Lesões condicionam Robson

O Newcastle poderá ver-se privado de seis jogadores para o primeiro encontro da meia-final da Taça UEFA, diante do Marselha.

Por Alex O'Henley em Newcastle

O treinador do Newcastle, Sir Bobby Robson, terá de esperar até ao último minuto, antes de decidir qual a equipa que fará alinhar no encontro desta quinta feira, frente ao Marselha, relativo à primeira mão das meias-finais da Taça UEFA. A formação onde joga o português Hugo Viana tem vindo a ser assolada por uma onda de lesões, pelo que o técnico inglês se depara com inúmeras dúvidas para o confronto de St. James Park.

Bellamy em dúvida
Sir Bobby Robson já admitiu ter "graves preocupações" relativamente às condições físicas de seis habituais titulares, incluindo o ponta-de-lança galês, Craig Bellamy, que sofreu um estiramento no tendão do joelho durante o empate a zero diante do Aston Villa FC, realizado no passado domingo.

Preocupações no meio-campo
Também o influente médio, Kieron Dyer se depara com o mesmo problema de Bellamy, estando por isso igualmente em dúvida, enquanto que Jermaine Jenas saiu lesionado, ainda antes do final do jogo com o Aston Villa. Assim, qualquer um destes três jogadores está em dúvida para a primeira mão das meias-finais da Taça UEFA, à semelhança do que acontece com Titus Bramble e Shola Ameobi. No entanto, nem tudo são más notícias já que o médio Lee Bowyer está de regresso à equipa depois de ter cumprido um castigo. Bowyer sofre, no entanto, de uma lesão no tendão do joelho e não se apresenta nas suas melhores condições físicas.

Jogar para ganhar
Apesar de reconhecer que a preparação para este jogo não terá sido a melhor, Sir Bobby espera uma vitória caseira na primeira meia-final europeia do clube em 35 anos. "O Newcastle lutou durante muitos anos por estar presente numa final europeia e agora está próximo de concretizar esse sonho, mas sabemos que o próximo passo é o mais difícil", avisou Robson. "Sabemos o quanto significa uma presença na final para todos os que vivem nesta região. Só espero que lhes possamos oferecer uma noite memorável e isso significa uma vitória".

Desejo de medalhas
O capitão da equipa, Alan Shearer, é o melhor marcador do torneio com seis golos apontados e já deixou bem claro que seria bem mais importante para si vencer a Taça UEFA do que terminar a Premiership num lucrativo quarto lugar que garante a presença da equipa na próxima edição da Liga dos Campeões. "Num mundo ideal é óbvio que gostava de alcançar ambos os objectivos, mas se tiver de escolher, prefiro a Taça. Nós jogamos para ganhar medalhas e já não vencemos uma competição há muito tempo. Agora podemos mudar o rumo das coisas", justificou o mítico ponta-de-lança.

Fundamental não sofrer golos
Shearer deixou, no entanto, o aviso à navegação de que é fundamental não sofrer golos em casa. "A nossa prioridade continua a ser não sofrer golos", referiu. "Temos sempre o desejo de marcar golos, tanto faz que seja em casa ou fora, mas se mantivermos a nossa baliza inviolável neste primeiro jogo, ficaremos mais perto da final".

Uma ameaça chamada Drogba
O ponta-de-lança internacional inglês é um dos jogadores que está a apenas um cartão amarelo da suspensão, mas preocupa-o mais o adversário do que as questões disciplinares. Shearer confessa-se um grande admirador da equipa que eliminou o Liverpool FC e da sua principal figura, Didier Drogba, melhor marcador do OM - "Ele é grande, forte e bom no jogo aéreo. Teremos de controlar as acções de Drogba porque ele é uma ameaça permanente" - Shearer não tem dúvidas acerca das dificuldades que a sua equipa terá para ultrapassar a ameaça francesa: "O OM será o nosso maior teste desde o início da competição, apesar de sabermos que somos igualmente um teste difícil para eles. Julgo que temos melhorado de ronda para ronda e chegamos a esta fase com a necessidade de voltarmos a melhorar".

Marlet lesionado
No passado domingo, o treinador do Marselha, José Anigo, pôde dar-se ao luxo de fazer descansar alguns dos jogadores mais influentes da equipa na vitória por 2-1 sobre o Lille OSC. Contudo, o antigo avançado do Fulham FC, Steve Marlet, que marcou nesse jogo, acabou por sair mais cedo com uma costela partida, o que o coloca em dúvida para o confronto com os ingleses.

Dar tudo
"Já se passaram 10 anos desde que o Marselha ganhou alguma coisa, por isso mesmo, esta competição é realmente importante para nós", afirmou Anigo acerca do importante confronto com o Newcastle na Taça UEFA. "O pior que nos poderia acontecer seria não alcançarmos a final depois de termos lutado tanto para chegar aqui. Por isso mesmo, daremos tudo para atingir a final. Tenho a certeza que o Newcastle fará o mesmo".