Parma receptivo a propostas

O clube italiano, adversário do Sp. Braga na Taça UEFA, vai ser vendido ainda este mês, de forma a fazer face às dificuldades financeiras que atravessa.

O Parma FC, adversário do Sp. Braga nos 16 avos-de-final da Taça UEFA, será posto à venda em leilão ainda este mês.

Processo de venda
Roberto Cappelli, um dos membros da comissão administrativa que gere o clube, explicou ao jornal Gazzetta di Parma os contornos do processo. "Recebemos variadas propostas e decidimos torná-las concretas num processo que permitirá aos novos investidores aproveitar a reabertura do mercado de transferências para reforçar a equipa", afirmou. "Todas as partes interessadas terão acesso às contas do clube a partir de 8 de Janeiro e poderão apresentar as suas propostas em envelope fechado. Depois, poderemos estudar todas as ofertas e ver se existe um comprador que garanta um futuro risonho ao Parma pelo menos nos próximos dois ou três anos".

Sucesso nos anos 90
O Parma, que terá pela frente os bracarenses na Taça UEFA, é penúltimo na Serie A, tendo somado 12 pontos em 18 jogos. A equipa tem sido gerida por um uma comissão administrativa desde 2004, após a Parmalat ter entrado em bancarrota, o que resultou na extinção do então Parma AC. A equipa onde alinha o português Fernando Couto ganhou nos anos 90 a Taça UEFA em duas ocasiões e até a Taça das Taças e a SuperTaça Europeia. Enrico Bondi foi recentemente eleito novo presidente do clube.