O UEFA.com funciona melhor noutros browsers
Para a melhor experiência possível recomendamos a utilização do Chrome, Firefox ou Microsoft Edge.

Zaccheroni respeita o Fulham

Alberto Zaccheroni disse que a Juventus "cresce a cada dia que passa", mas avisou que a sua equipa tem de estar atenta frente ao Fulham, em alta sob o comando de Roy Hodgson.

Alberto Zaccheroni, treinador da Juventus
Alberto Zaccheroni, treinador da Juventus ©Getty Images

Alberto Zaccheroni acredita que a Juventus está a atingir a boa forma no momento certo, à medida que se prepara para defrontar o Fulham FC, na primeira mão dos oitavos-de-final da UEFA Europa League.

A Juve venceu quatro e empatou três dos últimos oito jogos desde que Zaccheroni substituiu Ciro Ferrara, em Janeiro, e parte para este desafio moralizada pela vitória no fim-de-semana, em casa da ACF Fiorentina. "Depois do jogo de sábado ficámos cheios de confiança", disse o treinador. "A equipa tem vindo a crescer a cada dia que passa desde a minha chegada e alguns jogadores que estavam lesionados também têm vindo a recuperar. Se mostrarmos o mesmo carácter que no jogo anterior, somos um adversário à altura".

Felipe Melo está castigado, Gianluigi Buffon, Amauri e Giorgio Chiellini têm lesões nas coxas e Claudio Marchisio está em dúvida, devido a uma infecção na garganta. Em compensação, Camoranesi e Vincenzo Iaquinta estão aptos e podem mesmo ser titulares. Depois de eliminar o AFC Ajax na ronda anterior, a Juventus aponta para metas ambiciosas, mas Zaccheroni lançou o aviso. "Sabemos que o Fulham é difícil", disse. "Já para não falar que no banco do Fulham vai estar sentado Roy Hodgson, um homem sábio e treinador experiente. As suas equipas são sempre bem organizadas e praticam bom futebol".

O Fulham foi uma das surpresas dos 16 avos-de-final, quando eliminou o FC Shakhtar Donetsk, campeão em título. Mas será que um dos "outsiders" da prova pode fazer o mesmo frente ao bicampeão europeu? No entanto, Hodgson, de 62 anos, que levou o FC Internazionale Milano até à final da Taça UEFA, em 1997, sente-se honrado por ter a oportunidade de defrontar os "bianconeri".

"Estamos muito felizes por estar aqui e para nós é uma grande recompensa defrontar uma equipa como a Juventus", disse o técnico do Fulham. No entanto, não vai poder contar com Danny Murphy, castigado, enquanto Clint Dempsey, Andrew Johnson e John Pantsil recuperam de lesões nos joelhos. "Felizmente, temos conseguido alguns bons resultados na Premier League nas últimas semanas. Isso permite concentrar a nossa atenção nesta competição, sem nos preocuparmos com a classificação no campeonato. Vamos dar o nosso melhor para prosseguir esta aventura fantástica".