M'Bami apura Marselha

FC Twente 0-1 Olympique de Marseille (total: 1-1, 6-7 nos penalties)
A equipa de Erik Gerets controlou os nervos na Holanda e viu Modeste M'Bami qualificá-la para os oitavos-de-final ao converter o 16º penalty.

Marko Arnautovic (do Twente) é cercado pelos marselheses Renate Civelli e Ronald Zubar
Marko Arnautovic (do Twente) é cercado pelos marselheses Renate Civelli e Ronald Zubar ©Getty Images

O Olympique de Marseille qualificou-se para os oitavos-de-final, após ter empatado a eliminatória com um triunfo tangencial sobre o FC Twente após prolongamento. Depois, no desempate por grandes penalidades, os marselheses foram os que melhor lidaram com os nervos.

Derrota na primeira mão
A equipa francesa perdera na primeira mão, por 1-0, mas teve uma abordagem bastante competitiva em Enschede. A táctica de Erik Gerets rendeu dividendos quando, aos 24 minutos, o dianteiro Hatem Ben Arfa empatou a eliminatória a um golo. Mas, uma vez que nenhuma das equipas voltou a marcar e a desempatar a eliminatória, foram necessários 16 pontapés da marca de grande penalidade para encontrar o vencedor, decidido com a conversão de Modeste M’Bami.

Ben Arfa aproveita
O Marselha assumiu o controlo do jogo desde o apito inicial, com Ben Arfa a enfrentar a defesa contrária sempre que possível e obrigando o guardião Sander Boschker a uma defesa logo aos três minutos. A determinação dos gauleses foi recompensada quando Ben Arfa rematou de pé esquerdo e colocou a bola fora do alcance de Boschker, dando ao Marselha o tento inicial que tanto almejava. Na resposta, Marko Arnautovic cabeceou para as mãos do guardião Steve Mandanda.

Tranquilidade de M'Bami
Aos 55 minutos, Mandanda teve de fazer uma defesa mais apertada, novamente na resposta a um remate de Arnautovic, mas agora ao esticar-se por completo para sacudir a bola. A melhor oportunidade do Twente, contudo, pertenceu a Cheik Tioté, cujo remate de pé direito foi superiormente defendido pelo guarda-redes internacional francês. O jogo seguiu para prolongamento e tornou-se desgarrado, tendo a melhor ocasião pertencido ao substituto Youssouf Hersi, que, a três minutos do apito final, rematou ao poste.

Marselha feliz
No desempate por grandes penalidades, Blaise Nkufo falhou a primeira tentativa do Twente e Karim Ziani desperdiçou a possibilidade de dar o triunfo ao Marselha no quinto pontapé. M’Bami não imitou o companheiro à sétima tentativa e rematou a contar na morte súbita, antes de Slobodan Rajković falhar pelo Twente e ditar o apuramento do OM.