Standard tenta dar a volta

O Standard, treinado por László Bölöni, tem uma tarefa complicada pela frente na tentativa de chegar aos oitavos-de-final da Taça UEFA, pois recebe o Braga depois de ter sido goleado por 3-0 na primeira mão.

László Bölöni é o treinador do Standard
László Bölöni é o treinador do Standard ©Getty Images

O R. Standard de Liège, treinado por László Bölöni, tem uma tarefa complicada pela frente na tentativa de chegar aos oitavos-de-final da Taça UEFA, pois defronta o Sporting de Braga, na Bélgica, depois de ter sido goleado por 3-0 na primeira mão.

• Os golos de Renteria, André Leone e Luis Aguiar garantiram à equipa portuguesa uma excelente vitória no Estádio Municipal.

• O técnico romeno do Standard conhece bem o futebol português, pois conseguiu a "dobradinha" na primeira época à frente da equipa de Lisboa, em 2001/02. Contudo, deixou o clube no final da época seguinte, quando o Sporting não foi além do terceiro lugar no campeonato, a 27 pontos do FC Porto.

• Bölöni contou com a excelente dupla de ataque constituída por Mário Jardel e João Pinto, mas também foi responsável pela promoção à equipa principal de jovens formados no clube como Ricardo Quaresma e Cristiano Ronaldo.

• A primeira mão foi o primeiro confronto entre Braga e Standard nas competições europeias.

• No entanto, Bölöni defrontou o Braga em quatro ocasiões quando estava à frente do Sporting e só conseguiu vencer na derradeira tentativa, depois de duas derrotas e um empate nos primeiros três encontros ante os "arsenalistas".

• O adjunto de Bölöni é Rolão Preto, técnico português que trabalha com ele desde a passagem pelo Sporting. O vice-presidente do Standard, Luciano D'Onofrio, também tem ligações a Portugal, pois era dirigente do FC Porto no ano em que os "dragões" bateram o FC Bayern München por 2-1 e conquistaram a Taça dos Clubes Campeões Europeus em 1986/87.

• Esta será o primeiro jogo oficial do Braga na Bélgica.

• O Standard disputou sete encontros diante de clubes portugueses, tendo ganho três jogos, empatado dois e perdido outros tantos. No entanto, os belgas não conseguiram qualquer triunfo nos últimos quatro jogos diante de formações lusitanas.

• O Standard nunca perdeu em casa frente a equipas portuguesas, pois nos três encontros disputados averbou duas vitórias e um empate.

• Antes do jogo da primeira mão, o treinador do Braga, Jorge Jesus, nunca tinha defrontado uma equipa belga, nem como jogador, nem como treinador, enquanto esse desafio marcou igualmente a estreia de Bölöni frente a um clube português.

• Antigo internacional pela Roménia, Bölöni defrontou por duas vezes Portugal ao serviço da selecção do seu país. Perdeu por 1-0 em Nantes na fase final do Campeonato da Europa de 1984 e ganhou por 3-2 em Lisboa, num encontro particular disputado no ano seguinte. Bölöni nunca enfrentou um clube português como jogador.

• O triunfo em casa do SC Heerenveen, por 2-1, na última jornada do Grupo E terminou com a série de duas derrotas seguidas do Braga na Europa. Antes disso, os minhotos tinham averbado sete vitórias seguidas nas provas da UEFA sem qualquer golo sofrido.

•  Das 11 equipas que esta época chegaram à Taça UEFA através da Taça Intertoto, quatro ainda estão em prova: Braga, Aston Villa FC, RC Deportivo La Coruña e VfB Stuttgart. Tradicionalmente, a UEFA distingue com uma placa o clube originário da Taça Intertoto que consegue chegar mais longe na Taça UEFA.

• O Braga venceu quatro dos derradeiros cinco encontros realizados nas provas europeias fora de casa. O único desaire aconteceu na referida viagem ao terreno do AC Milan, de onde saíram derrotados por 1-0.

• O Standard não perde em casa na Europa há seis partidas, mais precisamente desde a derrota por 1-0 diante do RC Celta de Vigo na primeira mão da Taça UEFA de 2006/07.

• Nenhumas das equipas esteve alguma vez envolvida, até esta altura, na decisão de eliminatórias através do desempate por penalties.

• O desaire por 3-0 em Estugarda, na última jornada da fase de grupos, terminou com a série de cinco vitórias consecutivas do Standard nas competições europeias. A participação na Taça UEFA começou depois de os belgas terem sido afastados pelo Liverpool FC na terceira pré-eliminatória da UEFA Champions League.

• Campeão belga, o Standard garantiu uma vaga nos 16 avos-de-final ao quedar-se no primeiro lugar do Grupo C, enquanto o Braga foi terceiro no Grupo E, tendo ficado no sétimo lugar da Liga portuguesa em 2007/08.

O Standard é uma das seis equipas da Taça UEFA que se apuraram para as competições europeias como campeãs dos respectivos países. As outras são Galatasaray AŞ (Turquia), Olympiacos CFP (Grécia), Aalborg BK (Dinamarca), FC Shakhtar Donetsk (Ucrânia) e FC Zenit St. Petersburg (Rússia).

• Dieu Mbokani e Reginal Goreux, ambos do Standard, correm risco de suspensão por um jogo quando virem o próximo cartão amarelo, o mesmo acontecendo com Renteria, do Braga.

• Milan Jovanović, Dieudonné Mbokani e Igor De Carmargo, os maelhores marcadores do Standard na presente campanha da Taça UEFA, apontaram todos dois golos. No Braga, Luis Aguiar e Albert Meyong festejaram cinco remates certeiros cada um.

• A equipa que seguir em frente vai defrontar nos oitavos-de-final o vencedor do embate entre o Paris Saint-Germain FC e o Wolfsburgo, a 12 e 18/19 de Março, disputando a segunda mão no seu estádio.

Topo