Zé do Golo resolve

Braga 1-0 Parma FC
Um remate certeiro do brasileiro Zé Carlos, assinado a nove minutos dos 90, poderá revelar-se decisivo para o apuramento da equipa portuguesa.

O Sporting de Braga está no bom caminho para assegurar o apuramento para os oitavos-de-final da Taça UEFA, depois de ter batido esta quinta-feira em casa o Parma FC, por 1-0, em partida referente à primeira mão dos 16 avos-de-final. O herói do triunfo "arsenalista" foi, mais uma vez, o avançado brasileiro Zé Carlos, autor do golo decisivo aos 81 minutos.

Faro de goleador
O encontro foi decidido pela veia goleadora de Zé Carlos, que aproveitou um erro da defesa do Parma para bater Bucci, na sequência de uma excelente recepção de peito e de um ainda melhor remate de pé direito. Os italianos, que estrearam o treinador Claudio Ranieri, tiveram as melhores oportunidades de golo da primeira parte, acabando por pagar bem cara a sua falta de pontaria.

Fernando Couto ausente
O técnico do Braga, Rogério Gonçalves, apresentou uma equipa de ataque, numa clara aposta de resolver já a eliminatória e evitar decisões de última hora em Itália. O conjunto "arsenalista" fez alinhar um meio-campo de combate formado por Vandinho, Frechaut e Ricardo Chaves, ficando as tarefas mais ofensivas entregues à velocidade de Césinha, ao talento de João Pinto e à veia goleadora do brasileiro Zé Carlos. Quanto ao Parma, o grande destaque foi para a ausência do veterano central português Fernando Couto, que nem no banco de suplentes se sentou.

Pisanu salva golo do... Parma
O Braga entrou algo nervoso na partida e permitiu que fosse o Parma a desperdiçar a primeira grande oportunidade de golo, estavam decorridos apenas seis minutos. Um cruzamento para a área "arsenalista" acabou por colocar a bola no pé direito de Vitali Kutuzov, cujo remate parecia destinado a acabar em golo, não tivesse o esférico embatido no corpo do seu colega de equipa Andrea Pisanu, que também revelou grande lentidão na conclusão do lance. A resposta da equipa da casa demorou cinco minutos a surgir, com o central Paulo Jorge a rematar ligeiramente ao lado, na sequência de um pontapé de canto.

Italianos mais perigosos
Incapaz de aumentar o ritmo de jogo e ganhar o domínio do meio-campo, o Braga viu os forasteiros ficarem a escassos centímetros de inaugurarem o marcador aos 21 minutos. Bocchetti cobrou um livre à entrada da área "arsenalista" e proporcionou a entrada de cabeça de Paci, que apareceu completamente livre de marcação. Com Paulo Santos a nada mais poder fazer do que acompanhar a trajectória da bola, valeu à equipa portuguesa o facto de o defesa italiano ter atirado por cima da barra. Os erros defensivos do Braga resultaram em nova oportunidade para o Parma aos 34 minutos, quando Cigarini obrigou Paulo Santos a uma excelente defesa para canto.

Subida de rendimento
Rogério Gonçalves, que já havia trocado Frechaut por Bruno Gama aos 38 minutos, viu-se obrigado a mexer de novo na sua equipa ao intervalo, com Rodriguez a entrar para o lugar de Nem. E a verdade é que o Sporting local entrou bem melhor na etapa complementar, com Césinha a testar a atenção de Bucci logo aos 48 minutos, respondendo o guardião do Parma com uma defesa para canto. Mais tarde, aos 55 minutos, foi a vez de Bruno Gama tentar a sua sorte de fora da área, valendo aos visitantes uma intervenção a dois tempos do seu guarda-redes.

Zé Carlos decide
O Parma sentiu o perigo e o crescimento do adversário, tratando de "adormecer" o encontro, tarefa essa que também foi facilitada por alguma falta de inspiração dos jogadores bracarenses. O Braga lutou até à exaustão para, pelo menos, levar um golo de vantagem para Itália, sendo premiado pelo seu esforço aos 81 minutos, quando Zé Carlos fez jus à sua alcunha de "Zé do Golo". As duas equipas voltam a medir forças na próxima quinta-feira, desta feita no Estádio Ennio Tardini, em Parma.