Quartos-de-final - 30-06-2016 - 21:00CET (21:00 Hora local) - Stade Vélodrome - Marselha
1-1
Portugal vence 5-3 nos penalties 

Polónia - Portugal 1-1 - 30-06-2016 - Página do jogo - UEFA EURO 2016

O "site" oficial do futebol europeu

Penalties colocam Portugal nas meias-finais

Publicado: Quinta-feira, 30 de Junho de 2016, 23.46CET
Polónia 1-1 Portugal (Portugal vence 3-5 nos penalties)
A equipa das "quinas" esteve a perder, empatou e levou o jogo para penalties, onde acabou por ser mais forte e apurar-se.
por Hugo Pietra no Stade Vélodrome

rate galleryrate photo
1/0
counter
  • loading...

Estatísticas dos jogos

PolóniaPortugal

Golos marcados1
 
1
Posse de bola(%)54
 
46
Total de tentativas14
 
21
Remates à baliza5
 
6
Remates para fora5
 
5
Remates defendidos4
 
10
nos postes0
 
0
Cantos2
 
7
Foras-de-jogo3
 
3
Cartões amarelos3
 
2
Cartões Vermelhos0
 
0
Faltas cometidas16
 
11
Faltas sofridas11
 
16

Classificação

Publicado: Quinta-feira, 30 de Junho de 2016, 23.46CET

Penalties colocam Portugal nas meias-finais

Polónia 1-1 Portugal (Portugal vence 3-5 nos penalties)
A equipa das "quinas" esteve a perder, empatou e levou o jogo para penalties, onde acabou por ser mais forte e apurar-se.

  • Rui Patricio defende penalty de Jakub Błaszczykowski e apura Portugal
  • Robert Lewandowksi marca o golo mais rápido do torneio até ao momento
  • Renato Sanches torna-se no terceiro jogador mais jovem de sempre a marcar em fases finais do EURO
  • Portugal ainda sem ganhar um jogo nos 90 minutos
  • Portugal vai defrontar Bélgica ou País de Gales nas meias-finais, em Lyon, na próxima quarta-feira, dia 6 de Julho


Portugal está nas meias-finais do UEFA EURO 2016. A formação lusa voltou a não conseguir ganhar no tempo regulamentar, e desta feita nem no prolongamento, ao empatar 1-1 com a Polónia. Mas no desempate por grandes penalidades foi mais forte e ganhou por 5-3. Agora, no dia 6 de Julho, encontrará o vencedor do embate entre País de Gales e Bélgica, em Lyon, pelas 20h00 (hora de Portugal Continental).

Com Eliseu e Renato Sanches no "onze", Portugal entrou da pior forma no encontro, já que a Polónia abriu o activo logo aos dois minutos. Kamil Grosicki ganhou o lance a Cédric, cruzou atrasado e Robert Lewandowski, oportuno, atirou fora do alcance de Rui Patrício.

A resposta lusa foi pronta, com os jogadores comandados por Fernando Santos a partirem imediatamente em busca da igualdade perante uma defesa polaca resiliente, decidida em fechar os caminhos para a sua baliza. Em contra-ataque, os polacos iam colocando em sentido a defesa portuguesa, tal como aconteceu aos 16 minutos, com Lewandowski a livrar-se de Pepe e a rematar para defesa atenta de Rui Patrício.

Aos 28 minutos, Nani e Cristiano Ronaldo criaram um lance que levou perigo à baliza polaca. Nani ganhou no lado esquerdo, assistiu Ronaldo ao centro, com o avançado do Real Madrid a ganhar espaço para o remate, que saiu à figura de Łukasz Fabiański.

Portugal continuou à procura do empate até ao intervalo, algo que acabou por acontecer aos 33 minutos. Nani combinou na perfeição com Renato Sanches, com o médio a disparar forte, de pé esquerdo, sem hipóteses de defesa para Fabiański, num golo de belo efeito.

No segundo tempo Portugal entrou mais decidido e, aos 55 minutos, Cristiano Ronaldo voltou a levar perigo junto da baliza polaca, após desmarcação de Nani. Ronaldo avançou pelo lado direito mas rematou às malhas laterais. A selecção das "quinas" foi sempre mais perigosa e aos 63 minutos ficou muito perto do golo graças um disparo fortíssimo de Cédric. O esférico falhou o alvo por muito pouco.

Aos 68 minutos foi a vez da Polónia responder, com Arkadiusz Milik a desviar com muito perigo após cruzamento do lado esquerdo. Rui Patrício efectuou uma defesa providencial. E perto do fim foi Ronaldo, isolado, a falhar o remate de primeira, apenas com Fabiański pela frente.

Mais uma vez o destino do jogo foi o prolongamento, mas desta vez não houve momento de ouro de Ricardo Quaresma, entretanto colocado em campo, nem de mais ninguém. Sem energia, as duas equipas acabaram por resolver a eliminatória nos penalties, e aí Portugal foi mais forte, ao converter as cinco tentiavias, a última por Ricardo Quaresma. O único jogador a falhar foi Jakub Błaszczykowski. Ou melhor, foi Rui Patrício a estirar-se e a defender o remate do extremo polaco.

Melhor em Campo: Renato Sanches (Portugal)

Última actualização: 01-07-16 13.22CET

http://pt.uefa.com/uefaeuro/season=2016/matches/round=2000449/match=2017901/postmatch/report/index.html#portugal+meias+finais