O "site" oficial do futebol europeu

Grécia

Grécia
O defesa da Grécia, Traianos Dellas, ergue o troféu no UEFA EURO 2004 ©Getty Images

Grécia

Melhor resultado: Vencedora (2004)
Seleccionador: Fernando Santos
Melhor marcador: de todos os tempos – Nikos Anastopoulos (29); actual – Fanis Gekas (24)
Mais jogos: de todos os tempos – Giorgos Karagounis (131); actual – Giorgos Karagounis (131)
Fundação da federação: 1926
Alcunha: Galanolefki (alvicelestes)
Onde joga: Estádio Georgios Karaiskakis, Pireu

A Grécia era uma selecção com pouca reputação no panorama internacional do futebol europeu até ao momento em que, de forma espectacular, surpreendeu tudo e todos sob as ordens do técnico alemão Otto Rehhagel no UEFA EURO 2004, onde contrariou todas as expectativas ao vencer o torneio em Portugal, com um triunfo por 1-0 na final, em Lisboa, frente à selecção da casa. Antes, os gregos tinham marcado presença em apenas duas fases finais de grandes competições, no Campeonato da Europa de 1980 e no Campeonato do Mundo de 1994, não tendo conseguido vencer qualquer encontro em nenhuma dessas provas. Porém, desde a conquista do título europeu, a Grécia melhorou consideravelmente esse registo, garantindo o apuramento para os quatro últimos grandes torneios e atingindo os quartos-de-final do UEFA EURO 2012.

Registo no EURO
Jogos disputados
Total: J118 V56 E23 D39 GM166 GS135
Fase final: J16 V5 E3 D8 GM14 GS20
Qualificação: J102 V51 E20 D31 GM152 GS115

A Grécia esperou 24 anos para dar continuidade à sua primeira presença em fases finais – onde havia conquistado somente um ponto em três jogos – , mas o mínimo que se pode dizer é que a espera valeu inteiramente a pena, uma vez que os comandados de Otto Rehhagel contrariaram todas as expectativas e ergueram, em 2004, o troféu em Portugal. O técnico alemão criou uma estratégia de jogo bastante eficaz, surpreendendo os anfitriões no jogo inaugural da prova, com um triunfo por 2-1 no Estádio do Dragão.

A França e a República Checa foram ambas derrotadas por 1-0, respectivamente nos quartos-de-final e meias-finais, antes de uma segunda vitória sobre Portugal constituir um final de sonho para uma das mais surpreendentes histórias do mundo do futebol. Em 2008, como detentores do troféu, os gregos perderam todos os três jogos da fase de grupos na fase final que decorreu na Áustria e Suíça, e no UEFA EURO 2012 foram eliminados pela Alemanha nos quartos-de-final, mas nada retirará o brilho do fantástico feito logrado, quatro anos antes, em solo português.

Jogos memoráveis no EURO
04/07/2004: Portugal 0-1 Grécia, final do UEFA EURO 2004
Um cabeceamento de Angelos Charisteas valeu uma das maiores surpresas de sempre em fases finais.

25/06/2004: França 0-1 Grécia, quartos-de-final do UEFA EURO 2004
Theodoros Zagorakis e Charisteas combinaram bem e terminaram com as aspirações dos então detentores do troféu.

07/06/2003: Espanha 0-1 Grécia, fase de qualificação do UEFA EURO 2004
Um tento de Stelios Giannakopoulos e uma defesa férrea deu conta do potencial competitivo da Grécia.

Sabia que?
Sob o comando de Otto Rehhagel, a Grécia viveu a maior série vitoriosa da sua história (oito triunfos consecutivos, entre Outubro de 2007 e Maio de 2008), tendo a sua maior série de invencibilidade ocorrido já sob o reinado de Fernando Santos (17 jogos sem derrotas, entre Agosto de 2010 e Novembro de 2011).

*Última actualização: 07/01/2014

Última actualização: 20-01-14 13.15CET

http://pt.uefa.com/teamsandplayers/teams/teama/team=49/profile/index.html#grecia

Sala de troféus

Registo nas competições da UEFA

  • Vitória mais dilatada:
    11-10-1978, Grécia 8-1 Finlândia, Athens
  • Derrota mais pesada:
    01-10-1958, França 7-1 Grécia, Paris
  • Presenças Campeonato da Europa: 15
  • Mais presenças: 38
    Giorgos Karagounis (GRE)
  • Melhores marcadores: 11
    Nikos Anastopoulos (GRE)
    Angelos Charisteas (GRE)