CSKA impõe nulo em Parma

Parma FC 0-0 PFC CSKA Moskva
Os russos conseguiram manter o Parma longe da sua baliza e garantiram um valioso empate em Itália.

Por Ivan Carvalho

O Parma FC viveu uma autêntica noite de frustração no jogo da primeira mão das meias-finais da Taça UEFA, ao empatar sem golos frente ao PFC CSKA Moskva, no Stadio Ennio Tardini.

Equipa jovem
A formação italiana entrou em campo compreensivelmente afectada pela grande luta que está a travar para evitar a despromoção na Serie A, o que também se reflectiu na constituição do onze inicial. O treinador Pietro Carmignani escalou uma equipa muito jovem, onde se incluiu Daniele Dessena e Filippo Savi, de forma a fazer descansar a estrela do ataque, Alberto Gilardino, bem como Domenico Morfeo.

Aldonin de fora
Por seu turno, o técnico do CSKA, Valeriy Gazzaev, teve ao seu dispor um grupo de futebolistas em boa forma física, uma vez que a partida da liga russa do passado fim-de-semana foi adiada. O castigado Evgeni Aldonin foi a única ausência de vulto.

Defesa disciplinada
A turma russa surgiu mais solta nos primeiros 15 minutos, procurando 'abrir' a sólida defensiva da casa, composta por um bem organizado trio liderado por Cesare Bovo, que efectuou uma grande exibição. O médio brasileiro do CSKA, Daniel Carvalho, comandou a maior parte dos ataques visitantes, mas o guarda-redes do Parma, Luca Bucci, pouco trabalho teve durante a partida, visto que a sua defensiva esteve em bom plano.

Batalha no meio-campo
Com os jovens Dessena e Savi num meio-campo italiano menos experiente, os avançados do Parma viram-se obrigados a recuar muitas vezes no terreno, na procura de um último passe que os libertasse mais à frente. Porém, à medida que os nervos iniciais iam desaparecendo, a dupla de médios transalpina começou a fazer uso da sua velocidade para colocar em sentido o CSKA e foi na zona intermediária que se assistiu à maior disputa, numa luta intensa pela posse de bola, que, contudo, não criava perigo junto de qualquer uma das balizas.

Semberas por cima
Apesar do ritmo lento do encontro nos primeiros 45 minutos, o CSKA poderia ter chegado ao intervalo na frente. No último minuto do primeiro tempo, Milos Krasic fintou dois defensores do Parma e lançou Deividas Semberas. No entanto, o lituano não conseguiu facturar e rematou por cima da baliza de Bucci.

Love em campo
A segunda metade começou com o CSKA a dominar a posse de bola e com Vágner Love a entrar pouco depois do descanso. A velocidade do brasileiro e as combinações com o compatriota Daniel Carvalho deram à turma russa um futebol mais fluído no último terço do terreno.

Parma quase marca
No entanto, surpreendentemente, foram os jovens do Parma que ameaçaram a baliza contrária. Pouco depois dos 60 minutos, Tonino Sorrentino rompeu pela defensiva contrária e viu Vignaroli, que fugia entre dois defesas do CSKA. Sorrentino serviu o companheiro, mas este não conseguiu o desvio e Igor Akinfeev afastou a bola a soco.

CSKA perdulário
Carvalho teve, em seguida, uma excelente ocasião para facturar em zona frontal à baliza, na sequência de um excelente cruzamento de Chidi Odiah. Contudo, o médio não aproveitou o lance e rematou fraco, de pé direito.

Cansaço russo
Com mais 20 minutos para se jogar, o cansaço começou a atingir a formação visitante, uma vez que a defesa do Parma esteve muito bem na cobertura da zona central do terreno, obrigando o CSKA a jogar pelas alas. Vendo uma oportunidade para aproveitar este facto, a turma da casa desfrutou do melhor período ofensivo de todo o jogo. Já nos últimos minutos, Vignaroli tentou a sua sorte a cerca de 20 metros da baliza, mas Akinfeev defendeu com os punhos para longe da sua baliza.

CSKA favorito
Uma defesa que garantiu ao CSKA o regresso a Moscovo com um empate importante para a partida da segunda mão das meias-finais, perante o seu público. Refira-se que os adeptos russos que ainda não viram a sua equipa perder na Taça UEFA esta temporada. O Parma não poderá contar com Fabio Vignaroli para o embate de Moscovo, uma vez que o atleta viu um cartão amarelo e cumprirá um jogo de castigo.