O "site" oficial do futebol europeu

Michal Bílek

Cazaquistão
Michal Bílek
O ex-seleccionador da República Checa, Michal Bílek, aceitou o convite para comandar o Cazaquistão ©Getty Images

Michal Bílek

Cazaquistão

Data de nascimento: 13 de Abril de 1965
Nacionalidade: Checa
Carreira como jogador: AC Sparta Praha (quatro vezes), RH Cheb, Real Betis Balompié, FK Viktoria Žižkov, FK Teplice
Carreira como treinador: FK Teplice, CS Cartaginés, Sub-19 da República Checa, FK Chmel Blšany, FK Viktoria Plzeň, AC Sparta Praha, MFK Ružomberok, República Checa, Dinamo Tbilisi, Jihlava, Zlín, Cazaquistão

• Médio talentoso e especialista na marcação de livres e grandes penalidades, Bílek passou por quatro vezes pelo Sparta de Praga, onde viveu o período mais memorável entre 1986 e 1990, quando venceu três campeonatos e duas Taças da Checoslováquia.

• Marcou presença no Campeonato do Mundo de 1990 depois de ter sido eleito Jogador do Ano da Checoslováquia e disputou todos os cinco encontros como defesa-direito. Ajudou os checos a alcançarem os quartos-de-final da prova, tendo convertido duas grandes penalidades nos dois primeiros jogos, frente aos Estados Unidos e à Áustria.

• Prolongou a carreira internacional depois do desmembramento da Checoslováquia, totalizando 35 internacionalizações e 11 golos.

• Teve um início complicado como treinador, que incluiu uma passagem pela Costa Rica, mas conseguiu afirmar-se no escalão principal do seu país e foi nomeado treinador do Sparta em Setembro de 2006. Conquistou a "dobradinha" na primeira época, mas não evitou a demissão em Maio de 2008.

• Treinou os eslovacos do Ružomberok em 2008/09, antes de assumir o cargo de adjunto de Ivan Hašek na selecção da República Checa, tendo sido promovido em Outubro de 2009, quando Hašek voltou a ocupar em exclusivo o cargo de presidente da Federação. Conduziu os checos ao UEFA EURO 2012, depois de ter batido o Montenegro no "play-off".

• Conduziu a República Checa aos quartos-de-final do Europeu na Polónia e Ucrânia mas deixou o cargo no ano seguinte. Teve uma curta passagem pela Geórgia, onde orientou o Dinamo Tbilisi, além de uma época ao comando do Jihlava e do Zlín, no seu país. Regressou ao leme de uma selecção no início de 2019, tendo sido o eleito para orientar o Cazaquistão. 

Última actualização: 19-02-19 9.29CET

https://pt.uefa.com/news/newsid=935883.html#michal+bilek