Quartos-de-final - 01-07-2016 - 21:00CET (21:00 Hora local) - Stade Pierre Mauroy - Villeneuve d'Ascq
3-1
 

País de Gales - Bélgica 3-1 - 01-07-2016 - Página do jogo - UEFA EURO 2016

 
O "site" oficial do futebol europeu

Retrospectiva do País de Gales - Bélgica

Publicado: Terça-feira, 28 de Junho de 2016, 22.00CET
Gales derrotou a Bélgica na qualificação para o EURO 2016 e tentará fazer igual para conseguir uma presença história nas mais-finais. No entanto, os "diabos vermelhos" conseguiram a vitória mais volumosa da prova até agora.
Retrospectiva do País de Gales - Bélgica
Gareth Bale e Eden Hazard abraçados durante a qualificação para o EURO 2016 ©Getty Images

Estatísticas da prova

País de GalesBélgica

Golos marcados10
 
9
Posse de bola(%)48
 
52
Total de tentativas68
 
98
Remates à baliza32
 
35
Remates para fora22
 
38
Remates defendidos14
 
25
nos postes0
 
0
Cantos19
 
41
Foras-de-jogo7
 
12
Cartões amarelos11
 
9
Cartões Vermelhos0
 
0
Faltas cometidas65
 
50
Faltas sofridas70
 
51

Dossiers de Imprensa

  • Dossier de Imprensa (português)
Publicado: Terça-feira, 28 de Junho de 2016, 22.00CET

Retrospectiva do País de Gales - Bélgica

Gales derrotou a Bélgica na qualificação para o EURO 2016 e tentará fazer igual para conseguir uma presença história nas mais-finais. No entanto, os "diabos vermelhos" conseguiram a vitória mais volumosa da prova até agora.

O País de Gales vai procurar fixar um novo marco ao apurar-se para as meias-finais do UEFA EURO 2016, tendo já provado, na fase de qualificação, ser capaz de derrotar a Bélgica de Marc Wilmots.

Encontros anteriores
• Nos 12 jogos até à data, a Bélgica tem vantagem: V5 E3 D4.

• As equipas integraram o mesmo grupo na fase de qualificação, pelo que se conhecem muito bem; empataram 0-0 em Bruxelas, enquanto Gareth Bale apontou o único golo no triunfo por 1-0 da equipa de Chris Coleman, em Cardiff, na segunda volta, a 12 de Junho de 2015.

• As equipas nesse jogo foram as seguintes:
Gales: Hennessey, Gunter, Taylor, Richards, Chester, Williams, Allen, Robson-Kanu (King 90+3), Ramsey, Bale (Vokes 87), Ledley.

Bélgica: Courtois, Alderweireld (Carrasco 77), Lombaerts, Nainggolan, Vertonghen, Witsel, De Bruyne, Benteke, Hazard, Mertens (Lukaku 46), Denayer.

Factos do EURO– Gales
• Gales nunca antes tinha estado presente na fase final do Campeonato da Europa da UEFA. O seu melhor desempenho ocorreu em 1976, quando perdeu, com um resultado total de 3-1, com a Jugoslávia, nos quartos-de-final, fruto de uma derrota por 2-0 em Zagreb e um empate a um em Cardiff.

• Gales igualou o seu melhor registo em grandes competições ao apurar-se para os quartos-de-final; disputou essa fase da prova no Campeonato do Mundo de 1958, perdendo por 1-0 com o Brasil, que viria a vencer a competição.

• Bale marcou sete dos 11 golos galeses na qualificação para o UEFA EURO 2016 e fez duas assistências – o que significa que, entre golos e assistências, participou em 82 por cento da produção ofensiva da equipa. Com três golos apontados e uma assistência na fase final, tem sido um pouco menos eficiente – participou em apenas 54 por cento dos tentos do conjunto britânico em França.

• Esta é a primeira vez que uma equipa galesa – clube ou selecção – vai jogar em Lille.

©AFP/Getty Images

Bélgica derrotou a Hungria por 4-0 nos oitavos-de-final

Factos do EURO – Bélgica
• Esta é a primeira presença da Bélgica na fase final do EURO desde que co-organizou o UEFA EURO 2000 com a Holanda, e a sua quinta no total.

• O maior feito dos "diabos vermelhos" foi o apuramento para a final em 1980, onde perderam por 2-1, em Roma, com a República Federal da Alemanha.

• A Bélgica bateu a Hungria por 4-0 nos oitavos-de-final, naquele que foi o resultado mais volumoso do EURO 2016 e a sua maior diferença na fase final de uma competição de selecções.

• Lille fica próximo da fronteira com a Bélgica e esta será a terceira vez que a selecção belga joga naquela cidade. Perdeu por 4-3 com a França, em Lille, numa amigável realizado em 1914 e, mais recentemente, venceu por 5-0 o Luxemburgo, no apuramento para o Mundial, em 1989.

Ligações entre treinadores e jogadores
• Actuais colegas de equipa:
Joe Allen e Danny Ward com Christian Benteke e Simon Mignolet (Liverpool FC), Toby Alderweireld, Mousa Dembélé e Jan Vertonghen com Ben Davies (Tottenham Hotspur FC).

©Getty Images

Eden Hazard revelou-se no LOSC

• Eden Hazard (2007-12) e Divock Origi (2012-14) começaram a carreira profissional no LOSC Lille, tendo atravessado a fronteira para França para jogarem nos escalões de formação do clube. Hazard conquistou a "dobradinha" gaulesa em 2010/11.

• Enquanto jogador, Coleman esteve no banco de Gales em dois jogos de qualificação para o Mundial em que Wilmots alinhou pela Bélgica: uma derrota por 2-0 em Bruxelas, em Novembro de 1992, e outra por 3-2, na capital belga, em Outubro de 1997. Wilmots jogou os 90 minutos e marcou no jogo mais recente, depois de ter saído do banco de suplentes perto do fim no primeiro.

Decisões por grandes penalidades
• A Bélgica derrotou a Espanha por 5-4, nos penalties, nos quartos-de-final do Mundial de 1986 – na sua única anterior decisão por grandes penalidades em jogos oficiais. Bateu também a Inglaterra por 4-3, após um empate sem golos, num amigável em Casablanca, em Maio de 1988.

• Gales nunca decidiu um jogo nas grandes penalidades.

Última actualização: 29-06-16 12.27CET

http://pt.uefa.com/uefaeuro/season=2016/matches/round=2000449/match=2017902/prematch/background/index.html#retrospectiva+pais+gales+belgica