O "site" oficial do futebol europeu

Itália destroça corações escoceses

Publicado: Domingo, 18 de Novembro de 2007, 0.08CET
Escócia 1-2 Itália
Um golo ao cair do pano de Christian Panucci apurou os italianos e, ao mesmo tempo, a França.
Itália destroça corações escoceses
Christian Panucci (esquerda) festeja o golo da vitória ©Getty Images

Estatísticas dos jogos

EscóciaItália

Golos marcados1
 
2
Remates à baliza5
 
9
Remates para fora5
 
3
Cantos6
 
4
Faltas cometidas29
 
20
Cartões amarelos2
 
1
Cartões vermelhos0
 
0

Classificação

Última actualização: 27/06/2012 14:15 CET

Legenda:

J: Jogados   
Pts: Pontos   
Publicado: Domingo, 18 de Novembro de 2007, 0.08CET

Itália destroça corações escoceses

Escócia 1-2 Itália
Um golo ao cair do pano de Christian Panucci apurou os italianos e, ao mesmo tempo, a França.

Um cabeceamento de Christian Panucci aos 91 minutos arrasou os corações escoceses e qualificou a Itália, campeã do Mundo, para a fase final do UEFA EURO 2008™, num Hampden Park completamente alagado.

O fim do sonho escocês
O golo de Panucci, que devolveu a liderança do marcador à Itália, depois de Barry Ferguson ter empatado o tento inaugural de Luca Toni, assegurou também a qualificação da França para a fase final que decorrerá na Áustria e Suíça, o que significa que apenas falta saber a identidade do vencedor do Grupo B, o que acontecerá na quarta-feira, quando a Itália defrontar as Ilhas Faroé e a França visitar a Ucrânia. Para a Escócia, todavia, fica o fim do sonho do apuramento para uma fase final pela primeira vez ao fim de uma década - a derradeira aparição dos escoceses na fase final de uma grande competição aconteceu no Mundial 1998.

Toni abre a contagem
Os escoceses necessitavam de uma vitória para se apurarem para o evento que decorrerá no próximo Verão, mas tiveram a pior entrada possível no jogo, quando, aos dois minutos, Toni surgiu ao poste mais próximo a desviar de cabeça a bola para o fundo das redes à guarda de Craig Gordon. O lance iniciou-se com um lançamento de linha lateral de Gianluca Zambrotta para a área, onde António Di Natale recolheu a bola e cruzou rasteiro para o ponta-de-lança do FC Bayern München, que assim marcou pela “squadra azzurra” pela primeira vez desde que, em Março, bisou frente ao mesmo adversário.

A ameaça das “bolas paradas”
As fundações escocesas tremeram e a Itália ameaçou marcar de novo. Mauro Camoranesi rematou por cima e, depois, um remate de Toni obrigou Gordon a uma boa defesa. A Escócia começou por ameaçar de bola parada e colocou a Itália em sentido com uma sequência de pontapés de canto. Após uma linha de camisolas brancas ter bloqueado o cabeceamento de Alan Hutton e um remate de Lee McCulloch, eis que James McFadden voltou a cobrar um canto para a área, possibilitando a Hutton um remate de cabeça ligeiramente ao lado.

Golo anulado a Di Natale
Lá atrás, a defesa dos anfitriões estava a encontrar muitas dificuldades para conter Toni e a Itália quase sentenciou o jogo à meia-hora. Gordon defendeu superiormente um remate de Massimo Ambrosini, mas não conseguiu impedir a recarga de sucesso de Di Natale. Todavia, o lance foi anulado por fora-de-jogo. Após esse aviso, a equipa de Alex McLeish quase empatou perto do intervalo, com um cabeceamento de David Weir a bater Gianluigi Buffon, mas a não conseguir surpreender Andrea Pirlo sobre a linha de golo.

A última palavra
A Escócia empatou aos 65 minutos, após uma arrancada de Hutton apenas ter sido travada no limite da área em falta. O remate desviado de McFadden sobrou para Stephen McManus e, apesar de Buffon ter defendido o seu remate, não conseguiu impedir a recarga de Ferguson. Os adeptos da casa quase sentiram que iam festejar uma vitória histórica quando o suplente Kenny Miller cruzou rasteiro, para o poste mais distante, mas McFadden, que tantas vezes tem sido o herói dos escoceses, rematou ao lado. Foi o canto do cisne, pois, num dos últimos lances do desafio, Panucci desviou de cabeça um livre de Pirlo.

Última actualização: 18-11-07 1.02CET

http://pt.uefa.com/uefaeuro/season=2008/matches/round=2241/match=84001/postmatch/report/index.html#italia+destroca+coracoes+escoceses

Equipas

Escócia

Escócia

Itália

Itália

1
GordonCraig Gordon (GR)
1
BuffonGianluigi Buffon (GR)
2
HuttonAlan Hutton
2
PanucciChristian Panucci
Goal90+1
5
WeirDavid Weir
5
CannavaroFabio Cannavaro (C)
4
McManusStephen McManus
6
BarzagliAndrea Barzagli
3
NaysmithGary Naysmith
Yellow Card34
19
ZambrottaGianluca Zambrotta
11
BrownScott Brown
Substitution74
16
CamoranesiMauro Camoranesi
Substitution83
7
D. FletcherDarren Fletcher
8
GattusoGennaro Gattuso
Substitution87
10
HartleyPaul Hartley
21
PirloAndrea Pirlo
6
FergusonBarry Ferguson (C)
Goal65
13
AmbrosiniMassimo Ambrosini
8
McCullochLee McCulloch
Yellow Card44
Substitution90+2
7
Di NataleAntonio Di Natale
Substitution68
9
McFaddenJames McFadden
9
ToniLuca Toni
Goal2
Yellow Card45

suplentes

12
A. McGregorAllan McGregor (GR)
14
AmeliaMarco Amelia (GR)
13
G. AlexanderGraham Alexander
22
OddoMassimo Oddo
14
G. CaldwellGary Caldwell
4
ChielliniGiorgio Chiellini
Substitution83
15
PearsonStephen Pearson
10
De RossiDaniele De Rossi
Substitution87
16
RobsonBarry Robson
20
PerrottaSimone Perrotta
17
BoydKris Boyd
Substitution90+2
15
IaquintaVincenzo Iaquinta
Substitution68
18
MillerKenny Miller
Substitution74
11
GilardinoAlberto Gilardino

Treinador

Alexander Mcleish (SCO) Roberto Donadoni (ITA)

Árbitro

Manuel Mejuto González (ESP)

Árbitros assistentes

Juan Yuste (ESP), Antonio Artero Gallardo (ESP)

Quarto árbitro

Bernardino González Vázquez (ESP)

Legenda:

  • GolosGolos
  • Auto-goloAuto-golo
  • Grandes penalidadesGrandes penalidades
  • Penalties falhadosPenalties falhados
  • reds_cardCartões Vermelhos
  • yellow_cardsCartões amarelos
  • yellow_red_cardsDuplo amarelo
  • SubstituiçãoSubstituição