Factos: Porto - Leverkusen

Está tudo em aberto na eliminatória entre Porto e Leverkusen após triunfo alemão por 2-1, com o golo fora dos "dragões" a poder ser crucial no desfecho destes 16 avos-de-final.

Sérgio Conceição, treinador do Porto
Sérgio Conceição, treinador do Porto ©AFP/Getty Images

Está tudo em aberto nos 16 avos-de-final da UEFA Europa League entre duas formações habitualmente presentes na UEFA Champions League, Porto e Leverkusen, depois da vitória do conjunto alemão na primeira mão dos 16 avos-de-final, em casa, por 2-1.

• O Porto venceu o Grupo G da UEFA Europa League, com vitórias nos dois últimos jogos que o levaram ao topo de um agrupamento difícil, com Rangers, Young Boys e Feyenoord. Já o Leverkusen entrou nesta competição para disputar a fase eliminatória, após ter passado pela fase de grupos da UEFA Champions League, em que ficou em terceiro no Grupo D, atrás de Juventus e Atlético, com seis pontos.

Confrontos anteriores
• Depois de Lucas Alario ter colocado o Leverkusen na frente, na primeira parte, uma grande penalidade convertida por Kai Havertz deixou os alemães em vantagem na eliminatória perto da hora de jogo, mas um tento à boca da baliza de Luis Díaz – o terceiro do colombiano na competição – deixou o Porto na luta à entrada da partida no Estádio do Dragão.

• Os dois duelos anteriores do Porto com clubes alemães na UEFA Europa League aconteceram nos 16 avos-de-final. O primeiro, em 2013/14, terminou com o triunfo sobre o Eintracht Frankfurt devido aos golos fora (2-2 c, 3-3 f); o segundo, em 2015/16, resultou numa eliminação frente ao Borussia Dortmund (0-2 f, 0-1 c).

• As duas únicas ocasiões em que o Leverkusen encontrou equipas portuguesas na UEFA Europa League também ocorreram nos 16 avos-de-final. A primeira em 2012/13, contra o Benfica, em que foi afastado (0-1 c, 1-2 f) e a segunda em 2015/16, diante do Sporting, em que venceu de forma clara (1-0 f, 3-1 c).

• O Porto ganhou dez dos 17 jogos em casa para as competições da UEFA contra emblemas alemães, incluindo vitórias por 3-1 nos dois mais recentes da fase de grupos da UEFA Champions League, frente a Leipzig, em 2017/18, e Schalke, em 2018/19. Os "dragões" venceram apenas duas das 12 eliminatórias a duas mãos frente a equipas alemãs, mas derrotaram o Bayern, por 2-1, na final da Taça dos Clubes Campeões Europeus de 1987, em Viena.

• O registo do Leverkusen em Portugal é de V2 E3 D3, sendo que sete desses oito encontros ocorreram em Lisboa. As duas vitórias aconteceram contra o Sporting.

Guia de forma

Porto
• Segundo classificado no campeonato e finalista vencido da Taça de Portugal na época passada – batido por Benfica e Sporting, respectivamente –, o Porto atingiu também os quartos-de-final da UEFA Champions League, tendo sido afastado pelo Liverpool, futuro campeão (0-2 f, 1-4 c).

• A tentativa de regressarem à fase de grupos da UEFA Champions League esta época – e igualarem o recorde de participações (24) – terminou para os "dragões" na terceira pré-eliminatória, fase em foram afastados pelo estreante russo Krasnodar devido aos golos marcados fora. Esta derrota colocou o clube directamente na fase de grupos da UEFA Europa League, onde só tinha estado uma vez, em 2010/11, temporada em que conquistou o troféu. Os portistas resistiram às derrotas por 2-0 no reduto de Feyenoord e Rangers e conseguiram vencer o grupo, com dez pontos, graças aos triunfos nos dois últimos desafios, por 2-1 em casa do Young Boys e por 3-2 na recepção ao Feyenoord.

• Depois desse triunfo em 2010/11, o Porto disputou 10 jogos em eliminatórias da UEFA Europa League: 2V 3E 5D. O seu registo nos 16 avos-de-final é idêntico ao do Leverkusen, com uma vitória na primeira (2-1 f, 0-1 c frente ao Sevilha em 2010/11), derrota na segunda (1-2 c, 0-4 f com o Manchester City in 2011/12), triunfo na terceira (com o Frankfurt em 2013/14) e novo desaire na quarta (com o Dortmund em 2015/16).

• O registo do Porto em casa na UEFA Europa League, incluindo a fase de qualificação, é de V10 E3 D3. No entanto, ainda não venceu no Estádio do Dragão nos 32 avos-de-final e as três derrotas ocorreram todas nesta fase da competição.

• O Porto venceu apenas cinco das 22 eliminatórias das competições da UEFA nas quais perdeu a primeira mão fora, tendo o último dos desaires sido frente ao Liverpool nos quartos-de-final da UEFA Champions League da temporada passada. No entanto, quatro das cinco vitórias surgiram quando a primeira mão terminou com uma derrota fora por 2-1, incluindo-se aqui a da última temporada frente à Roma, nos oitavos-de-final da UEFA Champions League, quando venceu no Estádio do Dragão a segunda mão por 3-1, após prolongamento.

Leverkusen
• Quarto na Bundesliga, o Leverkusen disputou pela 12ª vez a fase de grupos da UEFA Champions League na época passada. Na Europa foi eliminado pelo Krasnodar (0-0 f, 1-1 c) nos oitavos-de-final da UEFA Europa League devido aos golos fora depois de vencer um grupo onde estavam Ludogorets, Zurique e AEK Larnaca.

• O sonho do clube alemão chegar aos oitavos-de-final da UEFA Champions League ficou comprometido pelas derrotas nos três primeiros jogos – 1-2 na recepção ao Lokomotiv Moscovo, 0-3 no reduto da Juventus e 0-1 no terreno do Atlético –, apesar de ter reagido com triunfos sobre o Lokomotiv em Moscovo (2-0) e sobre o Atlético na Alemanha (2-1), antes do desaire na recepção à Juve, na sexta jornada (0-2), tê-lo deixado no terceiro lugar.

• O registo do Leverkusen nas quatro presenças anteriores nos 16 avos-de-final da UEFA Europa League é de 2V 2D. Venceu o primeiro, frente ao Metalist Kharkiv em 2010/11 (4-0 f, 2-0 c), perdeu o segundo em 2012/13, contra o Benfica (0-1 f, 1-2 c), ganhou o terceiro, em 2015/16, com o Sporting e perdeu o quarto, na época passada, ante o Krasnodar (0-0 f, 1-1 c). O seu registo fora nesta ronda da prova é de V2 E1 D1.

• Apesar das derrotas no Outono em Turim e Madrid, o Leverkusen perdeu apenas três dos seus últimos 11 jogos fora na Europa (V4 E4). O seu registo fora na fase a eliminar da UEFA Europa League é de V2 E1 D3.

• O Leverkusen apresente um excelente registo nas eliminatórias da UEFA quando venceu em casa a primeira mão, tendo levado a melhor em 11 das 12 ocasiões. No entanto, foi eliminado na mais recente contra o Atlético, na UEFA Champions League de 2014/15, quando caiu nos penalties após os dois jogos terminarem com vitórias caseiras por 1-0. Nunca venceu a primeira mão em casa por 2-1, mas seguiu em frente em cinco das seis vezes em que viajou para a segunda mão com uma vantagem de um golo.

Alterações no plantel da UEFA Europa League
• Porto
Entrada:
 Vítor Ferreira*
Saída: Bruno Costa (Portimonense)
*Lista B

Leverkusen
Entradas: Ayman Azhil, Exequiel Palacios (River Plate), Edmond Tapsoba (Vitória SC)
Saídas: Joel Pohjanpalo (Hamburgo, empréstimo), Panagiotis Retsos (Sheffield United, empréstimo)

Ligações e curiosidades
• O defesa Edmond Tapsoba, novo reforço do Leverkusen, foi contratado em Janeiro ao Vitória SC, após ter alinhado pelo emblema de Guimarães em cinco jogos da fase de grupos da UEFA Europa League 2019/20. O seu último golo pelo Vitória SC foi uma grande penalidade frente ao Porto, nas meias-finais da Taça da Liga, a 22 de Janeiro (1-2). Foi expulso no primeiro minuto da visita do Vitória SC ao Estádio do Dragão, a 1 de Setembro de 2019, numa derrota por 3-0 no campeonato.

• Sven Bender, do Leverkusen, fazia parte da equipa do Dortmund que eliminou o Porto dos 16 avos-de-final da UEFA Europa League de 2015/16. Karim Bellarabi marcou três dos quatro golos com que o Leverkusen eliminou o Sporting na mesma ronda da prova.

• Wendell (Leverkusen) e Alex Telles (Porto) foram colegas de equipas no clube brasileiro Grêmio, enquanto Charles Aránguiz (Leverkusen) e Otávio (Porto) também jogavam juntos em Porto Alegre no rival Internacional.

• Lucas Alario, atacante do Leverkusen, e Agustín Marchesín, guarda-redes do Porto, são colegas na selecção da Argentina. Kai Havertz, do Leverkusen, apontou o seu primeiro golo pela selecção principal da Alemanha a Marchesín, num empate 2-2 num encontro particular realizado em Dortmund a 9 de Outubro de 2019.

• O Porto é um dos três clubes que venceu a UEFA Europa League na estreia, sendo os outros Atlético, na primeira edição (2009/10) e Chelsea (2012/13). É também um dos três antigos vencedores da UEFA Europa League que está a disputar a fase de grupos esta época, juntamente com Sevilha e Manchester United.

• Ambos os clubes estão em excelente forma doméstica em 2020. O Porto venceu sete dos oito jogos disputados na Liga portuguesa este ano, enquanto o Leverkusen conquistou cinco vitórias em seis partidas na Bundesliga.

Desempates por grandes penalidades
• O registo do Porto nos três desempates em provas da UEFA é de V1 D2:
3-5 - Sampdoria, quartos-de-final da Taça dos Vencedores das Taças de 1994/95
8-7 - Once Caldas, Taça Intercontinental de 2004
1-4 - Schalke, oitavos-de-final da UEFA Champions League de 2007/08

• O registo do Leverkusen nos três desempates em provas da UEFA é de V1 D2:
3-2 - Espanhol, final da Taça UEFA de 1987/88
3-5 - Tirol Innsbruck, quartos-de-final da Taça Intertoto da UEFA de 1995
2-3 - Atlético, oitavos-de-final da UEFA Champions League de 2014/15

Os treinadores
• Extremo português de renome, Sérgio Conceição marcou 12 golos em 56 internacionalizações, incluindo um memorável "hat-trick" frente à Alemanha no triunfo por 3-0 no UEFA EURO 2000. Representou vários clubes e conquistou a Serie A com a Lazio e três campeonatos portugueses em duas passagens pelo Porto. Foi nomeado treinador do clube em Junho de 2017, substituindo Nuno Espírito Santo, após uma temporada promissora em França ao comando do Nantes. Conduziu o Porto a mais um título de campeão em 2017/18 e atingiu os quartos-de-final da UEFA Champions League na época seguinte.

Campeão holandês e três vezes vencedor da Taça ao serviço do Feyenoord na década de 1990, Peter Bosz começou a carreira de treinador no De Graafschap, em 2002, tendo atingido o auge quando levou o Ajax à final da UEFA Europa League em 2016/17. Antigo médio internacional holandês, Bosz ficou apenas uma época em Amesterdão porque aceitou o desafio de substituir Thomas Tuchel no Dortmund, onde resistiu apenas seis meses. Após um ano de ausênciaregressou à Bundesliga para treinar o Leverkusen em Dezembro de 2018 e conseguiu qualificação para a UEFA Europa League.

Topo