Ziganda saboreia "momento histórico"

O treinador saboreou um "momento histórico" com a passagem do Osasuna à sua primeira meia-final duma competição europeia, onde defrontará o detentor da Taça UEFA, o Sevilha.

"Um momento histórico". Foi assim que José Ángel Ziganda descreveu a passagem da equipa que orienta, o CA Osasuna, à sua primeira meia-final duma competição europeia, após a vitória por 1-0 na segunda mão dos quartos-de-final da Taça UEFA, contra o Bayer 04 Leverkusen. O golo de Juanlu Gómez completou uma vitória por 4-1 no total das duas mãos, e Ziganda mostrou-se encantado pelo clube de Pamplona e seus adeptos, que têm agora pela frente uma meia-final totalmente espanhola, já que defrontam o Sevilla FC. "Isto é fantástico para os adeptos", afirmou. "Estamos orgulhosos e eles também". O treinador do Leverksen, Michael Skibbe, foi magnânimo na derrota, admitindo: "Eles mereceram ganhar".

José Ángel Ziganda, treinador do Osasuna
Foi um jogo difícil. Sabíamos que nos podíamos enervar se concedêssemos o primeiro golo. No entanto, na segunda parte estivemos melhor, conseguimos marcar e depois disso relaxámos e jogámos muito melhor. É um momento histórico para nós e isto é fantástico para os adeptos. Estamos orgulhosos e eles também. É um grande momento e temos gostado muito de disputar a Taça UEFA. A eliminatória contra o Sevilha vai ser muito equilibrada. Sei do que eles são capazes e têm subido de forma, mas começamos nas mesmas circunstâncias.

Michael Skibbe, treinador do Leverkusen
Parabéns ao Osasuna. Eles mereceram ganhar. Jogaram muito bem na primeira mão e, apesar de termos realizado hoje uma boa exibição e de termos tido os nossos momentos, não conseguimos marcar. Fui obrigado a fazer substituições devido a lesões [Tranquillo Barnetta e Ahmed Madouni abandonaram o campo mais cedo], pelo que não pude escolher uma equipa mais ofensiva. Estivemos perto de marcar, mas não conseguimos. O que mais posso dizer?