Everton recupera e derrota BATE

FC BATE Borisov 1-2 Everton FC
O líder do grupo do Benfica conseguiu recuperar de um golo fantástico dos bielorrussos e deu a volta ao marcador.

Igor Shitov afasta a bola sob pressão de Jô
Igor Shitov afasta a bola sob pressão de Jô ©Getty Images

O Everton FC somou a segunda vitória consecutiva no arranque do Grupo I da UEFA Europa League, conseguindo dar a volta ao marcador no encontro com o FC BATE Borisov, disputado em Minsk.

Reviravolta
Dmitri Likhtarovich marcou um golo soberbo no primeiro tempo, mas a equipa de David Moyes conseguiu a reviravolta com golos de Marouane Fellaini e Tim Cahill. O BATE saiu derrotado do primeiro desafio entre clubes bielorrussos e ingleses, continuando sem qualquer ponto e em busca do primeiro triunfo na fase de grupos de uma competição europeia.

Bola no poste
O resultado foi frustrante para a equipa do BATE, que começou o jogo de forma espectacular, com Vitali Rodionov a semear o perigo na área do Everton. Do outro lado, o internacional russo Diniyar Bilyaletdinov fez estremecer o poste da baliza defendida por Sergei Veremko. O BATE apostava em passe longos para o extremo-esquerdo Pavel Nekhaychik, mas o primeiro tento surgiu de forma espontânea.

Golo fantástico
O médio Likhtarovich marcou o seu primeiro golo em dois anos e meio, através de um disparo a 35 metros da baliza, não dando hipóteses de defesa a Tim Howard. A resposta do Everton surgiu numa jogada em que Ayegbeni Yakubu serviu Cahill, mas o australiano falhou o alvo. Bilyaletdinov também incomodou Veremko, mas o cruzamento enganou o guarda-redes, e também os atacantes do Everton.

BATE motivado
Os campeões da Bielorrússia remeteram os visitantes à defesa no início do segundo tempo, disputado sob chuva intensa. A equipa de Viktor Goncharenko controlava a posse de bola e mostrava-se motivada pela série de quatro triunfos consecutivos e pela liderança do campeonato interno. O Everton estava em dificuldades, mas tudo se alterou aos 68 minutos, quando Yakubu conquistou um livre directo. Leighton Baines colocou a bola em Marouane Fellaini que, desmarcado, fez o empate com um golpe de cabeça.

Chapéu decisivo
Nove minutos depois, Jô cruzou para um cabeceamento de Bilyaletdinov, Cahill leu bem a jogada e compensou as falhas anteriores com um belo chapéu a Veremko. O BATE esteve perto de fazer o empate, com Aleksandr Yurevich e Krivets a desperdiçarem boas oportunidades, mas os três pontos foram para Merseyside.