O "site" oficial do futebol europeu

Suécia procura voltar a surpreender Inglaterra

Publicado: Domingo, 8 de Janeiro de 2012, 21.45CET
Com jogadores que conhecem o futebol inglês, a Suécia vai procurar dar seguimento ao excelente registo frente à Inglaterra quando ambas as selecções medirem forças no Grupo D do UEFA EURO 2012.

rate galleryrate photo
1/0
counter
  • loading...
Publicado: Domingo, 8 de Janeiro de 2012, 21.45CET

Suécia procura voltar a surpreender Inglaterra

Com jogadores que conhecem o futebol inglês, a Suécia vai procurar dar seguimento ao excelente registo frente à Inglaterra quando ambas as selecções medirem forças no Grupo D do UEFA EURO 2012.

A Suécia nunca perdeu uma eliminatória frente à Inglaterra, mas a selecção orientada por Roy Hodgson irá certamente encontrar algum alento nos recentes êxitos alcançados frente aos suecos em encontros amigáveis quando os dois países medirem forças no Grupo D do UEFA EURO 2012.

• Embora Joleon Lescott tenha marcado o seu primeiro golo a nível internacional e tenha dado a liderança a Inglaterra, aos 30 minutos, a equipa de Roy Hodgson teve de se contentar com um empate no primeiro jogo, ante a França. A Suécia também esteve a ganhar, golo de Zlatan Ibrahimović, aos 52 minutos, mas Andriy Shevchenko bisou para a Ucrânia, que dei a volta e ganhou.

Confrontos directos
• Nos anteriores 21 jogos oficiais frente à Inglaterra, a Suécia registou seis vitórias, nove empates e seis derrotas. Porém, em três desafios a contar os Campeonatos da Europa diante da selecção inglesa, a Suécia nunca perdeu, tendo somado nesses encontros duas vitórias e um empate.

• A Suécia não perdeu nenhum dos sete jogos em fases finais que disputou com a Inglaterra, nos quais somou duas vitórias e cinco empates; os últimos três entre as duas selecções terminaram empatados.

• O primeiro encontro entre Inglaterra e Suécia foi um amigável disputado em Estocolmo, a 21 de Maio de 1923, que terminou com triunfo dos britânicos, por 4-2. Foi a primeira de três vitórias consecutivas da selecção inglesa sobre a sua congénere sueca, antes de esta somar o seu primeiro triunfo sobre os ingleses, por 3-1, a 13 de Maio de 1949.

• Quando a Inglaterra bateu a Suécia por 1-0 num jogo amigável disputado a 15 de Novembro de 2011, alcançou a sua primeira vitória sobre a selecção escandinava em 43 anos, colocando fim a uma série de 12 jogos sem triunfos sobre os suecos (oito empates e quatro derrotas), que datava desde uma vitória por 3-1 em Wembley, a 22 de Maio 1968.

• A Suécia venceu o primeiro dos três encontros entre as duas selecções em fases finais de grandes competições, ao levar a melhor sobre a Inglaterra, por 2-1, no EURO '92. Os outros dois embates entre Suécia e Inglaterra em fases finais de grandes competições terminaram empatados (1-1 no Campeonato do Mundo de 2002 e 2-2 no Campeonato do Mundo de 2006).

Jogos anteriores importantes
15 de Novembro de 2011: Inglaterra 1-0 Suécia (Barry 22) – Wembley, Londres, amigável
Inglaterra:
Hart (Carson 46), Walker, Cahill, Terry, Baines, Rodwell (Milner 58), Jones, Barry, Walcott (Sturridge 58), Zamora (Bent 70), Downing.
Suécia: Isaksson, Lustig (Wilhelmsson 55), Mellberg (J Olsson 46), Majstorovic, M Olsson, Wernbloom, Källström (A Svensson 70), S Larsson, Elmander, R Elm (Bajrami 87), Ibrahimović (Toivonen 46).

• Daniel Majstorovic desviou para o fundo da sua própria baliza um remate de Gareth Barry, naquele que foi o golo 2000 da selecção inglesa. Como referido acima, foi o primeiro triunfo da Inglaterra sobre a Suécia desde em 12 jogos, desde 1968.

20 de Junho de 2006: Suécia 2-2 Inglaterra (Allbäck 51, H Larsson 90; J Cole 34, Gerrard 85) – Estádio Rhein-Energie, Colónia, fase de grupos do Campeonato do Mundo
Suécia:
Isaksson, Lučić, Mellberg, Edman, Alexandersson, Linderoth (D Andersson 90+1), Källström, Ljungberg, M Jonson (Wilhelmsson 54), H Larsson, Allbäck (Elmander 75).
Inglaterra: Robinson, Carragher, Terry, Ferdinand (Campbell 56), A Cole, Beckham, Lampard, Hargreaves, J Cole, Rooney (Gerrard 69), Owen (Crouch 4).

• No derradeiro jogo do seu grupo, na fase final do Mundial de 2006, um golo de Henrik Larsson ao cair do pano valeu à selecção então orientada por Lars Lagerbäck um empate diante de uma selecção inglesa treinada por outro sueco, Sven-Göran Eriksson. A Inglaterra terminou no primeiro lugar do grupo, com a Suécia a ficar no segundo posto. Marcus Allbäck, autor do primeiro golo dos suecos, é hoje adjunto do actual seleccionador, Erik Hamrén. Jogou em Inglaterra, pelo Aston Villa FC, entre 2002 e 2004.

17 de Junho de 1992: Suécia 2-1 Inglaterra (Jan Eriksson 51, Brolin 82; Platt 4), Estádio Råsunda, Estocolmo, fase de grupos do Campeonato da Europa
Suécia:
Ravelli, R Nilsson, P Andersson, Björklund, J Eriksson, Ingesson, Schwarz, Thern, Limpar (Ekström 45), Brolin, Dahlin.
Inglaterra: Woods, Batty, Keown, Walker, Pearce, Sinton (Merson 76), Palmer, Webb, Daley, Platt, Lineker (A Smith 62).

• Com esta vitória, a selecção sueca, anfitriã do EURO'92 e orientada por Tommy Svensson, afastou da prova a Inglaterra, de Graham Taylor. Tomas Brolin apontou o golo do triunfo a oito minutos do fim.

Guia de forma
• A última presença da Suécia na fase final de uma grande competição ocorreu no UEFA EURO 2008. A selecção sueca ficou-se pela fase de grupos, após perder com Rússia e Espanha, que viria a sagrar-se campeã da Europa, de nada valendo a vitória por 2-0 alcançada sobre a Grécia no encontro de estreia na prova.

• A Inglaterra ultrapassou invicta a fase de qualificação, durante a qual somou cinco vitórias e três empates - e não perde qualquer jogo oficial desde o desaire por 4-1 sofrido frente à Alemanha nos oitavos-de-final do Mundial de 2010, a sua mais pesada derrota de sempre em fases finais de grandes competições.

Ligações entre as duas selecções
• Muitos dos jogadores que integram a selecção da Suécia já vestiram a camisola de clubes ingleses:
Johan Elmander (Bolton Wanderers FC 2008-11)
Andreas Granqvist (Wigan Athletic FC 2007-08)
Tobias Hysén (Sunderland AFC 2006-07)
Andreas Isaksson (Manchester City FC 2006-08)
Sebastian Larsson (Arsenal FC 2004-06, Birmingham City FC 2006-11, Sunderland AFC 2011-)
Olof Mellberg (Aston Villa FC 2001-08)
Jonas Olsson (West Bromwich Albion FC 2008-)
Martin Olsson (Blackburn Rovers FC 2006-)
Anders Svensson (Southampton FC 2001-05)
Christian Wilhelmsson (Bolton Wanderers FC 2007-08)

• Isaksson alinhou com Joe Hart no Manchester City.

• Sebastian Larsson e Theo Walcott jogaram junto durante um breve período no Arsenal, em 2005/06.

• Martin Olsson e o defesa da selecção inglesa, Phil Jones, foram colegas no Blackburn entre 2008 e 2011.

• Ibrahimović jogou pelo FC Barcelona quando a formação catalã venceu o FC Dynamo Kyiv, por 2-1, no Estádio Valeriy Lobanovskiy em jogo da fase de grupos da UEFA Champions League 2009/10.

• Também pelo Barça, Ibrahimović marcou os dois golos da sua equipa no empate 2-2 no terreno do Arsenal FC nos quartos-de-final da UEFA Champions League dessa mesma época; Walcott alinhou nesse encontro pelos "gunners".

• Ibrahimović apontou, de penalty, o último golo do AC Milan numa vitória de 4-0 sobre o Arsenal, em casa, na primeira mão dos oitavos-de-final da UEFA Champions League de 2011/12; Walcott e o suplente Alex Oxlade-Chamberlain actuaram pelos visitantes. Os três jogadores também jogaram no encontro de volta, no norte de Londres, ganho pelo Arsenal por 3-0.

Formato da competição
• Se duas ou mais equipas tiverem os mesmos pontos no final dos jogos do grupo, são aplicados os seguintes critérios para determinar a classificação:
a) número mais alto de pontos conseguidos nos jogos disputados entre as equipas em questão;
b) maior diferença de golos verificada nos jogos disputados entre as equipas em questão;
c) maior número de golos marcados nos jogos disputados entre as equipas em questão;
d) Se, após a aplicação dos critérios a) a c), houver duas equipas ainda empatadas, os critérios a) a c) são reaplicados exclusivamente aos jogos disputados entre as duas equipas em questão, para determinar a classificação final das duas. Se este procedimento não conduzir a uma decisão, são aplicados os critérios e) a i) na ordem dada:
e) maior diferença de golos em todos os jogos do grupo;
f) maior número de golos marcados em todos os jogos do grupo;
g) posição no sistema de "ranking" do quociente de selecções da UEFA (ver anexo I, parágrafo 1.2.2);
h) conduta das equipas no que toca ao "fair play" (fase final);
i) sorteio.

• Os quocientes do Grupo D são os seguintes:
Inglaterra 33,563
Suécia 31,675
França 30,508
Ucrânia 28,029

• Se duas equipas empatadas no número de pontos e no número de golos marcados e sofridos se defrontarem no último jogo da fase de grupos e, mesmo assim, continuarem empatadas no final do jogo, o "ranking" entre elas é determinado por pontapés da marca da grande penalidade, desde que mais nenhuma equipa do mesmo grupo tenha o mesmo número de pontos quando estiverem concluídos todos os jogos do agrupamento. Se houver mais de duas equipas com o mesmo número de pontos, são aplicados os critérios listados no parágrafo 8,07.

Última actualização: 05-12-13 19.19CET

http://pt.uefa.com/uefaeuro/season=2012/matches/round=15172/match=2003333/prematch/background/index.html#suecia+teme+inglaterra