O UEFA.com funciona melhor noutros browsers
Para a melhor experiência possível recomendamos a utilização do Chrome, Firefox ou Microsoft Edge.

Fiorentina 1-2 West Ham: Bowen embala Hammers para a glória

Jarrod Bowen marcou em cima do minuto 90 e o West Ham mostrou ser mesmo imbatível nesta UEFA Europa Conference League, conquistando o seu primeiro troféu europeu desde a vitória na Taça dos Vencedores das Taças, em 1965.

Resumo: Fiorentina 1-2 West Ham

Jarrow Bowen isolou-se aos 90 minutos e embalou rumo ao golo da vitória do West Ham sobre a Fiorentina na final da UEFA Europa Conference League, em Praga.

Momentos-chave

1': Terracciano defende remate de Antonio logo a abrir
45'
: Fiorentina vê golo de Jović anulado por fora-de-jogo62': Benrahma converte penálti a castigar mão na bola de Biraghi na grande área da Fiorentina
67'
: Bonaventura responde restaura o empate com um remate de classe
90': Bowen, isolado por um passe a rasgar de Paquetá, marca o golo da vitória

O jogo em poucas palavras: Bowen quebra os corações da Fiorentina em Praga

 Said Benrahma converte o penálti
Said Benrahma converte o penáltiAFP via Getty Images

Pietro Terracciano saved from Michail Antonio logo no primeiro minuto, mas foi a Fiorentina a dominar as operações nos primeiros 45 minutos, ainda que as ocasiões de golo tenham escasseado no primeiro tempo. O West Ham deu novo ar da sua graça num remate de Declan Rice, mas sem grande perigo.

Em cima do minuto 45, Jovic até colocou a bola no fundo das redes dos Hammers, na recarga a um primeiro cabeceamento de ao poste, mas o avançado sérvio estava em posição irregular, assinalada pelo árbitro auxiliar e confirmada pelo VAR.

A Fiorentina voltou a entrar melhor no segundo tempo, mas continuou a não criar perigo e quem acabou por marcar foi o West Ham. Cristiano Biraghi tocou a bola com a mão dentro da grande área e Said Benrahma não perdoou, inaugurando o marcador.

Giacomo Bonaventura ainda empatou para a Fiorentina
Giacomo Bonaventura ainda empatou para a FiorentinaUEFA via Getty Images

A turma italiana, contudo, não se deixou afectar, reagiu bem, e pouco depois marcou mesmo, restabelecendo a igualdade. Nico González ganhou de cabeça e deixou para Bonaventura, que ajeitou e rematou cruzado para um bonito golo, fazendo o empate.

Os golos trouxeram emoção e a partir daí as ocasiões de perigo começaram a suceder-se junto das duas balizas. Mandragora rematou ligeiramente ao lado para a Fiorentina e Antonio obrigou Terracciano a aplicar-se na outra área.

O golo que ditou a vitória do West Ham acabou por surgir mesmo em cima do minuto 90. Paquetá, com um passe fantástico, desmarcou Bowen, que isolado não perdoou.

Como tudo aconteceu: Fiorentina 1-2 West Ham

Melhor em Campo Laufenn: Jarrod Bowen (West Ham)

"Mesmo quando a sua equipa não estava por cima no jogo, ele tentou sempre ameaçar nas saídas para o contra-ataque e acabou por ser compensado com o golo que valeu a vitória."
Painel de Observadores Técnicos da UEFA

Melhor em Campo: Jarrod Bowen brilha

Reacções 

David Moyes, treinador do West Ham: "Isto é fantástico. Tenho uma longa carreira no futebol e não há muitos momentos como este, mas felizmente tivemos uma grande noite. É preciso trabalhar muito para estes momentos. Esta noite foi brilhante".

Declan Rice, capitão do West Ham: "Isto significa absolutamente tudo. Esta noite todos estavam muito empenhados. Acreditámos mesmo. Não estou apenas feliz por nós, pelo treinador, mas também pelos adeptos e pela equipa técnica, por todos os que dão o seu melhor para que possamos jogar. Estou tão feliz por mim como por eles, porque eles também o merecem".

Jarrod Bowen, autor do golo da vitória do West Ham: "Sonhava em marcar, mas marcar o golo da vitória no último minuto... Pensei que ia chorar. Estou tão feliz que não consigo exprimir-me por palavras. Não tivemos a melhor época, incluindo eu próprio. Mas estou muito feliz".

Vincenzo Italiano, treinador da Fiorentina: "Perdemos duas finais a jogar muito bem, e é uma pena. Esta noite, sinceramente, não imaginava que pudesse terminar assim. Jogámos bem, tivemos oportunidades, empatámos logo a seguir a um penalty que podia ter acabado connosco. Reagimos, tivemos uma grande oportunidade com Mandragora. Depois, com uma bola disputada no meio, não fizemos o movimento certo na defesa e acabou tudo. Os nossos jogadores foram destruídos".

Nikola Milenković, defesa da Fiorentina: "Dói perder desta forma. Jogámos bem, mas não podemos sofrer um golo tão fácil nos minutos finais. A equipa deu tudo o que tinha a dar, mas em certas situações temos de estar mais concentrados - continuar a controlar o jogo e a pressionar. Nas finais, são os pequenos pormenores que fazem a diferença."

Joe Cole, BT Sport

"Vimos todas as manifestações de emoção: nunca vi tantos adultos chorarem. É incrível. É uma das cenas mais icónicas da história deste clube."

O desalento de Sofyan Amrabat depois de Jarrod Bowen marcar o golo da vitória do West Ham
O desalento de Sofyan Amrabat depois de Jarrod Bowen marcar o golo da vitória do West HamUEFA via Getty Images

Estatísticas

  • O West Ham conquistou o seu primeiro grande troféu continental desde a Taça dos Vencedores das Taças de 1964/65.
  • Os Hammers terminaram a prova invictos: 14 vitórias e 1 empate em 15 jogos.
  • David Moyes é o primeiro treinador escocês a vencer uma competição de clubes da UEFA desde que Sir Alex Ferguson conquistou seu segundo título da UEFA Champions League com o Man United, em 2008.
  • A Fiorentina terminou com o melhor ataque da temporada da UEFA Europa Conference League, com 37 golos; o West Ham foi o segundo lugar melhor ataque, com 29.
  • Arthur Cabral, da Fiorentina, foi o melhor marcador da prova nesta temporada, com sete golos; Kouamé e Biraghi foram os que mais assistências fizeram: cinco cada.

Equipas

Fiorentina: Terracciano; Dodô, Milenković, Ranieri (Igor 84), Biraghi; Amrabat, Mandragora (Barák 90+3); González, Bonaventura, Kouamé (Saponara 61); Jović (Cabral 46)

West Ham: Areola; Coufal, Zouma, Aguerd, Emerson; Souček, Rice, Paquetá; Bowen, Antonio (Ogbonna 90+4), Benrahma (Fornals 76)