Quartos-de-final - 21-06-2012 - 20:45CET (20:45 Hora local) - Stadion Narodowy - Varsóvia
0-1
 

República Checa - Portugal 0-1 - 21-06-2012 - Página do jogo - UEFA EURO 2012

 
O "site" oficial do futebol europeu

Portugal concentrado no desafio checo

Publicado: Quarta-feira, 20 de Junho de 2012, 21.36CET
Paulo Bento quer Portugal focado para levar de vencida a República Checa nos quartos-de-final, enquanto Michal Bílek sacudiu a pressão e falou numa abordagem mais defensiva por causa de Cristiano Ronaldo.
por José Nuno Pimentel
de Estádio Nacional de Varsóvia
Portugal concentrado no desafio checo
Michal Bílek quer que a República Checa aprenda com os seus erros ©Getty Images

Estatísticas da prova

República ChecaPortugal

Golos marcados4
 
6
Total de tentativas37
 
81
Remates à baliza20
 
35
Remates para fora17
 
46
Remates interceptados7
 
11
Remates nos postes0
5
Cantos21
 
41
Foras-de-jogo8
 
10
Cartões amarelos7
 
12
Cartões Vermelhos0
 
0
Faltas cometidas74
 
91
Faltas sofridas54
 
74

Jogos

21 Junho 2012

22 Junho 2012

23 Junho 2012

24 Junho 2012

Publicado: Quarta-feira, 20 de Junho de 2012, 21.36CET

Portugal concentrado no desafio checo

Paulo Bento quer Portugal focado para levar de vencida a República Checa nos quartos-de-final, enquanto Michal Bílek sacudiu a pressão e falou numa abordagem mais defensiva por causa de Cristiano Ronaldo.

Paulo Bento quer os jogadores da selecção de Portugal concentrados para levarem de vencida a República Checa nos quartos-de-final do UEFA EURO 2012, enquanto Michal Bílek sacudiu a pressão e falou numa abordagem mais defensiva por causa de Cristiano Ronaldo.

No dia do seu 43º aniversário, Bento ouviu os jornalistas portugueses presentes no Estádio Nacional de Varsóvia cantarem-lhe os “Parabéns”. “É um dia como outro qualquer no grupo. Não é a primeira vez que me acontece, pois fiz anos no dia do jogo com a Alemanha [vitória de 3-0 na fase de grupos do UEFA EURO 2000, partida em que até nem actuou]. Quero transformar esta alegria pessoal numa alegria colectiva. Mas o meu grande desejo é que seja para nós portugueses no jogo de amanhã.”

Depois do momento descontraído que lhe tirou um sorriso, Bento assumiu um ar mais sério falou sobre a tarefa que os seus pupilos terão pela frente. “Eles sabem o que pretendemos fazer, sabem o que o adversário vale e o que pode fazer amanhã”, revelou o técnico. “Vamos tentar nos nossos 50 por cento esgotar todas as possibilidades de sermos mais fortes do que eles. E temo-lo conseguido, e já disse antes, com humildade e capacidade de superar a adversidade. Se perdermos um por centro dessa humildade teremos muito mais dificuldades.”

Bento avançou: “Temos de ter inteligência em todos os momentos do jogo, temos de ser fortes e agressivos. Jogar à pressa não faz sentido. Vontade, segurança, organização, talento, e isso é o mais importante para nós. Vamos tentar esconder da melhor maneira os nossos defeitos, que os temos, e potenciar as nossas virtudes que, felizmente, também as temos e são muitas. Temos um jogo que nos vai dar o acesso às meias-finais, não mais do que isso.”

Do lado contrário, ciente da ameaça que constitui Ronaldo, Bílek revelou uma estratégia cautelosa de modo a enfrentar o camisola 7 português e em não repetir os erros da derrota de 4-1 no arranque da prova. “É um jogador perigoso e vamos ajustar a nossa táctica mais defensivamente”, revelou. “Mas os portugueses têm muitos jogadores perigosos no meio-campo e ataque, como Nani e Postiga. Vamos ter de fechar a defesa porque se o Ronaldo começa a correr vai ser impossível de parar. Não podemos jogar como o fizemos contra a Rússia, demos-lhe espaço, jogámos muito abertos e a fomos punidos. Aprendemos muito com o primeiro jogo.”

Checos e portugueses apenas se defrontaram por duas vezes, ambas a nível oficial e no Europeu. Na fase de grupos do UEFA EURO 2008, Portugal venceu por 3-1, com dois dos golos apontados por Ronaldo e Ricardo Quaresma, mas o mais antigo, na mesma fase em que se defrontam agora os dois países, no EURO'96, quando os portugueses eram considerados favoritoss, saiu favorável ao conjunto da Europa Central por 1-0 e embalou a equipa até à final. “Claro que nos lembramos desse jogo, foi excepcional para o futebol checo”, afirmou Bílek. “O chapéu de [Karel] Poborský foi espectacular e não nos importávamos que voltasse a acontecer, mas Portugal é uma grande equipa e é favorita.”

Portugal não tem jogadores com problemas físicos, ao passo que na formação de Bílek a principal dúvida prende-se com o influente Tomáš Rosický, a contas com uma lesão no tendão de Aquiles. “Claro que é uma complicação, sempre que não joga sentimos a sua falta. É um jogador-chave. Não temos muitas estrelas, talvez o Petr Čech e o Rosický, mas o espírito de equipa é muito bom."

Última actualização: 25-09-14 4.45CET

http://pt.uefa.com/uefaeuro/season=2012/matches/round=15173/match=2003343/prematch/preview/index.html#portugal+ciente+tarefa