Cabeça de Mathis afasta Ajax

AJ Auxerre 3-1 AFC Ajax (total: 3-2)
O golo de Lionel Mathis consumou uma reviravolta memorável do Auxerre.

Um golo apontado no dealbar do encontro pelo suplente Lionel Mathis consumou uma memorável reviravolta do AJ Auxerre. Os franceses derrotaram o AFC Ajax, por 3-1, no Estádio Abbé-Deschamps, proporcionando dessa forma um duelo 100 por cento francês nos oitavos-de-final da Taça UEFA, ante o LOSC Lille Métropole.

Noite memorável
Depois da derrota por 1-0 no desafio da primeira mão, o Auxerre parecia condenado a sair de cena no desempate por golos apontados fora de casa até ao momento em que Mathis virou a eliminatória quando apenas restavam quatro minutos para jogar. Os tentos madrugadores de Bonaventure Kalou e Benoît Cheyrou deram alento à equipa da casa, entretanto ameaçada pelo indesejado golo do Ajax, assinado por Ryan Babel, aos 37 minutos.

Capitão com gripe
A noite do Ajax começou da pior maneira, com a confirmação de que o seu influente capitão, Rafael van der Vaart, não poderia participar no encontro devido a uma gripe. No entanto, Wesley Sneijder regressou depois de debelar um problema num tendão do joelho. O Auxerre, ainda a recuperar dos efeitos provocados pelo desaire do fim-de-semana frente ao FC Istres, apresentou duas alterações no "onze". A nota de maior destaque foi para o regresso do ponta-de-lança Benjani Mwaruwari, que tinha sido poupado no domingo passado.

Kalou marca
Como era esperado, tendo em conta o desaire da primeira mão, o Auxerre entrou a todo o gás na partida, facto que ficou bem patente em dois centros da esquerda efectuados por Jean-Sébastien Jaurès e outros tantos remates de Benjani que obrigaram Maarten a um par de excelentes intervenções. A pressão rendeu dividendos aos 31 minutos, quando o conjunto da casa inaugurou o marcador por intermédio de Kalou. Cheyrou apontou um pontapé livre na direita e o internacional da Costa do Marfim, de costas para a baliza, desviou de cabeça para o fundo das redes.

Babel surpreende
Apesar de comandar a partida, o Auxerre foi surpreendido seis minutos volvidos, quando Babel apontou o valioso golo em terreno adversário. Tudo começou numa incursão de Hatem Trabelsi pela direita, a bola sobrou para o jovem jogador, de apenas 18 anos, e este, confirmando todos os dotes técnicos que lhe são reconhecidos, disparou fora do alcance de Fabien Cool.

Roux recompensado
Guy Roux, técnico do Auxerre que somou o seu 86º jogos nas competições europeias, não entrou em pânico durante a primeira parte e foi recompensado a dez minutos do intervalo, quando a sua equipa voltou a colocar-se em vantagem no marcador. Cheyrou, à segunda tentativa, conseguiu acertar no alvo, depois de ver o seu primeiro remate ser defendido.

Final emocionante
Pressentindo a vitória, o Auxerre continuou a pressionar, mas foi frequentemente traído no momento da finalização. E quando acertou no alvo, encontrou em Stekelenburg um opositor de peso, como aos 79 minutos, quando deteve um remate de Kalou à boca da baliza. Quando parecia que a esperança do Auxerre se esfumara, o suplente Mathis marcou, entrando tarde mas a tempo de desferir um potente disparo de cabeça na sequência de um canto, que lançou um curioso duelo totalmente francês, a disputar já no próximo mês.

Topo