Braga com tarefa hercúlea

A turma minhota terá de fazer o jogo da sua vida se quiser dar a volta à desvantagem de 3-0 que trouxe de Bremen.

Hugo Almeida em acção contra o Braga
Hugo Almeida em acção contra o Braga ©Getty Images

O Sp. Braga terá de fazer o jogo da sua vida se quiser dar a volta à desvantagem de 3-0 que trouxe da primeira mão dos 16 avos-de-final da Taça UEFA, frente ao Werder Bremen.

• O Bremen assumiu o comando da eliminatória com golos de Naldo e Daniel Jensen na primeira parte, e um penalty de Hugo Almeida em período de descontos do segundo tempo, terminando a partida em 3-0.

• O Braga tem razões para se sentir algo frustrado, uma vez que Roland Linz e Jorginho viram grandes penalidades defendidas pelo guarda-redes do Bremen, Tim Wiese, no primeiro tempo.

• Os bracarenses precisam de vencer por, pelo menos, três golos de diferença, se quiserem ter hipóteses de seguir em frente para os oitavos-de-final. A turma minhota poderá garantir alguma motivação se levar em conta que bateu o Hammarby em casa, por 4-0, na primeira eliminatória da presente Taça UEFA, e o FC Slovan Liberec pela mesma margem na fase de grupos da época transacta.

• O internacional português Hugo Almeida poderá defrontar três antigos colegas de equipa. O atacante jogou ao lado de Carlos Fernandes, Zé Manuel e João Pinto na temporada de 2004/05, quando esteve emprestado pelo FC Porto ao Boavista.

• O Bremen tem agora 148 golos na Taça UEFA, precisando de mais dois para atingir a bonita marca de 150.

• O Bremen qualificou-se para os 16 avos-de-final ao terminar em terceiro no Grupo C da UEFA Champions League, enquanto o Braga chegou ao fim da fase de grupos da Taça UEFA em segundo do Grupo F.

• O Bremen efectuou agora três jogos perante adversários portugueses, tendo jogado com o FC Porto na fase de grupos da UEFA Champions League de 1993/94. Perdeu no Estádio das Antas, por 3-2, e saiu goleado do Weserstadion por 5-0.

• Nessa altura, Thomas Schaaf, actual treinador do Bremen, estava a terminar a carreira de futebolista e no encontro da segunda mão, de má memória para os germânicos, esteve no banco de suplentes. Schaaf é famoso por ser um homem de um clube só, tendo conhecido apenas uma casa desde que chegou ao Bremen, com 11 anos, a 1 de Julho de 1972.

• O empate em casa (1-1) ante o FC Bayern München, na fase de grupos desta edição da Taça UEFA, foi o terceiro jogo dos minhotos diante de adversários alemães. O Braga soma agora quatro partidas frente a equipas germânicas, com dois empates e duas derrotas. Os dois empates surgiram nos dois anteriores jogos em casa, frente a clubes da Bundesliga.

• O Braga mudou de treinador desde o início da fase de grupos, tendo Manuel Machado rendido Jorge Costa devido ao decepcionante desempenho da equipa na Liga portuguesa.

• O vencedor terá pela frente a equipa que levar a melhor na eliminatória entre o Rangers FC e Panathinaikos FC, nos oitavos-de-final, agendada para 12 e 13 de Março, sendo que disputa a segunda mão no seu reduto.

• Alterações de jogadores inscritos na Taça UEFA
Bremen: Entraram - Ivan Klasnić, Peter Niemeyer, Mesut Ozil, Max Kruse.
Saíram – Leon Andreasen, Pierre Womé, Norman Theuerkaf, Carlos Alberto.
Braga: Entraram – Miguelito, Pablo Contreras, Matheus.
Saíram – Hussain Yasser Abdulrahman, Castanheira, Lenny, Anilton Júnior.