Juanlu sela apuramento

CA Osasuna 1-0 Bayer 04 Leverkusen (total: 4-0)
Um golo na segunda parte confirmou o apuramento dos espanhóis para as meias-finais da Taça UEFA.

O CA Osasuna garantiu, pela primeira vez na sua história, a presença nas meias-finais da Taça UEFA, mercê de uma vitória (1-0) sobre o Bayer 04 Leverkusen.

Meia-final espanhola
A equipa de José Ángel Ziganda teve alguma sorte neste encontro da segunda mão, com o golo, já na segunda parte, de Juanlu Gómez a confirmar um apuramento construído na Alemanha, onde os espanhóis venceram por 3-0 na semana passada. O Osasuna terá agora pela frente os compatriotas do Sevilla FC na procura de um lugar na final de Glasgow.

Mau tempo
Numa noite de muita chuva e vento em Pamplona, as condições atmosféricas contrariaram a promessa de futebol de ataque feita pelos dois técnicos. O mau estado do relvado impedia que os passes fossem feitos com precisão e o Leverkusen, que precisava de um milagre para seguir em frente, optou por jogar em contra-ataque, arma que os espanhóis utilizaram com tanta eficácia na primeira mão. Por seu lado, a equipa da casa mostrou-se satisfeita com o ritmo lento da partida, optando claramente por uma gestão de esforço.

Primeiro susto
Apesar de não conceder em absoluto o domínio ao adversário, a equipa alemã não se livrou de um grande susto nos primeiros minutos. Valdo López fugiu à marcação e, com um passe em diagonal, ofereceu o golo a Roberto Soldado, mas o avançado emprestado pelo Real Madrid CF teve mais força do que eficácia e a bola saiu por cima do alvo.

Schneider em acção
O Leverkusen mostrou, então, estar ao nível do rival, com Bernd Schneider a destacar-se, juntamente com o incansável Paul Freier e Sergej Barbarez, a lançar a equipa para o ataque. Apesar da enorme desvantagem na eliminatória, Schneider jogou como se estivesse tudo em aberto e foi uma acção do internacional germânico que permitiu a Barbarez servir Gonzalo Castro na área para um remate desastrado do médio.

Super defesa de Ricardo
Castro compensou o erro com um corte fantástico sobre Soldado, quando o avançado de 21 anos voltou a surgir em posição privilegiada para marcar e, mesmo antes do intervalo, o Leverkusen voltou a criar perigo. Um passe de Simon Rolfes partiu a defesa do Osasuna, com Freier a tirar Nacho Monreal do caminho antes de proporcionar uma grande defesa a Ricardo López.

Pressão germânica
A segunda parte começou com um remate de Juanlu que René Adler defendeu com tranquilidade, mas o Leverkusen continuou a ser mais perigoso no ataque. Os contra-ataques germânicos eram cada vez mais rápidos e apenas uma intervenção, em cima da linha fatal, de Monreal impediu Jan-Ingwer Callsen de abrir o marcador. Mas, como tantas vezes acontece, a falta de concretização foi castigada.

Vitória garantida
A noite não tinha corrido bem a Juanlu até ao minuto 62, quando iniciou e concluiu a jogada do único golo da partida. Soldado rematou à entrada da área e Adler defendeu para a frente, com Juanlu a fazer, de pé esquerdo, o 1-0. O apuramento espanhol estava para além de qualquer dúvida e o Osasuna tentou então um resultado ainda melhor. A nove minutos do final, Carlos Cuéllar, em excelente posição, rematou para boa defesa do guarda-redes do Leverkusen. Era o fim da aventura europeia dos alemães, ao passo que o Osasuna vai tentar manter a sorte na meia-final, agendada para os dias 26 de Abril e 3 de Maio.