Etxeberria saboreia o momento

A jogar a última época no Athletic e sem receber vencimento por opção, Joseba Etxeberria quer desfrutar dos "últimos momentos" no futebol e desalojar o Bremen do primeiro lugar do Grupo L.

Joseba Etxeberria pode despedir-se do futebol com a conquista de um troféu europeu
Joseba Etxeberria pode despedir-se do futebol com a conquista de um troféu europeu ©Getty Images

O avançado Joseba Etxeberria, do Athletic Club, espera um "encontro intenso" quando, esta quarta-feira, a sua equipa tentar desalojar o Werder Bremen do primeiro lugar do Grupo L da UEFA Europa League, em San Mamés.

Adversário de qualidade
Com ambas as equipas já apuradas para o sorteio dos 16 avos-de-final, na sexta-feira, a formação de Joaquín Caparrós tem de vencer os visitantes por dois ou mais golos em San Mamés para terminar no topo. O jogo do grupo do Nacional representa igualmente uma oportunidade para Etxeberria, de 32 anos, e a sua equipa mostrarem que podem vencer, mesmo sem o dianteiro Fernando Llorente, ausente por lesão, o melhor marcador da fase de grupos, com seis golos.

"Situação ideal"
"Lutar pelo primeiro lugar do grupo no derradeiro jogo, e em casa, é a situação ideal para se estar e algo que definimos como objectivo no início da época", disse Etxeberria. "Se pudermos terminar o grupo em primeiro lugar, então óptimo, já que podemos evitar as equipas mais fortes e disputar a segunda mão em casa. O Werder é uma equipa habituada à UEFA Champions League, mas penso que podemos vencer".

Objectivo na despedida
Etxeberria pensava ter dito adeus à última oportunidade de alcançar a glória quando os "rojiblancos" foram derrotados pelo FC Barcelona na edição do ano passado da Taça de Espanha. No entanto, depois de ter aceitado disputar mais uma época no clube sem receber vencimento, antes de se retirar do futebol profissional, o antigo internacional espanhol tem agora como objectivo alcançar o sucesso nas competições europeias.

"Últimos momentos"
"Estes são os meus últimos momentos no futebol e quero desfrutar de cada um deles", disse o antigo jogador da Real Sociedad de Fútbol. "A UEFA Europa League é uma competição muito exigente e, apesar de pensar que disputar o último jogo da fase de grupos em casa vai ser benéfico, ainda assim queremos mais. Todos esperamos um adversário muito forte na próxima fase, mas vai ser um desafio a eliminar e qualquer uma das equipas pode seguir em frente nesse tipo de situações".

Promessas futuras
Parte da equipa do Athletic que participou na edição 1998/99 da UEFA Champions League, depois de ter terminado a época anterior da Liga espanhola em segundo lugar, Etxeberria admite estar esperançado relativamente à nova geração de jogadores a despontar no clube, nomeadamente Iker Muniain, Markel Susaeta e Javi Martínez. "A disputa por um lugar no plantel é imensa e isso é benéfico para todos", disse. "Estes jogadores são o futuro do clube, e temos que cuidar deles de modo a crescerem de forma sustentada".