Ranieri elogia Fernando Couto

Claudio Ranieri promete um Parma ao melhor estilo britânico na difícil deslocação ao terreno do Braga, com Fernando Couto como líder.

Claudio Ranieri promete um Parma FC ao melhor estilo britânico na difícil deslocação ao terreno do Sp. Braga, numa partida (relativa aos 16 avos-de-final da Taça UEFA) que servirá de estreia enquanto treinador do conjunto onde alinha o português Fernando Couto.

“Não farei prisioneiros”
O treinador romano de 55 anos promete fazer uso das lições retiradas de quatro épocas passadas na Premiership, enquanto treinador do Chelsea FC, de forma a ajudar um Parma que atravessa um momento difícil. “Não farei prisioneiros”, afirmou. “Ou estão a favor ou contra mim. Quero que os meus jogadores pensem no Parma 24 horas por dia. Espero que eles tenham a confiança e o desejo de lutar uns pelos outros. O principal problema do Parma prende-se com o facto de os seus jogadores desistirem ao primeiro sinal de dificuldade. Tentarei que a experiência que adquiri em Inglaterra, onde cada equipa luta desalmadamente até ao apito final, seja útil ao Parma. Quero que os meus jogadores tenham tal atitude”.

Um treinador viajado
Poucos treinadores italianos podem gabar-se da mesma experiência internacional de Ranieri. Após ter orientado o Cagliari Calcio, SSC Napoli e ACF Fiorentina, o antigo defesa-esquerdo da AS Roma deixou Itália para ingressar no Valencia CF, em 1997. Depois, após uma breve estadia no Club Atlético de Madrid, mudou-se para o futebol inglês, onde esteve quatro anos no Chelsea. Regressou a Valência para um menos conseguido segundo pecúlio. Encontrava-se, entretanto, sem clube desde Fevereiro de 2005.

Elogios a Couto
Ainda antes da viagem para Braga, Ranieri anunciou que o líder da sua equipa será o português Fernando Couto. “Tem uma fantástica personalidade”, afirmou. “Será o líder do balneário. Se ele caminhar na minha direcção, então todos os outros farão o mesmo”. O jogo terá um carácter especial para o antigo internacional português, já que irá reencontrar João Pinto, jogador com que, lado a lado, se sagrou campeão mundial de Sub-20, na Arábia Saudita, em 1989.

Prioridades italianas
Numa altura em que o Parma está mal posicionado na Serie A (na penúltima posição), Ranieri deverá fazer descansar alguns dos mais importantes jogadores tendo em vista o confronto com a UC Sampdoria. "O clube apenas poderá sobreviver se evitar a despromoção”, explicou. “Ainda assim, o jogo com o Braga não servirá de treino para nós. Os jogadores que não estão num bom momento em termos caseiros terão a oportunidade de me mostrar que vão dar tudo pelo Parma”.

Pedigree europeu
Vencedor da Taça UEFA em 1994/95 e 1998/99, bem como da Taça das Taças em 1992/93, o Parma possui um impressionante currículo europeu, mas Ranieri sabe que o futebol não liga a reputações. “Este clube tem grande tradição na Europa, mas não é a história que vale resultados”, afirmou. “O Braga é, neste momento, favorito, mas lembro que o Parma também teve dificuldades na Serie A precisamente há duas épocas e, ainda assim, conseguiu atingir as meias-finais da Taça UEFA. Espero que possamos suplantar tal feito”.