Meias-finais - 27-06-2012 - 20:45CET (21:45 Hora local) - Donbass Arena - Donetsk
0-0
Espanha vence 4-2 nos penalties 

Portugal - Espanha 0-0 - 27-06-2012 - Página do jogo - UEFA EURO 2012

O "site" oficial do futebol europeu

Espanha mais feliz nos penalties

Publicado: Quinta-feira, 28 de Junho de 2012, 0.31CET
Portugal 0-0 Espanha (Espanha vence por 4-2 nos penalties)
Bruno Alves acertou na trave antes de Cesc Fàbregas confirmar a Espanha na final depois de um jogo com poucas oportunidades e muitos nervos.
por José Nuno Pimentel
de Donbass Arena
Espanha mais feliz nos penalties
Cesc Fàbregas feste após marcar o penalty da vitória ©Getty Images

Estatísticas dos jogos

PortugalEspanha

Golos marcados0
 
0
Posse de bola(%)43
 
57
Total de tentativas10
 
11
Remates à baliza2
 
5
Remates para fora8
 
6
Remates interceptados2
 
2
Remates nos postes0
 
0
Cantos6
 
7
Foras-de-jogo2
 
3
Cartões amarelos5
 
4
Cartões Vermelhos0
 
0
Faltas cometidas31
 
21
Faltas sofridas19
 
30

Classificação

Publicado: Quinta-feira, 28 de Junho de 2012, 0.31CET

Espanha mais feliz nos penalties

Portugal 0-0 Espanha (Espanha vence por 4-2 nos penalties)
Bruno Alves acertou na trave antes de Cesc Fàbregas confirmar a Espanha na final depois de um jogo com poucas oportunidades e muitos nervos.

Portugal falhou por pouco a presença na final do UEFA EURO 2012, em Kiev, no domingo, ao ser derrotado pela Espanha, por 4-2, no desempate por grandes penalidades, após o nulo verificado ao fim de 120 minutos em Donetsk.

Num desafio com escassas oportunidades de golo, a Espanha – campeã europeia e mundial – nunca conseguiu desenvencilhar-se da teia bem montada por Portugal, mas foi mais feliz na lotaria dos penalties. Rui Patrício e Iker Casillas defenderam as tentativas de Xabi Alonso e João Moutinho e, depois de Sergio Ramos ter marcado friamente a sua conversão num lance igual ao imortalizado por Antonín Panenka em 1976, Bruno Alves acertou na trave e Cesc Fábregas deu aos espanhóis a possibilidade de se tornarem na primeira equipa a ganhar três títulos seguido em grandes torneios.

Os pensamentos antes do início do encontro foram para Miki Roqué – defesa do Real Betis Balompié falecido no domingo passado, aos 23 anos, devido a um cancro –, uma vez que a Espanha pediu, perto do arranque da partida, para os seus jogadores envergarem uma braçadeira negra em sua homenagem. Com o antigo jogador do Liverpool FC na mente, os espanhóis tomaram a iniciativa e o primeiro lance de perigo veio talvez de um jogador improvável, aos nove minutos, quando o lateral-direito Álvaro Arbeloa aproveitou a indecisão de Alves no alívio e rematou da entrada da área por cima da trave.

Sem Fàbregas nem Fernando Torres, Vicente del Bosque apostou na envergadura física do avançado Álvaro Negredo para fazer frente à dupla de centrais Pepe e Bruno Alves, enquanto Hugo Almeida liderou o ataque de Portugal, no qual se notou maior actividade inicial no flanco esquerdo, o de Cristiano Ronaldo e Fábio Coentrão. Duas arrancadas do capitão dos lusitanos sem consequências fizeram animar o público, antes da “roja” sacudir o marasmo a dois minutos da meia-hora. Negredo segurou bem o esférico na área, deixou em Xavi Hernández e este de pronto em Andrés Iniesta, só que o seu pontapé em arco errou o alvo.

Portugal criou perigo numa perda de bola espanhola na saída da sua área. João Moutinho recuperou-a e deu-a a Ronaldo, mas o remate do nº7 saiu perto do poste da baliza de Iker Casillas e a etapa inicial chegou ao fim sem qualquer defesa efectuada pelos dois guarda-redes.

Após o reatamento, Del Bosque tentou dar maior mobilidade ao ataque e abdicou de Negredo para voltar a utilizar Fábregas como “falso 9”, antes de fazer entrar Pedro Rodríguez para o lugar de David Silva. Almeida teve três remates sem a direcção que ele desejada e coube a Xavi o primeiro enquadrado com a baliza, a meio da etapa complementar, à figura de Rui Patrício. Aos 73 minutos, um livre frontal de Ronaldo causou apreensão a Casillas, mas o remate saiu por cima.

Cada vez mais com o espectro do prolongamento no horizonte, o encontro entrou numa fase de pouco risco por parte de ambas as formações e só novo livre directo de Ronaldo levou perigo à baliza da Espanha, já depois de Nélson Oliveira ter substituído Almeida. A um minuto do fim, Ronaldo teve a melhor possibilidade de Portugal numa transição rápida de Raul Meireles, mas o extremo não acertou com a baliza. Aliás, a evidenciar a boa organização de ambas os contendores, o desafio chegou ao tempo extra somente com um remate ao alvo, o de Xavi atrás referido.

A Espanha esteve melhor do prolongamento e, aos 104 minutos, Patrício negou o golo a Iniesta no culminar de uma jogada de insistência de Pedro, antes de um livre de Sergio Ramos passar rente ao ferro. E guardião português esteve outra vez em destaque a deter com a mão direita um remate cruzado rasteiro de Navas em plena área. Sem golos, a decisão ficou para os penalties.

Última actualização: 25-09-14 4.41CET

http://pt.uefa.com/uefaeuro/season=2012/matches/round=15174/match=2003378/postmatch/report/index.html#espanha+mais+feliz

Equipas

Portugal

Portugal

Espanha

Espanha

12
Rui PatrícioRui Patrício (GR)
1
CasillasIker Casillas (GR) (C)
2
Bruno AlvesBruno Alves
Yellow Card86
3
PiquéGerard Piqué
3
PepePepe
Yellow Card61
6
IniestaAndrés Iniesta
4
Miguel VelosoMiguel Veloso
Yellow Card90+3
Substitution106 Prolong.
8
Xavi HernándezXavi Hernández
Substitution87
5
Fábio CoentrãoFábio Coentrão
Yellow Card45
11
NegredoÁlvaro Negredo
Substitution54
7
RonaldoCristiano Ronaldo (C)
14
Xabi AlonsoXabi Alonso
Yellow Card113 Prolong.
8
João MoutinhoJoão Moutinho
15
RamosSergio Ramos
Yellow Card40
9
Hugo AlmeidaHugo Almeida
Substitution81
16
Sergio BusquetsSergio Busquets
Yellow Card60
16
Raul MeirelesRaul Meireles
Substitution113 Prolong.
17
ArbeloaÁlvaro Arbeloa
Yellow Card84
17
NaniNani
18
Jordi AlbaJordi Alba
21
João PereiraJoão Pereira
Yellow Card64
21
David SilvaDavid Silva
Substitution60

suplentes

1
EduardoEduardo (GR)
12
Víctor ValdésVíctor Valdés (GR)
22
BetoBeto (GR)
23
ReinaPepe Reina (GR)
6
CustódioCustódio
Substitution106 Prolong.
2
AlbiolRaúl Albiol
10
QuaresmaRicardo Quaresma
4
Javi MartínezJavi Martínez
11
Nélson OliveiraNélson Oliveira
Substitution81
5
JuanfranJuanfran
13
Ricardo CostaRicardo Costa
7
Pedro RodríguezPedro Rodríguez
Substitution87
14
RolandoRolando
9
TorresFernando Torres
15
Rúben MicaelRúben Micael
10
FàbregasCesc Fàbregas
Substitution54
18
VarelaSilvestre Varela
Substitution113 Prolong.
13
Juan MataJuan Mata
19
Miguel LopesMiguel Lopes
19
LlorenteFernando Llorente
20
Hugo VianaHugo Viana
20
Santi CazorlaSanti Cazorla
23
Hélder PostigaHélder Postiga
22
Jesús NavasJesús Navas
Substitution60

Treinador

Paulo Bento (POR) Vicente del Bosque (ESP)

Árbitro

Cüneyt Çakır (TUR)

Árbitros assistentes

Bahattin Duran (TUR), Tarik Ongun (TUR)

Quarto árbitro

Damir Skomina (SVN)

Árbitros assistentes adicionais

Hüseyin Göçek (TUR), Bülent Yıldırım (TUR)

Legenda:

  • GolosGolos
  • Auto-goloAuto-golo
  • Grandes penalidadesGrandes penalidades
  • Penalties falhadosPenalties falhados
  • reds_cardCartões Vermelhos
  • yellow_cardsCartões amarelos
  • yellow_red_cardsDuplo amarelo
  • SubstituiçãoSubstituição