O "site" oficial do futebol europeu

Prandelli seduzido por espírito ofensivo italiano

Publicado: Sexta-feira, 29 de Junho de 2012, 0.16CET
Cesare Prandelli disse que a Itália está na final do UEFA EURO 2012 porque "praticou bom futebol desde o início", frente a uma selecção alemã para a qual Joachim Löw ainda tem grandes planos.
por Sam Adams
de Estádio Nacional de Varsóvia
Prandelli seduzido por espírito ofensivo italiano
O avançado italiano Mario Balotelli bate Manuel Neuer pela segunda vez em Varsóvia ©AFP/Getty Images

Estatísticas dos jogos

AlemanhaItália

Golos marcados1
 
2
Posse de bola(%)54
 
46
Total de tentativas15
 
10
Remates à baliza8
 
5
Remates para fora7
 
5
Remates interceptados1
 
0
Remates nos postes0
 
0
Cantos14
 
0
Foras-de-jogo0
2
Cartões amarelos1
 
4
Cartões Vermelhos0
 
0
Faltas cometidas13
 
19
Faltas sofridas18
 
12

Classificação

Publicado: Sexta-feira, 29 de Junho de 2012, 0.16CET

Prandelli seduzido por espírito ofensivo italiano

Cesare Prandelli disse que a Itália está na final do UEFA EURO 2012 porque "praticou bom futebol desde o início", frente a uma selecção alemã para a qual Joachim Löw ainda tem grandes planos.

Cesare Prandelli felicitou a selecção italiana, depois de ter "assimilado" o seu conceito atacante e agendado uma final do UEFA EURO 2012 frente à Espanha, após uma vitória sobre a Alemanha, em Varsóvia. Reservou um elogio especial para Mario Balotelli, autor dos dois golos dos "azzurri", enquanto Joachim Löw ficou orgulhoso pela forma como a sua equipa jogou no torneio, mas admitiu que a Alemanha deu muito avanço ao seu adversário na meia-final, durante a primeira parte.

Ainda assim realizámos um grande torneio e evoluímos bastante. Ganhámos quatro jogos e perdemos um
Joachim Löw
Tentamos sempre jogar bem desde o apito inicial – os jogadores assimilaram muito bem aquilo que eu pretendia
Cesare Prandelli

Joachim Löw, treinador da Alemanha
Perdemos a nossa organização após o primeiro, e evitável, golo, e depois surgiu o segundo. Cometemos erros e pagámos caro por isso. Na segunda parte a nossa equipa mostrou verdadeira força de vontade e tentou tudo, mas não conseguiu os golos necessários.

Se olhar para a equipa escolhida é fácil dizer que podia ter mudado alguma coisa. O Mario Gomez tinha marcado três golos e tinha estado bem nos treinos. Queria colocar o Toni Kroos, para que pudesse causar problemas aos médios italianos. Quando sofremos o primeiro golo não conseguimos estabilizar durante algum tempo. Tive que fazer algumas substituições, arriscar tudo e tentar algo.

Tivemos dois anos excelentes, a equipa desenvolveu-se muito bem, ganhando 15 jogos [oficiais] consecutivos. Hoje perdemos frente a uma selecção italiana muito forte, que tem uma boa espinha dorsal e dois avançados rápidos. Foram apenas um pouco melhores – há que reconhecer isso e que foram mais eficazes do que nós. Cesare Prandelli mudou a forma de actuar da equipa – possui uma filosofia mais ofensiva. Esperava que a Itália jogasse assim – se chegam à vantagem é muito complicado recuperar, mas devíamos ter feito o 2-1 mais cedo.

Ainda assim realizámos um grande torneio e evoluímos bastante. Ganhámos quatro jogos e perdemos um. Esta equipa deu muitas alegrias, frente a Portugal, Holanda, e merece ser elogiada por isso. Chegámos ao nível de outras selecções e ao topo da modalidade – haverá mais oportunidades no futuro.

Cesare Prandelli, treinador da Itália
Preparámo-nos muito bem para este jogo. Como é óbvio, é preciso que as coisas corram bem no próprio dia. Sabíamos que o adversário era muito bom nos flancos – queríamos manter a posse da bola e dominar o meio-campo. Assumimos algum risco, mas conseguimos lançar o Antonio Cassano para lances de um-para-um, e isso permitiu a Mario Balotelli ter espaço mais próximo da área contrária.

Balotelli foi excelente, tal como toda a equipa. Preciso muito que a equipa tenha uma sensação de colectivo – e o Balotelli subscreve esta ideia. Ele está sempre disponível, pressionou bem alto no terreno e esteve muito bem. Esteve sempre em jogo, muito concentrado, e fez exactamente o que lhe pedi. Retirei-o de campo porque vi que estava em dificuldades e não quis arriscar.

Estou muito orgulhoso destes jogadores – não quero que as atenções estejam todas concentradas em mim. A Alemanha é uma boa equipa, mas temos uma boa ideia sobre como praticar futebol. Tentamos sempre jogar bem desde o apito inicial – os jogadores assimilaram muito bem aquilo que eu pretendia. Tentámos fazer isso frente à Alemanha desde cedo. Quero que nos concentremos sempre neste estilo de jogo, já que possuímos muita qualidade.

Não temos tempo para festejar, apenas para nos concentrarmos no próximo jogo, que é o mais importante. Quando se sonha, tem que se sonhar em grande – por isso isto é o início. A Espanha é uma equipa formidável, mas vamos preparar-nos muito bem, tal como fizemos hoje. Penso que vai ser um jogo aberto e vamos tentar estar à altura dos acontecimentos.

Última actualização: 30-06-12 1.00CET

http://pt.uefa.com/uefaeuro/season=2012/matches/round=15174/match=2003379/postmatch/quotes/index.html#prandelli+seduzido+pela+italia