O "site" oficial do futebol europeu

Villa inspira Espanha

Publicado: Sexta-feira, 25 de Março de 2011, 23.59CET
Espanha 2-1 República Checa
David Villa tornou-se o melhor marcador de sempre do seu país ao apontar os dois golos da reviravolta espanhola em Granada.
por Graham Hunter
de Los Cármenes
Villa inspira Espanha
Os jogadores espanhóis correm para congratular David Villa pelo golo da vitória ©Getty Images

Estatísticas dos jogos

EspanhaRepública Checa

Golos marcados2
 
1
Posse de bola(%)0
100
Total de tentativas22
 
1
Remates à baliza11
 
1
Remates para fora11
 
0
Remates interceptados0
 
0
Remates nos postes0
 
0
Cantos12
 
2
Foras-de-jogo2
 
1
Cartões amarelos2
 
2
Cartões Vermelhos0
 
0
Faltas cometidas10
 
16
Faltas sofridas15
 
10

Classificação

Legenda:

J: Jogados   
Pts: Pontos   
Última actualização: 21/11/2017 14:46 CET
Publicado: Sexta-feira, 25 de Março de 2011, 23.59CET

Villa inspira Espanha

Espanha 2-1 República Checa
David Villa tornou-se o melhor marcador de sempre do seu país ao apontar os dois golos da reviravolta espanhola em Granada.

Dois golos de David Villa na segunda parte deram ao avançado da Espanha a melhor marca de sempre de golos marcados ao serviço da "roja" e três pontos para o conjunto orientado por Vicente Del Bosque sobre uma atrevida República Checa.

A equipa de Michal Bílek tinha tomado a liderança do jogo do Grupo I do UEFA EURO 2012 graças ao tento de Plašil pouco antes da meia-hora, mas Villa escolheu a mais adequada e espectacular forma de ultrapassar a marca de golos de Raúl Gonzàlez. O seu segundo tento, de penalty, aos 73 minutos, surgiu pouco depois de o jogador do FC Barcelona ter fixado o recorde ao apontar o 45º golo em 72 jogos.

Apesar dos campeões europeus e mundiais terem parecido letárgicos durante maior parte dos primeiros 45 minutos, os visitantes − rápidos, estruturados e acutilantes na forma de jogar − mereceram crédito pela inesperada liderança no marcador. Villa, aos 25 minutos, viu Petr Čech desviar o seu remate à meia-volta e, pouco depois, repetiu-se cena idêntica, mas com uma pequena diferença: Iker Casillas quase desviava o pontapé fulminante de Plašil a 30 metros da baliza, mas a bola estava destinada ao sucesso.

Os homens de Del Bosque lutaram para tentar dar mais velocidade ao seu jogo e Villa lançou o cerco à baliza checa, tendo estado por duas vezes perto do empate antes do intervalo: primeiro de cabeça após um cruzamento de Alvaro Arbeloa e depois numa bonita jogada em que rodopiou e atirou à baliza.

Contudo, a maré mudou definitivamente quando Del Bosque tirou Xabi Alonso ao intervalo e, pouco depois, Joan Capdevilla, fazendo entrar em campo Fernando Torres e Santi Cazorla, aumentando assim o poder de fogo da Espanha. Andrés Iniesta reapareceu num papel mais habitual na zona intermediária do terreno e tomou conta do desafio.

O seu passe tenso, aos 69 minutos, ajudou Villa a quebrar o recorde, bem como os corações checos: ultrapassou em velocidade Roman Hubník e atirou forte por baixo de Čech. Volvidos quatro minutos, a Espanha deu a volta: Jan Rezek derrubou Iniesta e Villa atirou fortíssimo para o interior das redes checas da marca de castigo máximo, de nada valendo o mergulho do guardião do Chelsea FC.

Última actualização: 26-03-11 1.20CET

http://pt.uefa.com/uefaeuro/season=2012/matches/round=15171/match=2002196/postmatch/report/index.html#bis+villa+inspira+espanha

Equipas

Espanha

Espanha

Rep. Checa

República Checa

1
CasillasIker Casillas (GR) (C)
1
ČechPetr Čech (GR)
3
PiquéGerard Piqué
3
KadlecMichal Kadlec
6
IniestaAndrés Iniesta
5
HubníkRoman Hubník
7
VillaDavid Villa
Goal69
Goal72
6
SivokTomáš Sivok
8
Xavi HernándezXavi Hernández
9
RezekJan Rezek
Yellow Card60
Substitution84
11
CapdevilaJoan Capdevila
Substitution58
10
RosickýTomáš Rosický (C)
14
Xabi AlonsoXabi Alonso
Yellow Card39
Substitution46
11
PudilDaniel Pudil
Substitution78
15
RamosSergio Ramos
12
PospěchZdeněk Pospěch
Yellow Card46
16
Sergio BusquetsSergio Busquets
13
PlašilJaroslav Plašil
Goal29
17
ArbeloaÁlvaro Arbeloa
Yellow Card84
15
BarošMilan Baroš
22
Jesús NavasJesús Navas
Substitution86
17
HübschmanTomáš Hübschman

suplentes

23
ReinaPepe Reina (GR)
16
LaštůvkaJan Laštůvka (GR)
4
MarchenaCarlos Marchena
Substitution86
2
KušnírOndřej Kušnír
5
IraolaAndoni Iraola
4
RajnochJan Rajnoch
9
TorresFernando Torres
Substitution46
7
NecidTomáš Necid
Substitution84
19
LlorenteFernando Llorente
8
PolákJan Polák
20
Santi CazorlaSanti Cazorla
Substitution58
14
HloušekAdam Hloušek
Substitution78
21
David SilvaDavid Silva
21
MorávekJan Morávek

Treinador

Vicente del Bosque (ESP) Michal Bílek (CZE)

Árbitro

Viktor Kassai (HUN)

Árbitros assistentes

Gabor Erös (HUN), György Ring (HUN)

Quarto árbitro

Zsolt Szabó (HUN)

Legenda:

  • GolosGolos
  • Auto-goloAuto-golo
  • Grandes penalidadesGrandes penalidades
  • Penalties falhadosPenalties falhados
  • reds_cardCartões Vermelhos
  • yellow_cardsCartões amarelos
  • yellow_red_cardsDuplo amarelo
  • SubstituiçãoSubstituição