Brann não embandeira em arco

Apesar de a sua equipa ter assinado uma das surpresas da noite, o médio do Brann, Erik Huseklepp, confessou que não ficou inteiramente satisfeito com o triunfo por 2-0 em casa sobre o Deportivo da Corunha.

Os jogadores do Brann fazem a festa
Os jogadores do Brann fazem a festa ©Getty Images

Apesar de a sua equipa ter assinado uma das surpresas da noite, o médio do SK Brann, Erik Huseklepp, confessou que não ficou inteiramente satisfeito com o triunfo por 2-0 em casa sobre o RC Deportivo La Coruña, em partida relativa à primeira mão da primeira eliminatória da Taça UEFA.

Precauções
Ólafur Örn Bjarnason converteu um penalty aos 25 minutos e Jan Gunnar Solli fez o 2-0 para os campeões noruegueses 14 minutos volvidos, aumentando dessa forma as hipóteses de o Brann seguir em frente para a fase de grupos da Taça UEFA. "Foi um grande jogo, mas tenho de dizer que estou um pouco desiludido por não termos vencido por uma margem mais dilatada", disse Huseklepp, que foi um perigo constante fruto da sua velocidade e do seu poder de finta. "Tive duas excelente oportunidades, mas a bola não quis entrar. É bom ter uma vantagem de dois golos para levar para Espanha, mas ainda não estamos apurados".

Atitude errada
Já o treinador do Deportivo, Miguel Ángel Lotina, que deixou o defesa português Zé Castro no banco de suplentes, lamentou ter encontrado pela frente um adversário em noite inspirada. "De certeza que eles não jogaram desta forma durante toda a temporada", disse. "Se isso fosse verdade, estariam mais bem classificados no campeonato. Os meus jogadores não mostraram a atitude certa neste jogo. Concedemos demasiado espaço e o Brann podia ter marcado mais golos. Vai ser difícil conseguir o apuramento. Apenas nos resta dar o nosso melhor".

Topo