O "site" oficial do futebol europeu

Espanha puxa dos galões

Publicado: Sábado, 9 de Outubro de 2010, 0.19CET
Espanha 3-1 Lituânia
A Espanha isolou-se no comando do Grupo I com um "bis" de Fernando Llorente e um golo monumental de David Silva.
por Graham Hunter
de Estádio El Helmántico
Espanha puxa dos galões
Fernando Llorente festeja o primeiro golo ©Getty Images

Estatísticas dos jogos

EspanhaLituânia

Golos marcados3
 
1
Posse de bola(%)0
100
Total de tentativas31
 
3
Remates à baliza14
 
2
Remates para fora14
 
1
Remates interceptados0
 
0
Remates nos postes0
 
0
Cantos9
 
1
Foras-de-jogo2
 
0
Cartões amarelos0
 
0
Cartões Vermelhos0
 
0
Faltas cometidas11
 
10
Faltas sofridas10
 
9

Classificação

Legenda:

J: Jogados   
Pts: Pontos   
Última actualização: 21/11/2017 14:46 CET
Publicado: Sábado, 9 de Outubro de 2010, 0.19CET

Espanha puxa dos galões

Espanha 3-1 Lituânia
A Espanha isolou-se no comando do Grupo I com um "bis" de Fernando Llorente e um golo monumental de David Silva.

A Espanha, campeã europeia em título, isolou-se no comando do Grupo I graças a um "bis" de Fernando Llorente e um golo monumental de David Silva.

Todos os golos aconteceram na segunda parte, e só quando Darvydas Šernas empatou a partida aos 54 minutos, a equipa de Vicente del Bosque, a actuar na cidade-natal do treinador, mostrou verdadeiramente a sua classe. A Espanha conta por vitórias os dois jogos na fase de qualificação para o UEFA EURO 2012, e detém agora dois pontos de vantagem sobre a Lituânia e a Escócia, que visita na próxima terça-feira.

Apesar de as ausências na Espanha serem de peso, apenas três jogadores do "onze" que iniciou a final do Campeonato do Mundo ficaram de fora – Xabi Alonso, Xavi Hernàndez e Pedro Rodríguez. Santi Cazorla, Fernando Llorente e David Silva entraram para os seus lugares, mas a saída de Alonso, devido a doença, alterou o esquema táctico da equipa, que passou do tradicional 4-2-3-1 para o 4-1-4-1.

Na antevisão do jogo, Vicente Del Bosque tinha avisado aqueles que esperavam uma vitória "tranquila" para repensarem o prognóstico, e de facto a Lituânia apresentou-se bem organizada. Por duas vezes, nos primeiros 17 minutos, David Silva desferiu fortes remates, mas Žydrūnas Karčemarskas deteve-os sem problemas.

O que se seguiu foi uma falta de eficácia rara da parte da campeã europeia, e Sergio Ramos rematou de cabeça ao poste. Depois, Llorente deu conta do que estava para vir obrigando Karčemarskas a uma boa defesa, enquanto Villa falhou o que parecia fácil, rematando ao lado.

Com isso, os visitantes iam ganhando ânimo. Antes do intervalo, Tomas Danilevičius aproveitou um passe rápido de Edgaras Česnauskis, mas Iker Casillas evitou o pior. Saulius Mikoliunas voltou a ameaçar quando entrou na grande área, mas falhou o alvo.

No entanto, logo após o reatamento, Sergio Ramos subiu pelo seu flanco e foi até à linha-de-fundo cruzar de forma perfeita para Llorente fazer o golo de cabeça, apanhando Karčemarskas fora da baliza. Mas a Lituânia só teve de esperar sete minutos até alcançar o golo do empate. Šemberas beneficiou de um lance ganho no meio-campo e da pouca pressão espanhola para lançar Šernas, que finalizou com tranquilidade.

O jogo ficava agora tremendamente emocionante, e menos de dois minutos depois a Espanha recolocou-se em vantagem. Desta feita, Cazorla trabalhou bem o lance na direita e cruzou para o segundo poste, onde apareceu Llorente a cabecear colocado para o fundo das redes. Coube a Silva encerrar a contagem, e fê-lo de forma espectacular, a efectuar um chapéu de cabeça ao guarda-redes, com a bola a fugir à estirada do lituano antes de bater no poste e entrar, levando o público de Salamanca ao delírio. Em parte feliz, mas também aliviado, depois de uma noite difícil que se transformou num tributo à capacidade de luta da campeã europeia.

Última actualização: 17-11-10 12.51CET

http://pt.uefa.com/uefaeuro/season=2012/matches/round=15171/match=2002198/postmatch/report/index.html#espanha+triunfa+salamanca