Turcos vivem pesadelo

Ronda 1:O Besiktas e o Galatasaray perderam, pela margem mínima, os seus jogos na primeira mão da primeira eliminatória da Taça UEFA.

Foi uma noite para esquecer para o futebol turco, na primeira mão da primeira eliminatória da Taça UEFA. O Besiktas JK e o Galatasaray SK perderam ambos os seus jogos por 1-0 contra equipas nórdicas. Já o FC Basel 1893 tem o apuramento para a fase de grupos praticamente garantido, depois da goleada (5-0) infligida ao NK Široki Brijeg.

Besiktas JK 0-1 Malmö FF
O brasileiro Afonso Alves marcou um golo soberbo aos 70 minutos e garantiu ao Malmö uma surpreendente vitória em Istambul. Comandado por um incansável Kleberson, o Besiktas dominou grande parte do encontro, mas desperdiçou inúmeras oportunidades, nomeadamente através de Tümer Metin e Ibrahim Üzülmez, pelo que o golo de Alves foi um pesado castigo para a formação turca.

Tromsø IL 1-0 Galatasaray SK
O Galatasaray, que já venceu a Taça UEFA, também perdeu pela margem mínima na deslocação à Noruega. O defesa Tamás Szekeres marcou o único golo da partida a meio da segunda parte, mas a equipa da casa ficou a dever muito do seu triunfo ao seu guarda-redes Lars Hirschfeld, autor de uma exibição soberba.

US Città di Palermo 2-1 Anorthosis Famagusta FC
Dois golos na primeira parte, marcados por Eugenio Corini e Franco Brienza, deram ao Palermo uma vantagem mínima na sua estreia na Taça UEFA. Corini inaugurou o marcador na transformação de um livre directo logo aos seis minutos e o clube siciliano parecia estar bem lançado quando Brienza fez o segundo na conversão de uma grande penalidade. Mas o Anorthosis não desistiu e Timur Ketsbaia marcou um importante golo fora de casa, bem perto do final do encontro.

Bolton Wanderers FC 2-1 PFC Lokomotiv Plovdiv 1936
Jared Borgetti escolheu a melhor altura para se estrear a marcar com a camisola do Bolton, assinando o tento do triunfo no último minuto do encontro. A formação inglesa, que se estreou nas competições europeias, viu-se em desvantagem a meio da primeira parte devido a um golo de Boban Jancevski, mas reagiu na etapa complementar e El Hadji Diouf estabeleceu o empate a 18 minutos do final. O melhor estava guardado para o fim e Borgetti deu a vitória à formação britânica.

FK Teplice 1-1 RCD Espanyol
Iván de la Peña saltou do banco de suplentes para ajudar o Espanyol a evitar a derrota na República Checa. A equipa espanhola perdia por 1-0 à entrada dos últimos dez minutos, mas De la Peña, que foi relegado para suplente depois de um desentendimento com o treinador Miguel Ángel Lotina, ainda entrou a tempo para assistir Luis García para o 1-1 final.

Viking FK 1-0 SK Austria Vienna
O clube norueguês garantiu uma magra, mas preciosa, vantagem para defender dentro de 15 dias na Áustria, graças a um golo de Robert Mumba. Aos 72 minutos, Peter Kopteff cruzou da direita e Mumba, que havia entrado durante a partida, desviou para o fundo da baliza da formação austríaca.

FC Basel 1893 5-0 NK Široki Brijeg
O resultado mais desnivelado da noite europeia aconteceu na Suíça, onde Matías Delgado assinou um "hat-trick" que ajudou o Basel a golear o Široki Brijeg por 5-0. Delgado abriu o marcador logo aos dez minutos, mas a resistência bósnia durou até aos 53, quando Stipe Rezic foi expulso. A partir deste momento, o Basileia dominou o encontro, com Ivan Ergic, Eduardo e Delgado, por mais duas vezes, a construírem o resultado final.

Brøndby IF 2-0 FC Zürich
Outra equipa suíça, o Zurique, não teve tanta sorte, perdendo na Dinamarca por 2-0. Morten Skoubo abriu o marcador para o Brøndby mesmo em cima do intervalo, com o defesa Johansen a estabelecer o resultado com um potente remate de fora da área, aos 74 minutos.

Grasshopper-Club 1-1 Myllykosen Pallo-47
A terceira e última equipa suíça em competição, o Grasshopper, não conseguiu melhor do que um empate a uma bola em casa. O início não podia ter sido melhor para a formação helvética, já que o brasileiro Rogério inaugurou o marcador logo aos 60 segundos. No entanto, outro brasileiro - Marco Manso - empatou a partida aos 22 minutos e adiou a decisão para o jogo na Finlândia.

APOEL FC 0-1 Hertha BSC Berlin
Um penalty convertido por Marcelinho, já em tempo de compensações, deu ao Hertha a vitória no Chipre frente ao APOEL. O médio brasileiro converteu um castigo máximo a penalizar falta sobre Yildiray Bastürk e garantiu à formação germânica um sofrido triunfo, já que o APOEL teve inúmeras oportunidades para marcar, mas Stavros Georgiou, Konstantinos Makrides e Marios Neophytou não conseguiram bater o guarda-redes Christian Fiedler. Os portugueses Kennedy e Ricardo Fernandes foram titulares na equipa da casa.