEFA Champions League de 2000/01, em Milão, onde perdeu por 5-4 no desempate por pontapés da marca de grande penalidade, após igualdade a um golo.

• Os 21 jogos do Bremen frente a equipas espanholas resultaram em oito vitórias, quatro empates e nove derrotas (cinco vitórias, três empates e duas derrotas em solo alemão). O mais recente encontro com uma equipa espanhola verificou-se na fase de grupos da presente edição da UEFA Europa League, durante a qual bateu o Athletic Club por 3-1 em casa e por 3-0 em Bilbau.

• O Valência não chega aos quartos-de-final de uma competição europeia desde a temporada de 2006/07, época em que foi afastado da UEFA Champions League pelo Chelsea FC nos oitavos-de-final.

Factos das equipas
• O avançado sueco Markus Rosenberg, do Bremen, e Hedwiges Maduro, médio holandês do Valência, foram colegas de equipa no AFC Ajax entre 2005 e 2007, tendo ambos ganho duas Taças da Holanda ao serviço do clube de Amesterdão.

• O médio dinamarquês do Bremen, Daniel Jensen, representou os espanhóis do Real Murcia CF durante temporada de 2003/04, mas o clube desceu de escalão e o jogador rumou ao Weserstadion.

• O Bremen é a equipa mais concretizadora da UEFA Europa League nesta temporada, com 22 golos marcados desde o arranque da fase de grupos.

• Claudio Pizarro, do Bremen, é o melhor marcador da competição até ao momento, com oito golos assinados desde o início da fase de grupos.

• O Bemen é uma das três equipas alemãs ainda em prova nos oitavos-de-final, juntamente com o VfL Wolfsburg e o anfitrião da final, o Hamburger SV. A Bundesliga é, assim, o campeonato com mais equipas presentes nesta fase da UEFA Europa League.

• O sorteio dos quartos-de-final realiza-se na sede da UEFA, em Nyon, na Suíça, no dia 19 de Março. Não haverá qualquer condicionamento.

Penalties
• O Bremen nunca este envolvido em desempates por pontapés da marca de grande penalidade nas provas europeias.

• O Valência esteve envolvido em quatro desempates por penalties: ganhou dois e perdeu outros tantos. Venceu a edição de 1979/80 da Taça dos Vencedores das Taças ao bater o Arsenal FC por 5-4, mas perdeu a final da UEFA Champions League em 2000/01 pelo mesmo resultado.