Meias-finais - 07-07-2016 - 21:00CET (21:00 Hora local) - Stade Vélodrome - Marselha
0-2
 

Alemanha - França 0-2 - 07-07-2016 - Página do jogo - UEFA EURO 2016

 
O "site" oficial do futebol europeu

Antevisão da meia-final: Alemanha - França

Publicado: Quarta-feira, 6 de Julho de 2016, 18.30CET
Joachim Löw, seleccionador da Alemanha, mostrou-se atento ao ataque dos anfitriões, enquanto Didier Deschamps promete que a França "vai dar tudo" frente à "melhor equipa do Mundo".
Antevisão da meia-final: Alemanha - França
Joachim Löw (Germany) ©Getty Images

Estatísticas da prova

AlemanhaFrança

Golos marcados7
 
13
Posse de bola(%)63
 
37
Total de tentativas108
 
121
Remates à baliza37
 
43
Remates para fora46
 
42
Remates defendidos25
 
36
nos postes4
 
6
Cantos41
 
48
Foras-de-jogo12
 
9
Cartões amarelos11
 
13
Cartões Vermelhos0
 
0
Faltas cometidas69
 
73
Faltas sofridas62
 
70

Dossiers de Imprensa

  • Dossier de Imprensa (português)
Publicado: Quarta-feira, 6 de Julho de 2016, 18.30CET

Antevisão da meia-final: Alemanha - França

Joachim Löw, seleccionador da Alemanha, mostrou-se atento ao ataque dos anfitriões, enquanto Didier Deschamps promete que a França "vai dar tudo" frente à "melhor equipa do Mundo".

  • Alemanha defronta selecção anfitriã em Marselha, na luta por um lugar na final
  • Vencedor defronta Portugal ou País de Gales no Stade de France, este domingo
  • Alemanha bateu franceses por 1-0 nos quartos-de-final do Campeonato do Mundo de 2014
  • Levou também a melhor sobre a França nas meias-finais do Mundial de 1982 e 1986
  • Selecção anfitriã não vence a Alemanha numa grande competição desde 1958


Equipas prováveis

Alemanha: Neuer; Kimmich, Boateng, Höwedes, Hector; Kroos, Schweinsteiger; Draxler, Özil, Götze; Müller.
Ausentes: Hummels (suspenso), Gomez (coxa), Khedira (virilha)
Em dúvida: ninguém

  • Benedikt Höwedes está pronto para render o suspenso Mats Hummels no centro da defesa, com Joshua Kimmich a ocupar a vaga de lateral-direito. Se Bastian Schweinsteiger não recuperar, Emre Can ou Julian Weigl irão substituí-lo. Thomas Müller deverá ser o homem mais avançado.

França: Lloris; Sagna, Umtiti, Koscielny, Evra; Pogba, Matuidi; Sissoko, Griezmann, Payet; Giroud.
Ausentes: ninguém
Em dúvida: ninguém

  • Didier Deschamps deverá repor Adil Rami no centro da defesa, após cumprir um jogo de suspensão. Não devem ser afastados o regresso ao 4-3-3 e a titularidade de N'Golo Kanté caso Deschamps decida que o 4-2-3-1 é demasiado ofensivo.

Veja meias-finais clássicas entre França e Alemanha

Declarações dos seleccionadores
Joachim Löw, Alemanha
No ataque, a França tem sido flexível, o que cria muita pressão. Não apenas na grande área mas também no meio-campo, com Pogba e Matuidi. Aproveitam as oportunidades criadas e possuem três atacantes na frente da lista dos melhores marcadores. Vão atacar de forma muito agressiva, são a equipa da casa e o seu ataque tem sido muito bom. É a sua mais-valia até à data.

Temos de jogar como equipa e ajudarmo-nos mutuamente, sendo compactos na defesa. Se lhes dermos espaços eles serão muito rápidos e muito dinâmicos, e isso pode ser muito difícil para nós.

O Schweinsteiger treinou esta manhã a 100 por cento. Ele é muito importante para nós num jogo como este – principalmente por causa da sua experiência. Vai ser titular, sempre disse que se conseguisse treinar iria jogar. Temos de substituir Hummels, Khedira e Gomez, e isso não é fácil, pelo que a experiência do Schweinsteiger é ainda mais importante.

Temos de compensar pelos jogadores que não vão jogar. Confio a 100 por cento nas alternativas e espero que isso não perturbe o nosso estilo de jogo. Seremos o adversário mais forte que a França teve até ao momento e vamos dar tudo para chegar à final.

O jogo será semelhante ao de 2014. A França está num nível muito elevado. Haverá mais oportunidades para marcar neste jogo do que no Alemanha - Itália. Todas as equipas têm pontos fracos, nenhuma é perfeita. O ultimo jogo contra a Islândia foi impressionante, mas detectamos uma série de pontos fracos, e vai ser importante explorá-los.

Não penso que sejamos favoritos. Não estamos a defrontar uma equipa, mas sim um país inteiro. Depois de bater a Islândia eles estão confiantes. Há uma verdadeira dinâmica depois de terem derrotado a Islândia, mas o rótulo de favorito não conta para nada. O que importa é quem tem o melhor desempenho, quem cria mais oportunidades e quem as concretiza.

Didier Deschamps, França
A Alemanha está habituada a dominar os adversários, monopolizando a posse de bola, mas não podemos pensar apenas em defender e depois tentar surpreendê-los. Temos de jogar o melhor que soubermos. A Alemanha é campeã mundial e causou muito boa impressão nos primeiros cinco jogos.

Temos de marcar golos, e para isso acontecer temos de ultrapassar a oposição de toda uma equipa antes de chegar a Manuel Neuer, que é um excelente guarda-redes. Isso diz muito da qualidade da selecção alemã, pois não sofre muitos golos apesar de atacar bastante. Possui uma defesa sólida – vimos isso contra a Itália. Quando perdem a bola, perseguem-na até a recuperar, e isso permite-lhes controlar o jogo.

Ninguém pode mudar o curso da história, mas ainda há capítulos por escrever. Esta página está em branco e cabe aos jogadores preencherem-na. Os jogadores devem acreditar em si próprios e precisamos que os adeptos os apoiem também. Vamos defrontar a melhor selecção do Mundo e vamos dar o nosso melhor.

Não estamos ao nível da Alemanha em termos de exepriência e troféus conquistados, mas chegámos até aqui por temos qualidade. Temos a capacidade para criar oportunidades e marcar golos. Somos capazes de criar perigo para os nossos adversários e isso deixa-me entusiasmado.

Iremos ter o apoio dos nossos adeptos e vamos precisar dele. Haverá períodos durante o jogo que vão ser difíceis. Temos o apoio de todo o país mas é aqui que ele é mais expressivo!

Tenho confiança nestes jogadores, ainda não fizemos nada de brilhante até agora mas já eliminámos cinco selecções. Agora é outra história. Vamos defrontar a Alemanha, a melhor equipa da prova, e se conseguirmos uma grande exibição contra ela, isso criará verdadeiro entusiasmo.           

Guia de forma (todas as competições, mais recente em primeiro)
Alemanha: EVVEVVDVDD
França
: VVEVVVVVVD

Sabia que?
As duas selecções já se enfrentaram 27 vezes, com nove triunfos da Alemanha e 12 da França. Os quatro jogos em fases finais terminaram com uma vitória da França, um empate e dois triunfos da Alemanha, o mais recente nos quartos-de-final do Mundial de 2014, por 1-0. Leia mais na nossa retrospectiva alargada do jogo.

Siga o jogo nas redes sociais (#GERFRA)
@UEFAEURO
UEFA EURO no Facebook
UEFA EURO no Instagram

Última actualização: 07-07-16 15.42CET

http://pt.uefa.com/uefaeuro/season=2016/matches/round=2000450/match=2017906/prematch/preview/index.html#antevisao+alemanha+franca