Everton ri por último

1. FC Nürnberg 0-2 Everton FC
Victor Anichebe entrou a 15 minutos do fim e foi fundamental na vitória da equipa de Nuno Valente.

Victor Anichebe teve uns 15 minutos finais simplesmente brilhantes e conduziu o Everton FC à segunda vitória em outros tantos jogos no Grupo A da Taça UEFA, desta vez no terreno do 1. FC Nürnberg.

Aposta acertada
Anichebe entrou para o lugar de Yakubu Ayegbeni a um quarto-de-hora do final, quando o resultado ainda estava 0-0, e o jovem jogador mudou a história do encontro. Aos 83 minutos, foi derrubado por Berti Glauber dentro da área, com Mikel Arteta a converter a grande penalidade, e, a dois minutos dos 90, selou o triunfo inglês ao assinar o segundo golo da partida.

Primeiras oportunidades
Com Nuno Valente no "onze" titular, o Everton só precisou de 20 segundos para criar perigo, com Jaromír Blažek a defender um remate de Arteta, tendo o guarda-redes checo ainda desviado a recarga de Tim Cahill. O Nuremberga pareceu surpreendido com esta pressão britânica e deu espaço a Leon Osman para aproveitar o passe para a desmarcação de Arteta, mas Cahill não chegou a tempo ao centro do médio.

Reinhardt em acção
Após estes sustos, a equipa alemã recompôs-se e esteve muito perto do golo quando Ivan Saenko aproveitou uma desatenção defensiva de Joleon Lescott, mas o remate saiu ao lado. A partir deste lance, os donos da casa passaram a dominar, com o influente Dominik Reinhardt a servir Peer Kluge, mas o médio, à entrada da área, não acertou no alvo.

Final emocionante
À passagem da meia-hora de jogo, Reinhardt também teve o golo nos pés após um erro de Steven Pienaar, mas Tim Howard defendeu o pontapé do defesa esquerdo. Já depois do intervalo, Arteta esteve muito perto de bater Blažek com um remate rasteiro, mas parecia que o Nuremberga tinha a partida controlada, até que Anichebe entrou em campo. E 15 minutos depois, tudo era diferente.