Vitória do esforço e sacrifício

Paulo Bento mostrou-se satisfeito pelo triunfo (3-2) do Sporting frente ao Heerenveen, apesar de ter exigido "mais sacrifício e esforço" depois de ter sido obrigado a dar a volta ao resultado.

Viktor Elm e Michel Breuer, do Heerenveen, disputam um lance com Liedson
Viktor Elm e Michel Breuer, do Heerenveen, disputam um lance com Liedson ©Getty Images

O treinador do Sporting, Paulo Bento, enalteceu o triunfo (3-2) da sua equipa no terreno do SC Heerenveen, apesar de ter exigido "mais sacrifício e esforço" depois de ter sido obrigado a dar a volta ao resultado e do golo do empate holandês alcançado a 13 minutos do fim, antes de Liedson completar o "hat-trick" aos 88. Jorge Jesus ficou "satisfeito” depois de ter visto Nuno Gomes e Óscar Cardozo marcar os golos do Benfica na vitória de 2-0 sobre o FC BATE Borisov no espaço de cinco minutos no final da etapa inicial, enquanto Manuel Machado elogiou a "alma" do Nacional no desaire de 3-2 ante o Werder Bremen.

Paulo Bento, treinador do Sporting
Continuamos a revelar alguma falta de capacidade para gerir alguns momentos do jogo. Temos de ser mais maduros e experientes. Não o fizemos na parte inicial e isso exigiu mais sacrifício e esforço. Estamos satisfeitos e os jogadores estão de parabéns, especialmente por terem dado a volta ao resultado.

Jorge Jesus, treinador do Benfica
O jogo foi bastante dividido nos primeiros 20 minutos. É importante que a equipa esteja preparada para sofrer. Foi bom também não sofrer golos mais uma vez. Perdemos alguma qualidade com as alterações, mas foi importante testar dos jogadores menos utilizados [como Nuno Gomes, Felipe Menezes ou Júlio César, os dois últimos em estreia absoluta pelo Benfica]. O importante é que quando são chamados consigam corresponder.

Manuel Machado, treinador do Nacional
O Bremen é uma equipa mais experiente e soube gerir a vantagem inicial. Demonstrámos enorme alma. A experiência e qualidade individual ficou evidente no 3-2. O resultado não tem sabor de injustiça, pois o Bremen tem uma equipa de outro nível, naturalmente mais forte.