Trabzonspor sobrevive

Um tento tardio deu o apuramento ao Trabzonspor, enquanto o belga Luigi Pieroni marcou três golos em apenas oito minutos pelo Auxerre.

As equipas cipriotas do APOEL FC e do AC Omonia, onde jogam diversos portugueses, falharam o acesso à primeira eliminatória da Taça UEFA. Bem melhor esteve o PFC CSKA Sofia, onde joga o avançado português José Furtado, que garantiu a continuidade em prova. O belga Luigi Pieroni esteve em destaque na noite de quinta-feira ao conseguir marcar um "hat-trick" na vitória do AJ Auxerre sobre o OFK Beograd, por 5-1.

Trabzonspor 1–0 APOEL FC (total: 2-1)
Um golo no último minuto evitou que o Trabzonspor sofresse uma humilhação idêntica à sofrida na época passada na UEFA Champions League. Em 2005/06, a equipa turca foi eliminada ao perder por 3-2 no conjunto dos dois jogos diante de outra equipa cipriota, o Anorthosis Famagusta FC. A formação onde jogam os portugueses Ricardo Fernandes e Hélio Pinto tinha concedido uma igualdade a um golo no Chipre e a confirmação do apuramento do Trabzonspor só chegou aos 86 minutos, quando o suplente Ömer Riza fez o único golo do jogo da segunda mão.

NK Domžale 0-3 Hapoel Tel-Aviv FC (total: 2-4)
O Domžale surpreendeu ao impor-se na primeira mão por 2-1 mas, no jogo em casa, sem poder contar com Sebastijan Cimerotič e Zlatan Ljubijankičr, a equipa eslovena revelou-se inofensiva no ataque e desorganizada da defesa. O Hapoel aproveitou as facilidades para ganhar vantagem aos 70 minutos, com um golo de Ivan Jolić. Os israelitas estiveram imparáveis na fase final do encontro e, com golos de Gil Vermouth e Ibe Ogbona, decidiram a eliminatória a seu favor.

FK Hajduk Kula 1-1 PFC CSKA Sofia (total: 1-1, o CSKA apurado pelos golos marcados fora)
O CSKA de Sófia conseguiu um apuramento dramático graças a um golo do defesa Aleksandar Tunchev, nos instantes da partida. Mas a equipa onde joga o avançado português José Furtado só garantiu a passagem à primeira eliminatória graças ao golo marcado fora de casa. Tal como tinha acontecido na primeira mão, o jogo atingiu os 90 minutos sem que tivesse sido marcado qualquer golo, o que obrigou à disputa de prolongamento. A equipa da casa conseguiu ganhar vantagem aos 99 minutos, com um belo golo do médio Dragan Stančić, mas os visitantes nunca desistiram de procurar o empate, suficiente para garantir o apuramento. Ironicamente, o golo decisivo seria marcado por um defesa.

Ethnikos Achnas FC 5-0 KSV Roeselare (total: 6-2) 
O Achnas garantiu o apuramento para a Taça UEFA através da participação na Taça Intertoto e, após afastar o Roeselare, terá agora a possibilidade de igualar o recorde cipriota de dez jogos nas competições europeias na mesma época, que actualmente pertence aos rivais do APOEL. A equipa de Chipre perdeu por 2-1 na primeira mão, na Bélgica, mas em casa esteve imparável. Aos 18 minutos de jogo já vencia por 2-0 com um golo de Christos Poyiatzis e tudo ficou completamente decidido quando, no primeiro minuto da segunda parte, Zoran Stjepanović fez o terceiro na conversão de uma grande penalidade. Stjepanović bisou aos 55 minutos e Milan Belić fixou o resultado no último minuto.

AJ Auxerre 5-1 OFK Beograd (total: 5-2)
O avançado belga Luigi Pieroni mostrou ao seu treinador que devia ter sido titular pois, após sair do banco, conseguiu marcar um "hat-trick" em apenas oito minutos, sendo decisivo no apuramento do Auxerre. O OFK trazia uma vantagem de 1-0 da primeira mão, mas a eliminatória ficou empatada quando, aos 30 minutos, Jean-Pascal Mignot marcou o primeiro tento dos franceses. Djordje Rakić e Stojan Pilipović criaram o golo que permitiu ao OFK voltar a ganhar vantagem na eliminatória mas, ainda antes do intervalo o reforço polaco Ireneusz Jelén colocou o Auxerre a vencer por 2-1. Mas este resultado ainda não era suficiente para a qualificação. Foi então que saiu do banco um belga que se tornou no herói do jogo, ao marcar três golos que afastaram a equipa sérvia.

Beitar Jerusalem FC 1-1 FC Dinamo 1948 Bucuresti (total: 1-2)
Após ausência de cinco anos, o Beitar teve uma presença curta nas competições europeias, pois não conseguiu anular a desvantagem de 1-0 trazida da primeira mão. O início do jogo deu grandes esperanças aos israelitas, que aos quatro minutos venciam com um golo do avançado Barak Yitzhaki. A infelicidade de Shimon Gershon foi decisiva nesta eliminatória, uma vez que aos 23 minutos o defesa do Beitar marcou na própria baliza e entregou o apuramento ao Dínamo de Bucareste.

NK Maribor 1 - 1 FK Partizan (total: 2-3)
O Maribor despediu-se das competições da UEFA num jogo em que os eslovenos ainda chegaram a sonhar com o prolongamento. O Partizan ganhou vantagem à passagem dos 30 minutos com um forte remate de Bojan Zajić de fora da área. A equipa sérvia parecia ter a eliminatória controlada, tanto mais que o Maribor ficou sem o médio Fabijan Cipot, por lesão, a meio do segundo tempo. O infortúnio parece ter motivado os eslovenos que, aos 63 minutos, alcançaram o empate graças a Goražd Zajc. A equipa da casa pressionou nos últimos minutos em busca da vitória, mas os sérvios seguraram o empate e a qualificação.

AFC Rapid Bucuresti 2–0 FK Sarajevo (total: 2-1)
O Rapid, que na época passada atingiu os quartos-de-final da prova, sentiu muitas dificuldades para ultrapassar a determinada equipa do Sarajevo. Os bósnios traziam uma vantagem de um golo da primeira mão, mas foi anulada por Mugurel Buga que, aos 40 minutos, marcou o seu décimo terceiro golo nas competições europeias, o que constitui um novo recorde para jogadores do Rapid. Nos últimos minutos um cruzamento de Ryan Griffiths permitiu a Viorel Moldovan marcar o segundo golo do jogo que confirmou o apuramento dos romenos.

PFC Lokomotiv Sofia 4-0 Bnei Yehuda Tel-Aviv FC (total: 6-0)
Esta eliminatória constitui um passeio para o Lokomotiv, que venceu o segundo jogo por 4-0 e garantiu o apuramento com um total de seis golos sem resposta. Tudo começou num livre bem estudado, que permitiu a Kristian Dobrev abrir o marcador aos 21 minutos. Cinco minutos depois o cenário ficou ainda mais negro para os israelitas quando Dagani recebeu ordem de expulsão. Os búlgaros aproveitaram e Tsvetan Genkov fez o 2-0 ainda antes do intervalo. Na segunda parte, Malin Oratchevlo assistiu Kaloyan Karadjinov para os dois golos que fizeram o resultado final.

PFC Litex Lovech 2–1 AC Omonia (total: 2-1)
O Omónia, onde alinha Nélson Veiga, pregou um enorme susto à equipa da casa ao ganhar vantagem aos 32 minutos, numa jogada em que o bósnio Džemal Berberović marcou na própria baliza, mas o Litex minorou os estragos quando Sandrinho e Milivoje Novaković construíram a jogada que permitiu a Petar Zlatinov fazer o empate. Aos 45 minutos, Berberović emendou o erro cometido e, com um cruzamento perfeito, permitiu a Stanislav Manolev fazer o golo da vitória e do apuramento. Sinisa Dobrasinović viu o segundo amarelo aos 77 minutos e deixou a equipa visitante a jogar com dez elementos até final.

Kayserispor 3–1 KF Tirana (total: 5-1)
O Kayserispor garantiu a passagem à primeira eliminatória da Taça UEFA ao bater facilmente a débil equipa albanesa do Tirana. Depois de ter vencido o jogo da primeira mão por 2-0, os turcos corresponderam ao apoio dos seus adeptos e aos cinco minutos adiantaram-se por intermédio do médio Mehmet Topuz. Os golos de Hanifi e Gökhan Ünal contribuíram para o triunfo fácil do Kayserispor, mas o Tirana ainda conseguiu garantir o golo de honra, marcado por Hamdi Salihi.