Atlético segura empate

FK Austria Wien 0-0 Athletic Club Bilbao
A formação basca frustrou os intentos do Áustria de Viena, em jogo adiado referente à primeira mão.

O Athletic Club Bilbao frustrou os intentos do Áustria de Viena ao segurar o empate a zero no Estádio Ernst Happel, em jogo referente à primeira mão dos 16 avos-de-final da Taça UEFA que havia sido adiado.

Domingo há decisão
As oportunidades claras para marcar foram escassas e espaçadas, num jogo muito disputado, mas a formação espanhola, agora imbatível há 11 jogos, terá a vantagem do factor-casa pelo seu lado no jogo da segunda mão, a disputar no próximo domingo. O embate entre as duas equipas estava inicialmente agendado para a passada semana, mas foi adiado devido a um intenso nevão que deixou Viena coberta por um manto branco.

Longa pausa
O Áustria não competia desde o último compromisso na Taça UEFA, ante o FC Utrecht, no dia 16 de Dezembro. No entanto, os receios do técnico Lars Sondergaard de que a sua equipa não estivesse em condições de abordar uma partida de alto nível revelaram-se completamente infundados. Ernesto Valverde, treinador do Atlético - que no sábado tinha batido o Real Madrid CF por 2-0 - viu-se privado do contributo do habitual dono da baliza, Dani Aranzubia, devido a uma gripe, e, assim, concedeu a titularidade a Ignacio Lafuente.

Oportunidade para Sionko
A primeira parte foi rijamente disputada, mas permaneceu equilibrada até pouco antes do intervalo. Primeiro, o Áustria teve uma oportunidade fantástica para assumir a liderança. Jocelyn Blanchard libertou-se no flanco esquerdo, foi até à linha de fundo e centrou para Sionko, que se encontrava ao poste mais distante. Porém, o remate do checo saiu frouxo e foi facilmente parado por Joseph Didulica.

Ezquerro falha
O Atlético não sentiu o toque, e, em período de descontos da etapa inicial, desceu até à grande área contrária. Pablo Orbaiz desferiu um centro largo na ala direita e colocou a bola ao primeiro poste, onde surgiu Santiago Ezquerro. Porem, o avançado, depois de fugir ao seu marcador directo, cabeceou à barra quando estava em excelente posição para marcar.

Remate de Etxeberria
A etapa complementar foi tão fechada como o primeiro período, com escassas oportunidades de golo. No entanto, aos 57 minutos, Joseba Etxeberria, influente avançado dos espanhóis, acorreu a um passe de Andoni Iraola à entrada da área, mas o seu disparo passou ao lado do poste mais distante.

Chapéu de Gilewicz
O Áustria foi a equipa que esteve mais perto de marcar no último quarto-de-hora de jogo, na sequência de um passe de Štepán Vachoušek para as costas da defesa basca que colocou o suplente Radoslaw Gilewicz em situação de golo iminente. O avançado polaco, que havia rendido Sigurd Rushfeldt, tentou efectuar um chapéu a Lafuente, mas o remate saiu à figura do agradecido guarda-redes.

Topo