O UEFA.com funciona melhor noutros browsers
Para a melhor experiência possível recomendamos a utilização do Chrome, Firefox ou Microsoft Edge.

Leicester, Marselha, PSV, Bodø/Glimt e Slavia Praga seguem em frente

O Bodø/Glimt afastou o Celtic, enquanto o Leicester juntou-se a Marselha e PSV Eindhoven nos oitavos-de-final da UEFA Europa Conference League.

Desfrute de cada tento apontado nos jogos que decidiram as vagas nos oitavos-de-final.
Segunda mão do "play-off" da Europa Conference League: veja todos os golos

Os antigos campeões europeus Marselha e PSV Eindhoven deram mais um passo para se tornarem os primeiros vencedores da UEFA Europa Conference League com vitórias tranquilas na quinta-feira, o que não aconteceu com o Celtic, com os de Glasgow a caírem ante o Bodø/Glimt.

Já o Partizan confirmou a sua presença no sorteio de sexta-feira dos oitavos-de-final, numa noite conturbada para Ricardo Gomes, enquanto o Slavia Praga avançou para a fase seguinte após uma segunda vitória por 3-2 sobre o Fenerbahçe.

Prognósticos: Como lhe correu esta jornada?

Randers 1-3 Leicester City (total: 2-7)

Resumo: Randers 1-3 Leicester
Resumo: Randers 1-3 Leicester

Um espectacular bis de James Maddison ajudou o Leicester a garantir a vitória na Dinamarca. Harvey Barnes colocou os Foxes na frente, logo aos dois minutos, mas os da casa reagiram e forçaram Kasper Schmeichel a negar o golo a Stephen Odey.

No entanto, Maddison marcou de livre e a seguir com um remate em arco no espaço de quatro minutos na segunda parte, com o Randers a reduzir perto do final, havendo ainda tempo para Odey aproveitar uma falha colectiva para fechar o marcador.

Bodø/Glimt 2-0 Celtic (total: 5-1)

Resumo: Bodø/Glimt 2-0 Celtic
Resumo: Bodø/Glimt 2-0 Celtic

O sonho europeu do Bodø/Glimt continua rumo aos oitavos-de-final depois de terminar o que já havia começado com sucesso na semana passada em Glasgow. Desta vez, a vitória por 2-0 sobre o Celtic foi mais também categória, com um golo de Ola Solbakken aos nove minutos, que os deixou de imediato no controlo do jogo, para Hugo Vetlesen a fazer o resultado final ao finalizar uma boa jogada colectiva, depois do intervalo.

A equipa escocesa nunca teve capacidade de regressar à eliminatória e o Bodø/Glimt voltou a ganhar de forma tranquila, desta vez na Noruega.

Slavia Praga 3-2 Fenerbahçe (total: 6-4)

Resumo: Slavia Praga 3-2 Fenerbahçe
Resumo: Slavia Praga 3-2 Fenerbahçe

Yira Collins Sor marcou os seus dois primeiros golos pelo Slavia e a sua equipa garantiu uma segunda vitória por 3-2 ante o emblema turco.

Ivan Schranz colocou o Slavia na frente, com Sor a seguir a isolar-se e a aumentar com o auxílio do poste. Mert Hakan Yandaş fez um grande golo que deu esperança ao Fenerbahçe, mas o Slavia esteve muito forte após o intervalo, com Sor a fazer o 3-1, depois de várias ocasiões falhadas pela sua equipa. O golo de Mërgim Berisha, nos descontos, de nada serviu para lá de um pequeno consolo para o Fenerbahçe.

Qarabağ 0-3 Marselha (total: 1-6)

Resumo: Qarabağ 0-3 Marselha
Resumo: Qarabağ 0-3 Marselha

Um Marselha eficaz aumentou a vantagem da primeira mão sobre o Qarabağ para garantir um lugar nos oitavos-de-final sem problemas de maior. Os anfitriões do Azerbaijão procuraram o ataque, mas, depois de resistirem à tempestade inicial, tudo ruiu quando Pape Gueye colocou o OM na frente depois de receber uma bela bola de Dimitri Payet.

Os visitantes mantiveram-se na expectativa e protegeram a sua defesa enquanto o Qarabağ procurava o golo, mas Matteo Guendouzi e Konrad De La Fuente acabaram com todas as esperanças.

O que se segue?

Os vencedores vão estar no sorteio de sexta-feira dos oitavos-de-final, onde não serão cabeças-de-série.

Os cabeças-de-série são AZ Alkmaar, Basileia, Copenhaga, Feyenoord, Gent, LASK, Rennes e Roma.

Maccabi Telavive 1-1 PSV Eindhoven (total: 1-2)

Resumo: M. Telavive 1-1 PSV
Resumo: M. Telavive 1-1 PSV

O conjunto holandês teve um final sofrido em Israel para garantir o apuramento. O PSV pensou estar com a eliminatória controlada quando um remate desviado de Yorbe Vertessen trouxe por fim alguma justiça ao seu domínio, mas viu-se a contas com um tenso final quando o cabeceamento de Enric Saborit aos 91 minutos empatou o encontro.

O Maccabi, que esteve por baixo a maior parte do jogonoite, esteve perto de marcar primeiro quando Stipe Perica rematou ao poste logo após o reinício.

Partizan 2-1 Sparta Praga (total: 3-1)

Resumo: Partizan 2-1 Sparta Praga
Resumo: Partizan 2-1 Sparta Praga

Ricardo Gomes bisou e foi expulso, em noite de afirmação do Partizan. O início brilhante dos anfitriões foi recompensado quando Gomes levou a melhor sobre um defesa e inaugurou o marcado e a seguir, de cabeça, fez após um canto o seu 26 tento da temporada.

Slobodan Urošević viu um cabeceamento anulado por fora-de-jogo antes de Gomes ser expulso por simulação depois de cair na área. Adam Hložek ainda fez um tento de consolação, já perto do final Sparta.

PAOK 2-1 Midtjylland (total: 2-1, PAOK vence 5-3 nas gp)

Resumo: PAOK 2-1 (5-3 g.p) Midtjylland
Resumo: PAOK 2-1 (5-3 g.p) Midtjylland

A defesa de Alexandros Paschalakis ao disparo de Max Meyer revelou-se decisiva para o PAOK. Meyer marcou o primeiro penalty da sua equipa no desempate da marca dos 11 metros depois do empate na eliminatória, mas foi negado pelo guardião da casa, e o PAOK converteu todos os cinco disparos para seguir em frente.

O PAOK adiantou-se quando Andrija Živković inaugurou o marcador à boca da baliza e Vieirinha colocou os da casa na frente, com um grande remate de longe. No entanto, os visitantes forçaram o prolongamento quando Meyer fez a jogada para o entrado Daniel Høegh reduzir.

Vitesse 2-0 Rapid Viena (total: 3-2)

Resumo: Vitesse 2-0 Rapid Viena
Resumo: Vitesse 2-0 Rapid Viena

Adrian Grbić, antigo jogador do Rapid, deu o primeiro golpe logo no início, ocorrendo ao belo passe de Eli Dasa para anular a vantagem dos visitantes da primeira mão. Dasa voltaria a estar em foco no segundo golo, aos 19 minutos, com Matúš Bero a parar no peito o seu passe longo, antes de rematar rasteiro para colocar os anfitriões em vantagem na eliminatória.

O Vitesse teve ocasiões de matar o jogo após o intervalo; Dasa teve um remate bloqueado e Maximilian Wittek rematou ao poste, mas o Rapid não conseguiu explorar a maior ansiedade dos anfitriões.