A caminho de Lisboa...

A equipa leonina é a única em vantagem nas meias-finais da Taça UEFA e espera conseguir em Alkmaar o passaporte para a final em Alvalade, a 18 de Maio.

Com a final da Taça UEFA a apenas 90 minutos, sem contar com possíveis prolongamentos e grandes penalidades, as quatro equipas nas meias-finais de hoje - Sporting, AZ Alkmaar, PFC CSKA Moskva e Parma FC - esperam garantir a presença no Estádio José de Alvalade, a 18 de Maio.

Sporting confiante
Com uma vantagem de 2-1 conquistada na primeira mão, o Sporting é, provavelmente, a equipa com mais razões para confiar numa presença na final no seu próprio estádio. A Federação Portuguesa de Futebol (FPF) está a fazer o seu melhor para que os comandados de José Peseiro assumam um espírito ganhador.

Troféu de dois metros
A FPF encomendou ao escultor Fernando Serzedas uma réplica de dois metros de altura da Taça UEFA, colocada ontem à noite em exposição no hall de chegadas do aeroporto de Lisboa. Independentemente de conseguir ou não um bom resultado em Alkmaar, a taça vai receber os jogadores do Sporting quando estes regressarem amanhã a casa.

Dar o máximo
"Gostaría que o Sporting vencesse a Taça UEFA", disse Serzedas ao jornal A Bola. "Esperamos que esta réplica ajude a motivar os jogadores do Sporting. Esforçámo-nos ao máximo e fizemos o melhor que podíamos". Os adeptos esperam que os futebolistas entrem em campo com a mesma atitude.

Elogio da imprensa
Contudo, os comandados de Co Adriaanse não são de baixar os braços. Enquanto o Alkmaar espera pelo Sporting no seu estádio Alkmaarderhout, a imprensa holandesa elogia o seu representante. O Volkskrant não esteve com meias medidas e defendeu que "o Alkmaar não necessita de levantar o troféu em Lisboa, a 18 de Maio, para se sentir um vencedor".

Grande feito
A boa réplica do Alkmaar frente aos três grandes da Holanda e a boa carreira europeia deu a vários jogadores do clube a possibilidade de se tornarem internacionais. No contexto de um emblema cujos recursos continuam a ser extremamente modestos nos padrões europeus, este facto acaba por constituir um grande feito.

Estádio pobre
O jornal holandês Algemeen Dagblad espera que o carácter modesto das redondezas do Alkmaarderhout possa desmotivar o Sporting. "Os comandados de Co Adriaanse estão habituados a recintos pobres e o Sporting não", escreveu o jornal.

Parma em dificuldades
O Parma, por outro lado, está acostumado a situações complicadas. Com pouco dinheiro e em dificuldades para se manter na Serie A, o treinador Pietro Carmignani apostou várias vezes em reservas para os jogos da Taça UEFA, numa tentativa de poupar as estrelas da equipa e garantir a sobrevivência no campeonato italiano.

O dilema de Carmignani
Contudo, com a eliminatória com o CSKA em 0-0, a Gazzetta di Parma identificou um dilema na cabeça de Carmignani, quando a equipa partiu para Roma: "Deverá continuar com este sistema de rotatividade ou lançar os melhores elementos no jogo de Moscovo?"

Alberto Gilardino
A resposta a essa questão é algo que o treinador tem mantido em segredo, mas a possibilidade de o internacional italiano Alberto Gilardino - o melhor marcador do Parma, mas raramente utilizado na Taça UEFA - começar ou não a partida é também um assunto bastante falado na comunicação social russa, numa altura em que o CSKA está perto de atingir a sua primeira final europeia.

Grande expectativa
O Sport-Express optou mesmo por acalmar a atmosfera de grande expectativa em torno da equipa de Valeriy Gazzaev, ao escrever: "É melhor esquecermos que o CSKA está a defender a honra da Rússia, que o seu êxito é importante para o nosso futebol e que nos garante os muito valiosos pontos para o ranking da UEFA. Porquê falar no óbvio?"

Ansiedade
Porém, a calma não durou muito tempo. "Estamos a tentar não fazer isto, mas não é fácil", acrescentou o jornal. "É óbvio que os adeptos estão ansiosos por esta noite, a sonhar com a vitória que abra aos Homens do Exército o caminho para Lisboa."