Um jogo de castigo para Caparrós

O treinador do Sevilha invadiu o terreno de jogo no encontro frente ao Panathinaikos e vai agora assistir à partida frente ao Parma na bancada.

O treinador do Sevilla FC, Joaquín Caparrós, foi punido com um jogo de castigo na sequência da expulsão na parte final da partida da turma espanhola para a Taça UEFA frente ao Panaithinaikos FC, a 24 de Fevereiro.

Invasão do terreno de jogo
Aos 90 minutos, Caparrós foi obrigado a ver o resto do desafio nas bancadas, no encontro da segunda mão dos dos 16 avos-de-final da competição, por ter invadido o terreno de jogo e após ter ultrapassado os limites da sua área técnica por diversas ocasiões, contrariamente aos avisos do quarto árbitro. O Sevilha venceu por 2-0 e seguiu em frente na eliminatória, com 2-1 no conjunto dos dois desafios. O técnico de 49 anos terá de assistir à primeira mão dos oitavos-de-final frente ao Parma FC, igualmente no Estadio Ramón Sánchez Pizjuán, a partir das bancadas.

Multa a um dirigente
O Órgão de Controlo e Disciplina da UEFA puniu, igualmente, um dirigente do Sevilha por ter pressionado o quarto árbitro durante o mesmo encontro. Christopher Sorian foi multado em 650 euros por ter entrado na área habitualmente reservada ao quarto árbitro. O Sevilha não tem direito a apresentar recurso em qualquer um dos casos.