O "site" oficial do futebol europeu

Campeã Espanha passeia no Liechtenstein

Publicado: Sábado, 4 de Setembro de 2010, 0.14CET
Liechtenstein 0-4 Espanha
Fernando Torres bisou e David Villa aproximou-se do recorde de golos de Raúl González no primeiro jogo oficial desde que os espanhóis se sagraram campeões do Mundo.
por Graham Hunter
de Rheinpark Stadium
Campeã Espanha passeia no Liechtenstein
David Villa festeja mais um sucesso espanhol com Fernando Torres ©Getty Images

Estatísticas dos jogos

LiechtensteinEspanha

Golos marcados0
4
Posse de bola(%)0
100
Total de tentativas3
 
22
Remates à baliza1
 
15
Remates para fora2
 
7
Remates interceptados0
 
0
Remates nos postes0
 
0
Cantos3
 
11
Foras-de-jogo0
3
Cartões amarelos1
 
0
Cartões Vermelhos0
 
0
Faltas cometidas10
 
13
Faltas sofridas13
 
10

Classificação

Legenda:

J: Jogados   
Pts: Pontos   
Última actualização: 21/11/2017 14:46 CET
Publicado: Sábado, 4 de Setembro de 2010, 0.14CET

Campeã Espanha passeia no Liechtenstein

Liechtenstein 0-4 Espanha
Fernando Torres bisou e David Villa aproximou-se do recorde de golos de Raúl González no primeiro jogo oficial desde que os espanhóis se sagraram campeões do Mundo.

A Espanha, campeã europeia em título, começou a sua campanha de apuramento para a fase final do Campeonato da Europa de 2012 com uma vitória expressiva em Liechtenstein, por 4-0.

Os espanhóis viajaram até Vaduz para o primeiro jogo oficial após a conquista do Mundial 2010 e venceram conforme esperado, graças a golos de David Villa, David Silva e a um bis do rejuvenescido Fernando Torres. Este resultado assegurou à equipa de Vicente del Bosque um triunfo pelo dobro da diferença registada na visita anterior ao principado, há três anos, e um arranque forte no Grupo I de apuramento.

Com efeito, não fosse o herói dos visitados, Peter Jehle, o guardião do FC Vaduz, que somava a sua 80ª internacionalização no estádio da sua equipa, e a Espanha poderia ter chegado ao intervalo a vencer por seis golos de diferença. No período de três minutos desde o apito inicial, Jehle já havia negado o golo ao herói do Mundial 2010, Andrés Iniesta, e defendido um perigoso cabeceamento de David Villa.

Del Bosque alertara para a ideia de que a diferença de golos "poderá ser decisiva" para a conquista do grupo, mas Jehle evitou que os visitantes passeassem no Rheinpark. Apesar de o Liechtenstein ter-se mostrado organizado e consistente na defesa, as excelentes movimentações de Xavi Hernández e do seu companheiro no FC Barcelona, Iniesta, proporcionaram constantes linhas de passe e consequentes oportunidades para Torres e Villa testarem os reflexos de Jehle.

A Espanha mostrou-se incansável. Uma combinação entre Villa e Iniesta aos 18 minutos libertou o ponta-de-lança do Liverpool FC, Torres, que, com um notável chapéu, colocou a bola junto ao poste mais distante. A precisão de passe que notabiliza a Espanha continuou a dar cabo da defesa do Liechtenstein e, oito minutos depois, Villa duplicou a vantagem dos campeões europeus e mundiais com um remate de pé direito que o deixou a somente um tento do recorde de 44 golos marcados por Raúl González pela selecção espanhola.

A equipa de Bidu Zaugg também conseguiu algumas oportunidades de golo e Iker Casillas denotou atenção ao impedir David Hasler de marcar antes do intervalo e, já no início da segunda parte, ao arrojar-se aos pés do capitão Mario Frick.

A Espanha voltou a acelerar o ritmo e, nove minutos após o intervalo, Torres fez o 3-0 com um remate na passada, obtendo o seu terceiro golo em dois jogos por Liverpool e pela selecção, após um jejum goleador que durava desde Março. O seu substituto, David Silva, fixou o resultado após somente cinco minutos em campo. À medida que o jogo se aproximava do final, Silva serviu Villa para aquele que poderia ter sido o seu 44º golo pela Espanha, mas o novo dianteiro do Barcelona foi devolvido pela trave. O ponta-de-lança terá nova oportunidade no jogo particular da próxima semana, frente à Argentina, enquanto o Liechtenstein se deslocará à Escócia na terça-feira.

Última actualização: 04-09-10 0.15CET

http://pt.uefa.com/uefaeuro/season=2012/matches/round=15171/match=2002212/postmatch/report/index.html#espanha+goleia+liechtenstein

Equipas

Liechtenstein

Liechtenstein

Espanha

Espanha

1
JehlePeter Jehle (GR)
1
CasillasIker Casillas (GR) (C)
2
L. EberleLucas Eberle
Substitution45
3
PiquéGerard Piqué
3
Mic. StocklasaMichael Stocklasa
4
MarchenaCarlos Marchena
5
OehriYves Oehri
Substitution46
6
IniestaAndrés Iniesta
Substitution65
6
StocklasaMartin Stocklasa
7
VillaDavid Villa
Goal26
10
M. FrickMario Frick (C)
8
Xavi HernándezXavi Hernández
Substitution46
11
BurgmeierFranz Burgmeier
9
TorresFernando Torres
Goal18
Goal54
Substitution57
15
D. HaslerDavid Hasler
Yellow Card40
11
CapdevilaJoan Capdevila
16
ErnePhilippe Erne
14
Xabi AlonsoXabi Alonso
20
WieserSandro Wieser
Substitution82
15
RamosSergio Ramos
23
PolverinoMichele Polverino
16
Sergio BusquetsSergio Busquets

suplentes

12
BiçerCengiz Biçer (GR)
23
ReinaPepe Reina (GR)
4
RechsteinerMartin Rechsteiner
Substitution45
10
FàbregasCesc Fàbregas
Substitution46
8
R. BüchelRonny Büchel
Substitution82
17
ArbeloaÁlvaro Arbeloa
17
HanselmannRony Hanselmann
18
Pedro RodríguezPedro Rodríguez
Substitution65
18
HaslerNicolas Hasler
19
LlorenteFernando Llorente
19
D'EliaFabio D'Elia
21
David SilvaDavid Silva
Substitution57
Goal62
22
VogtFranz-Josef Vogt
Substitution46
22
Jesús NavasJesús Navas

Treinador

Hans-Peter Zaugg (SUI) Vicente del Bosque (ESP)

Árbitro

Bülent Yıldırım (TUR)

Árbitros assistentes

Mustafa Eyisoy (TUR), Çem Satman (TUR)

Quarto árbitro

Halis Özkahya (TUR)

Legenda:

  • GolosGolos
  • Auto-goloAuto-golo
  • Grandes penalidadesGrandes penalidades
  • Penalties falhadosPenalties falhados
  • reds_cardCartões Vermelhos
  • yellow_cardsCartões amarelos
  • yellow_red_cardsDuplo amarelo
  • SubstituiçãoSubstituição