O "site" oficial do futebol europeu

Sabor especial para Altıntop

Publicado: Quarta-feira, 25 de Junho de 2008, 13.22CET
Para o médio turco, nascido e criado na industrial cidade de Gelsenkirchen, a meia-final de quarta-feira contra a Alemanha tem um significado especial.
por Yakir Mizrahi
de Viena
Sabor especial para Altıntop
Hamit Altıntop quer marcar frente ao seu país de nascimento ©Getty Images

Estatísticas da prova

AlemanhaTurquia

Golos marcados10
 
8
Total de tentativas62
 
64
Remates à baliza24
 
26
Remates para fora27
 
27
Remates interceptados0
 
0
Remates nos postes0
3
Cantos26
 
28
Foras-de-jogo17
 
8
Cartões amarelos7
 
16
Cartões Vermelhos1
 
1
Faltas cometidas93
 
102
Faltas sofridas100
 
75
Publicado: Quarta-feira, 25 de Junho de 2008, 13.22CET

Sabor especial para Altıntop

Para o médio turco, nascido e criado na industrial cidade de Gelsenkirchen, a meia-final de quarta-feira contra a Alemanha tem um significado especial.

Para o médio da Turquia, Hamit Altıntop, nascido e criado na cidade industrial de Gelsenkirchen, no Vale do Ruhr, esta meia-final contra a Alemanha tem um significado especial.

Prioridade turca
Para além de ir defrontar a selecção do país onde nasceu, o jogador do FC Bayern München vai ainda ver do outro lado cinco colegas de clube – Miroslav Klose, Lukas Podolski, Philipp Lahm, Marcell Jansen e Bastian Schweinsteiger – que também querem jogar a final de domingo. "Nasci na Alemanha e cresci lá. Aprendi muita coisa naquele país, mas jogar pela Turquia foi sempre a minha prioridade", disse Hamit ao euro2008.com. "Vai ser bom defrontar colegas de equipa, mas apenas penso na minha exibição, não na deles. No passado já joguei contra o meu irmão gémeo [Halil], mas, uma vez no campo, não me faz diferença nenhuma".

Merecimento
Hamit foi decisivo no dramático desempate por grandes penalidades com que a Turquia afastou a Croácia nos quartos-de-final, sendo da opinião que o seu país está merecidamente na meia-final do UEFA EURO 2008™. "O mais importante é que tudo foi conquistado com muito mérito", acrescentou Hamit, internacional por 45 vezes. "Não marcámos golos fora-de-jogo, não tivemos grandes penalidades polémicas a nosso favor ou coisas do género. Merecemos esta felicidade e estar onde estamos. Como é óbvio, tudo seria diferente caso não tivéssemos marcado em alguns momentos-chave, mas sempre acreditámos em nós próprios e nunca nos desconcentrámos do nosso objectivo".

Adversário familiar
Este Campeonato da Europa é a primeira grande competição em que Hamit participa, mas este é o adversário que lhe é mais familiar. "Está tudo bem com a Alemanha", disse o antigo jogador do FC Schalke 04. "Vai haver apenas algumas alterações no seu sistema. Neste contexto, esperamos uma Alemanha muito disciplinada nesta meia-final. Vão tentar impor a sua presença física no campo, defendem bem e são ainda muito perigosos nas bolas paradas".

"Grande emoção"
Como os adeptos do UEFA EURO 2008™ puderam testemunhar, o avançado alemão de origem polaca, Lukas Podolski, não festejou o golo marcado contra a Polónia, o mesmo acontecendo com o suíço Hakan Yakin, que escondeu a sua alegria contra a Turquia, pátria dos seus ascendentes. Assim, como irá Hamit reagir caso marque à Alemanha no St. Jakob-Park, na quarta-feira? "Estou a jogar pelo meu país e é isso que sinto", afirmou. "Tenho sangue turco nas veias como se diz. Nada me liga à Alemanha, pelo que, caso marque na meia-final do Europeu, vou festejar com grande emoção. Não haverá pessoa mais feliz que eu caso marque neste jogo".

Última actualização: 25-06-08 23.17CET

http://pt.uefa.com/uefaeuro/season=2008/matches/round=15095/match=301697/prematch/focus/index.html#sabor+especial+para+altıntop