O UEFA.com funciona melhor noutros browsers
Para a melhor experiência possível recomendamos a utilização do Chrome, Firefox ou Microsoft Edge.

Poulsen cheio de ambição

O "momento-chave" da época do Sevilha chegou e o médio Christian Poulsen garante que vai fazer tudo para que a sua equipa não deixe fugir esta grande oportunidade.

O "momento-chave" da época do Sevilla FC chegou e o médio Christian Poulsen garante que vai fazer tudo para que a sua equipa não deixe fugir esta grande oportunidade.

Esperança em três frentes
O internacional dinamarquês está a realizar uma boa temporada em Espanha, onde chegou no último Verão, proveniente do FC Schalke 04. Mas, com o Sevilha numa excitante luta pela conquista de três importantes troféus, Poulsen sabe que chegou a altura do tudo ou nada. A começar já esta quarta-feira, com a final da Taça UEFA, frente ao RCD Espanyol. "Estamos a ter um ano muito bom", afirmou ao uefa.com. "Estamos em duas finais - a Taça de Espanha e a Taça UEFA -, mas espero que no final da temporada possamos ter um troféu nas nossas mãos e não apenas a possibilidade de dizer que disputámos duas finais e realizámos um bom campeonato. Por isso chegou o momento-chave, em que temos de conquistar alguma coisa".

"Ganha quem estiver melhor"
Não que se espere um jogo fácil frente ao Espanhol. Apesar de o Sevilha ter derrotado os seus adversários desta final por 3-1, em jogo da Primera División disputado no mês passado, Poulsen relembra que a formação catalã descansou alguns jogadores nesse encontro, de forma a poupá-los para a meia-final frente ao Werder Bremen. O centrocampista espera, agora, "um jogo muito duro". E acrescenta: "Eles estão no meio da tabela no campeonato, mas têm jogado muito, muito bem na Taça UEFA - bateram o Bremen, que é uma equipa de grande qualidade. Mas quando se joga uma final, ganha a equipa que estiver melhor naquele dia. Neste momento estamos em boa forma, pelo que temos boas possibilidades".

Exibições consistentes
Vai ser importante para o Sevilha contar com Poulsen em bom plano. Numa equipa conhecida por praticar um excitante futebol de ataque, em especial pelas alas, o médio de 27 anos tem de desempenhar o papel de segurar o adversário. "Temos vários jogadores brasileiros de grande qualidade, mas eu sou o médio-defensivo e tenho de ter mais preocupações tácticas - quando todos os outros correm para a frente, eu tenho de ficar atrás e tapar os caminhos", explicou.

Perspectivas futuras
"Feliz" é a palavra que Poulsen encontra para falar da sua vida em Espanha, e o jogador dinamarquês espera que esta história de sucesso do Sevilha possa continuar por mais anos. Ainda assim, com o jogo frente ao Espanhol, em Glasgow, à espreita, com a luta pelo campeonato ainda em aberto e com encontro marcado com o Getafe CF na final da Taça de Espanha, é o presente que preocupa Poulsen. O médio saiu vitorioso da sua última visita a Hampden Park, ao serviço da selecção dinamarquesa, e espera que isso seja um bom prenúncio, depois de ter perdido finais de taças ao serviço do FC København e do Schalke. "Se tudo correr bem vou voltar a passar mais um grande momento em Glasgow. Não disputei muitas finais, por isso é um grande momento para mim e espero que consigamos conquistar o troféu", afirmou.