Regresso ao Jogo: a UEFA está a preparar-se para o regresso seguro das suas competições de elite.
Saiba mais >
 

Middlesbrough regressa à Suíça

Pela segunda vez nesta edição da Taça UEFA, a equipa inglesa irá medir forças com uma formação suíça. Depois do Grasshoppers é agora a vez do Basileia, nos quartos-de-final.

O Middlesbrough FC vai voltar a defrontar uma equipa suíça na presente edição da Taça UEFA, pois o sorteio dos quartos-de-final realizado em Eindhoven colocou o FC Basel 1893 no caminho dos ingleses.

Regresso à Suíça
Um golo de Jimmy Floyd Hasselbaink permitiu à equipa britânica vencer na deslocação ao terreno do Grasshopper-Club, a 20 de Outubro passado e a formação dirigida por Steve McClaren espera continuar vitoriosa na deslocação ao St. Jakob-Park, para a primeira mão a 30 de Março, e também no segundo jogo, que terá lugar no Estádio Riverside, a 6 de Abril. Do outro lado, o Basileia espera melhorar o palmarés frente a equipas inglesas, pois em nove jogos conseguiu apenas uma vitória.

Série negativa
A única vez que isso aconteceu foi logo no primeiro embate, na Taça Intertoto de 1995, diante do Sheffield Wednesday FC. Desde então, a equipa suíça não conseguiu vencer nenhum jogo das eliminatórias europeias em que defrontou o Aston Villa FC, Liverpool FC, Manchester United FC e Newcastle United FC. Mladen Petrić acredita que os desafios com o Boro serão muito difíceis e o avançado croata do Basileia fez questão de relembrar que os ingleses eliminaram a AS Roma nos oitavos-de-final: "O Middlesbrough tem uma equipa muito boa. Esta época, pudemos ver a sua qualidade nos jogos com o Grasshoppers e, particularmente, com a Roma. No entanto, queremos ir longe na Taça UEFA, de modo que também teremos as nossas hipóteses de prosseguir em prova".

Pesadelo dos franceses
Nas duas últimas eliminatórias, a equipa treinada por Christian Gross eliminou os franceses do AS Monaco FC e RC Strasbourg. Petrić espera que estes triunfos motivem ainda mais os seus companheiros: "Vencer duas equipas francesas deu-nos muito confiança". A estatística frente aos ingleses não favorece os suíços, mas o internacional croata pensa que, apesar da crueldade dos números, a equipa helvética tem realizado desempenhos assinaláveis, tanto mais que nessa série negativa o Basileia conseguiu dois empates com o Liverpool e uma meritória igualdade (1-1) frente ao poderoso Manchester United. "Temos feito alguns bons jogos face a adversários ingleses", explicou Petrić.

Lamb optimista
O director-executivo do Middlesbrough, Keith Lamb, mostrou-se cauteloso, mas optimista, com o resultado do sorteio, cuja equipa vencedora da eliminatória irá encontrar, nas meias-finais, o AFC Rapid Bucuresti ou o FC Steaua Bucuresti, com a primeira mão a ser jogada na capital romena. "Foi um bom sorteio mas, ao mesmo tempo, difícil", disse Lamb ao uefa.com. "Nesta altura, o futebol suíço está bastante forte e isso ficou demonstrado nas últimas edições da UEFA Champions League. Estamos ansiosos por jogar, embora respeitemos ao máximo a equipa do Basileia. Fomos felizes no sorteio, mas não nos podemos esquecer que estamos nos quartos-de-final da Taça UEFA e, nesta fase, todos os jogos são difíceis".

"Superar expectativas"
Apesar de estar a realizar apenas a segunda campanha nas competições da UEFA, Lamb pensa que o clube inglês entrou definitivamente no mapa europeu: "Isto levou os adeptos de toda a Europa a voltarem a atenção para o Middlesbrough. Há três anos, poucos adeptos fora de Inglaterra conheciam a nossa equipa. Com o desempenho nestas duas últimas edições da Taça UEFA, o clube ganhou estatuto. Vencer esta prova iria muito para além das expectativas dos nossos adeptos e se tivéssemos essa sorte seria o maior acontecimento de sempre na história de Middlesbrough e também da cidade".

Topo