O "site" oficial do futebol europeu

Espanha no topo da Europa

Publicado: Segunda-feira, 30 de Junho de 2008, 0.58CET
Alemanha 0-1 Espanha
Um golo de Fernando Torres foi suficiente para os espanhóis baterem na final a Alemanha.
Espanha no topo da Europa
Os jogadores da Espanha fazem a festa ©Getty Images

Estatísticas dos jogos

AlemanhaEspanha

Golos marcados0
1
Remates à baliza1
 
7
Remates para fora2
 
5
Cantos4
 
7
Faltas cometidas22
 
19
Cartões amarelos2
 
2
Cartões vermelhos0
 
0

Classificação

Publicado: Segunda-feira, 30 de Junho de 2008, 0.58CET

Espanha no topo da Europa

Alemanha 0-1 Espanha
Um golo de Fernando Torres foi suficiente para os espanhóis baterem na final a Alemanha.

Depois de uma espera de 44 anos, a Espanha voltou a conquistar o Campeonato da Europa, ao bater na final do UEFA EURO 2008 a Alemanha, por 1-0, no Ernst-Happel-Stadion. Fernando Torres foi o herói dos espanhóis, ao apontar, ainda na primeira parte, o golo solitário da partida.

A grande surpresa no lado germânico foi a inclusão de Michael Ballack no "onze", já que o capitão dos germânicos esteve em dúvida até ao último momento. A Espanha, por seu lado, não pôde mesmo contar com o lesionado David Villa e o seleccionador Luis Aragonés decidiu apostar na titularidade de Cesc Fàbregas, até porque o médio do Arsenal FC esteve em excelente plano quando rendeu Villa, no jogo das meias-finais, ante a Rússia.

A Alemanha foi a primeira a criar perigo, logo aos quatro minutos, após um deslize de Sergio Ramos. Miroslav Klose entrou na grande área espanhola, mas não conseguiu dominar o esférico, que acabou por se perder pela linha de fundo. À excepção do lance de Klose, os primeiros minutos da partida foram de contenção de ambas as partes, com as equipas a revelarem cuidados redobrados na retaguarda.

Aos 14 minutos, os espanhóis responderam e poderiam ter chegado ao golo, graças a um corte defeituoso de Christoph Metzelder, já no interior da área. Jens Lehmann estava atento e afastou o perigo em definitivo, com uma defesa providencial. Aos 23 minutos, a formação “roja” enjeitou a melhor oportunidade até à altura, após cruzamento de Sergio Ramos do lado direito. Fernando Torres elevou-se entre os centrais alemães e rematou de cabeça, ao poste da baliza de Lehmann.

Aos 32 minutos, foi a vez de Fàbregas tentar a sua sorte com um remate de fora da área, mas Lehmann segurou sem problemas o disparo do centrocampista espanhol, numa fase de ligeiro ascendente da Espanha. No minuto seguinte os espanhóis chegaram mesmo ao golo, por intermédio de Fernando Torres. Xavi desmarcou o avançado do Liverpool FC, que ultrapassou Philipp Lahm e, com um remate em jeito, fez a bola passar por cima de Lehmann, para um golo de belo efeito. Os germânicos acusaram o golo em demasia e os espanhóis aproveitaram para tomar conta do jogo, tendo desperdiçado mais alguns lances para dilatar a vantagem.

Depois de uma primeira parte que correu de feição à turma ibérica, Joachim Löw optou pela entrada de Marcell Jansen no segundo tempo, para o lugar de Philipp Lahm. Contudo, a Espanha entrou melhor e Xavi esteve perto do 2-0 aos 53 minutos, após remate de fora da área. Valeu aos alemães Jens Lehmann, a desviar para canto. Os comandados de Luis Aragonés iam aproveitando o balanceamento dos jogadores alemães e criaram vários lances de perigo nos minutos seguintes.

O seleccionador alemão arriscou tudo, aos 58 minutos, com a entrada de Kevin Kuranyi para o lugar de Hitzlsperger, mas os espanhóis continuaram a dominar, beneficiando das melhores ocasiões para chegar ao golo. Ainda assim, Ballack esteve perto do empate, aos 60 minutos, com um remate de pronto à entrada da área, que saiu muito perto do poste da baliza à guarda de Casillas. Aragonés optou em seguida pela entrada de Xabi Alonso, tendo retirado da partida Fàbregas, numa fase de maior pressão por parte dos alemães.

Aos 67 minutos, os espanhóis estiveram muito perto de fazer o 2-0, após a marcação de um livre. Sergio Ramos surgiu isolado ao segundo poste e só Lehmann salvou os germânicos de sofrerem o segundo tento, após cabeceamento do lateral do Real Madrid CF. A Alemanha ainda tentou até final chegar ao empate, mas os espanhóis seguraram a vantagem e sagraram-se campeões europeus pela segunda vez, após o título conquistado em 1964, tendo ainda desperdiçado uma ocasião soberana por Marcos Senna.

Última actualização: 18-11-14 10.35CET

http://pt.uefa.com/uefaeuro/season=2008/matches/round=15096/match=301696/postmatch/report/index.html#torres+trofeu+espanha

Equipas

Alemanha

Alemanha

Espanha

Espanha

1
LehmannJens Lehmann (GR)
1
CasillasIker Casillas (GR) (C)
Yellow Card43
3
FriedrichArne Friedrich
4
MarchenaCarlos Marchena
7
SchweinsteigerBastian Schweinsteiger
5
PuyolCarles Puyol
8
FringsTorsten Frings
6
IniestaAndrés Iniesta
11
KloseMiroslav Klose
Substitution79
8
Xavi HernándezXavi Hernández
13
BallackMichael Ballack (C)
Yellow Card43
9
TorresFernando Torres
Goal33
Yellow Card74
Substitution78
15
HitzlspergerThomas Hitzlsperger
Substitution58
10
FàbregasCesc Fàbregas
Substitution63
16
LahmPhilipp Lahm
Substitution46
11
CapdevilaJoan Capdevila
17
MertesackerPer Mertesacker
15
RamosSergio Ramos
20
PodolskiLukas Podolski
19
SennaMarcos Senna
21
MetzelderChristoph Metzelder
21
David SilvaDavid Silva
Substitution66

suplentes

12
EnkeRobert Enke (GR)
13
PalopAndrés Palop (GR)
23
AdlerRené Adler (GR)
23
ReinaPepe Reina (GR)
2
JansenMarcell Jansen
Substitution46
2
AlbiolRaúl Albiol
4
FritzClemens Fritz
3
Fernando NavarroFernando Navarro
5
WestermannHeiko Westermann
7
VillaDavid Villa
6
RolfesSimon Rolfes
12
Santi CazorlaSanti Cazorla
Substitution66
9
GomezMario Gomez
Substitution79
14
Xabi AlonsoXabi Alonso
Substitution63
10
NeuvilleOliver Neuville
16
Sergio GarcíaSergio García
14
TrochowskiPiotr Trochowski
17
GüizaDaniel Güiza
Substitution78
18
BorowskiTim Borowski
18
ArbeloaÁlvaro Arbeloa
19
OdonkorDavid Odonkor
20
JuanitoJuanito
22
KuranyiKevin Kuranyi
Substitution58
Yellow Card88
22
De la RedRubén de la Red

Treinador

Joachim Löw (GER) Luis Aragonés Suárez (ESP)

Árbitro

Roberto Rosetti (ITA)

Árbitros assistentes

Alessandro Griselli (ITA), Paolo Calcagno (ITA)

Quarto árbitro

Peter Fröjdfeldt (SWE)

Legenda:

  • GolosGolos
  • Auto-goloAuto-golo
  • Grandes penalidadesGrandes penalidades
  • Penalties falhadosPenalties falhados
  • reds_cardCartões Vermelhos
  • yellow_cardsCartões amarelos
  • yellow_red_cardsDuplo amarelo
  • SubstituiçãoSubstituição